zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Forças Armadas - 15/02/2017 - 08h24

Exército coloca tropa em operação no presídio de segurança máxima

Oficiais integram o quadro do Comando Militar do Oeste; Todos estão com os rostos tampados com toucas ninjas e são identificados apenas por números na farda




Rafael Ribeiro

Homens em formação na frente da Máxima.
Por Rafael Ribeiro do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Militares do Exército chegaram por volta das 7h40 desta quarta-feira (15) ao Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, no Jardim Noroeste, para uma ação surpresa junto do Batalhão de Choque da Polícia Militar. A operação ocorre um dia após o Estado-Maior das Forças Armadas, com sede em Brasília (DF), informar que ainda não havia sido definida data para o início das ações dos militares no sistema penal de Mato Grosso do Sul.

Oficialmente, o Exército diz que os militares integram o quadro do Comando Militar do Oeste, que atende o Estado, e fariam "manobras testes". Procurada, a Sejusp (Secretaria Estadual da Justiça e Segurança Pública) não respondeu o Campo Grande News até a conclusão desta reportagem.

Até agentes penitenciários e policiais que trabalham na guarita foram pegos de surpresa com a movimentação. As ruas no entorno do presídio foram bloqueadas e moradores foram impedidos de acessarem alguns trechos.

Os militares chegaram em diversos caminhões. Todos estão com os rostos tampados com toucas ninjas e são identificados apenas por números na farda.

Não há nomes, nem o efetivo envolvido foi informado. Parte deles está armada com armas de grosso calibre, como fuzis, e escudos. Comandantes portam rádios-comunicadores.

A tropa está dividida em blocos. Alguns blocos carregam cães farejadores. Outros, equipamentos eletrônicos, provavelmente scanners.

Segundo comandantes, a operação deve durar toda a manhã na área interna do presídio.

Militares chegaram encapuzados ao presídio. (Foto: Rafael Ribeiro)Militares chegaram encapuzados ao presídio. (Foto: Rafael Ribeiro)

Ação - O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado, André Luiz Santiago, e a própria Agepen (Agência Estadual da Administração Penitenciária) confirmam que o presidente Michel Temer (PMDB) ainda não oficializou ações militares nos presídios sul-mato-grossenses.

O uso de militares nos presídios está definido desde o último dia 18 de janeiro, através de decreto presidencial, como parte da estratégia do Plano Nacional de Segurança Pública planejado pelo Governo Federal para conter a onda de violência que deixou mais de 130 mortos em rebeliões ocorridas em presídios no último mês. Mato Grosso do Sul teve quatro vítimas fatais no período.

Segundo o ministro da Defesa, Raul Jungmann, os militares não terão contato com os presos e usarão equipamentos como scanners e raio-x, comprados para a Copa do Mundo e Olimpíadas, nas buscas por celulares, drogas e armas nas instituições penais. Amazonas e Rio Grande do Norte também pediram auxílio militar nas prisões.

O Estado-Maior avaliava até terça-feira que a tropa ainda necessitava de treinamento específico para a tarefa e estava sobrecarregada tendo que auxiliar na segurança pública de Rio de Janeiro e Espírito Santo por conta da greve das PMs locais.

Pessoas da cúpula da Sejusp avaliam que a operação pode ter sido antecipada por conta da visita do ministro interino da Justiça, José Levi Mello do Amaral Júnior, na próxima sexta-feira (17) ao governador, Reinaldo Azambuja (PSDB).

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
19/04/2017 - 13h23
Marinha está com 239 vagas para nível superior
12/04/2017 - 10h43
MS: Exército apreende caminhão com meia tonelada de maconha e armas
11/04/2017 - 08h00
Comando da Flotilha de Mato Grosso realiza exercício de Pick-up com carga viva
10/04/2017 - 15h44
Exército põe 900 homens na Operação Ágata, mas não revela resultados
05/04/2017 - 15h50
Marinha do Brasil abre 64 vagas para Engenheiros
 
Últimas notícias do site
20/04/2017 - 16h22
Deputado Dr. Paulo Siufi recebe Medalha Tiradentes da PM de MS
20/04/2017 - 16h15
Dr. Paulo Siufi cobra cumprimento de lei que monitora eletronicamente os exames de direção veicular
20/04/2017 - 16h02
Ação humana coloca em xeque a conservação de aves do Pantanal
20/04/2017 - 15h48
Conab enviará mais 59,45 mil t de milho para municípios do Norte e Nordeste
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.