zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Agronegócios - 23/02/2017 - 15h27

Jorge Lara assume Chefia-Geral da Embrapa Pantanal

Cerimônia de posse reuniu lideranças governamentais e de diferentes setores da sociedade do Brasil e Bolívia




Divulgação

O pesquisador Jorge Lara assumiu a Chefia-Geral da Embrapa Pantanal (Corumbá, MS).
Por Assessoria Embrapa / Redação Pantanal News

Na terça-feira (21), o pesquisador Jorge Lara assumiu a Chefia-Geral da Embrapa Pantanal (Corumbá, MS). Com mais de 150 participantes, o evento teve a presença dos empregados, dos chefes-gerais da Embrapa Gado de Corte (Campo Grande, MS) e da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados, MS), de representantes dos governos de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e da Bolívia, membros da sociedade civil, setores produtivos locais, comunidades tradicionais, instituições de pesquisa, extensão rural e outros parceiros da Unidade.

“Entre os principais desafios e oportunidades para a Embrapa Pantanal está a integração do bioma de forma sistêmica. Além da pecuária como matriz econômica, temos muitas oportunidades pontuais que podem ser exploradas – o agroecoturismo, o mel do Pantanal e as raças naturalizadas como o cavalo e o bovino pantaneiro, por exemplo”, afirmou o chefe-geral. De acordo com Lara, o objetivo é fazer da Unidade um fórum de discussão neutro a serviço da sociedade. “Chegar a esse consenso é o desafio do século para o Pantanal”, disse.

Segundo o presidente da Embrapa, Maurício Lopes, a pesquisa deve avaliar e compreender os limites e o potencial da base de recursos naturais disponíveis nessa porção do País, unindo no processo as dimensões econômica, ambiental e social. “Temos que trabalhar as atividades produtivas de maneira inteligente para que não haja desgaste desse patrimônio do Brasil. Tudo isso é extremamente importante para que a Embrapa tenha uma presença cada vez mais consolidada e fortalecida aqui no Pantanal”, disse Lopes. “Vamos ter que intensificar o uso da nossa base de recursos naturais de forma sustentável, bem planejada, usando o melhor da ciência e do conhecimento. Essa é uma frente importantíssima”.

Atuação em rede

De acordo com Guilherme Lafourcade Asmus, chefe-geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Lara buscou o contato com outros centros desde o início da liderança da Embrapa Pantanal. “Ele foi estabelecendo os canais e as ligações necessárias para que, ao assumir, ele pudesse estabelecer o que se propôs a fazer desde o começo: trabalhar em conjunto com as Unidades da Embrapa, na competência de cada uma, para contribuir para o desenvolvimento do Pantanal – um dos motes principais do seu plano de trabalho”.

Cleber Soares, chefe-geral da Embrapa Gado de Corte, destacou a presença de representantes dos mais diversos setores na cerimônia. “Isso mostra a importância e a relevância da Unidade e, mais ainda, mostra o reconhecimento da sociedade em relação à Embrapa Pantanal”, disse. “As expectativas são boas e serão respondidas a contento pelo perfil que o Jorge tem, por ser um excelente cientista, uma pessoa muito ponderada, muito equilibrada. A Embrapa precisa de pessoas com esse perfil”.

Apoio governamental

Para Fernando Lamas, secretário de Produção e Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul, “o Pantanal é um ambiente, dada sua natureza, cheio de desafios e, por outro lado, também cheio de oportunidades. Então, essa Unidade da Embrapa tem um papel dos mais estratégicos para o bioma e, consequentemente, para Mato Grosso do Sul e Mato Grosso”. Paulo Moura, consultor representante da Assembleia Legislativa de MT, completou: “a Embrapa Pantanal vai atender o bioma como um todo, auxiliando em muitas questões que afligem a região pantaneira”.

Representando o governo departamental de Santa Cruz, na Bolívia, o diretor-executivo do Centro de Investigação Agrícola Tropical (CIAT), Luiz Hurtado, destacou a atuação da Unidade no país vizinho. “O que vivemos na América do Sul nos une. Creio que as necessidades e investigações realizadas pela unidade de pesquisa pantaneira devem beneficiar ambos os países”. O professor Joaquin Ugarteche, da Universidade de Aquino Bolívia (Udabol), falou sobre a cooperação entre as instituições. “Trouxemos estudantes de veterinária para uma visita técnica à Unidade que já estão aplicando o que aprenderam nas propriedades rurais”.

Atores do Pantanal

O setor produtivo esteve representado por diversas instituições na cerimônia – entre elas, as Federações da Agricultura e Pecuária de MS e MT (Famasul e Famato). Para o tesoureiro da Famasul, Luiz Alberto Novaes, a evolução dos sistemas de produção mostra que é possível produzir com sustentabilidade. “Com o apoio da Embrapa Pantanal, podemos construir um ambiente de produção que favoreça a produtividade, a conservação e a qualidade de vida”. Luciano Leite, presidente do Sindicato Rural de Corumbá, reforçou: “vamos trabalhar juntos para o aumento da sustentabilidade, principalmente da pecuária pantaneira”.

A população ribeirinha da Associação de Moradores da Área de Preservação Ambiental (APA) Baía Negra foi representada pela presidente Julia Gonzales. “Com a Embrapa, construímos algumas oportunidades, como o acompanhamento técnico da nossa plantação agroflorestal. Vamos continuar com as parcerias”. O assessor regional do Projeto Gestão Ambiental e Territorial Indígena (Gati), Leosmar Terena, também falou sobre o trabalho com os indígenas Terena na região. “Muitos dos conhecimentos que estou aplicando hoje na minha comunidade são fruto dessa experiência com a Embrapa”.

Perspectivas da gestão

Sobre as expectativas em relação à atuação de Lara, Maurício Lopes destacou a importância da aproximação interna. “Gostaria que o Jorge olhasse para a grande rede Embrapa e percebesse nas nossas unidades parceiras importantes que vão agregar esforço à unidade pantaneira”, diz. “Isso vai fortalecer a liderança e a capacidade dele, da equipe de gestores e da equipe da Embrapa Pantanal, fazendo com que a gente possa fazer cada vez mais e melhor pelo bioma e pelo Brasil”.

Para Lara, aproximar os diferentes setores, unidades, governos e atores envolvidos com o Pantanal por meio dos dados técnicos produzidos com a pesquisa é mais um passo a favor do desenvolvimento sustentável do bioma. “Nesses 43 anos da instituição, a Unidade participou de diversos momentos cruciais para a região. Foram decisões importantes no sentido econômico e humano do Pantanal. Nossos pesquisadores fazem parte da sociedade pantaneira e, sem sombra de dúvida, a Embrapa Pantanal – junto às outras unidades – engrandece o corpo da Embrapa. Tenho orgulho de trabalhar aqui”, finalizou.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
19/10/2017 - 10h41
Área semeada de soja em MS ultrapassa 814 mil hectares
19/10/2017 - 09h00
Hortaliças seguem mais baratas e frutas têm aumento de preço em setembro
17/10/2017 - 10h25
Conab assina oito novos contratos com agricultores familiares em MS
17/10/2017 - 10h24
Compostos extraídos da gravioleira têm potencial ação inseticida e antitumoral
11/10/2017 - 07h58
Produção de mudas, coleta de sementes e legislação ambiental são tema de curso em Aquidauana
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.