zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Agronegócios - 26/01/2017 - 15h04

Safra da soja começa em MS com previsão de colher 7 mi de toneladas




Por Priscilla Peres e Helio de Freitas do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Previsão aumenta produtividade de 49,5 sacas para 51,5 sacas. (Foto: Helio de Freitas)Previsão aumenta produtividade de 49,5 sacas para 51,5 sacas. (Foto: Helio de Freitas)

Mato Grosso do Sul inicia hoje, oficialmente, a colheita da safra de soja 2016/2017. A previsão é de colher 7,6 milhões de toneladas, montante 5,5% maior que na safra passada. As expectativas também são boas para a produtividade que subiu de 49,5 sacas por hectare para 51,5 sacas.

Entre os municípios, Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, se destaca como o segundo maior produtor de MS. Não por acaso, foi lá o evento de lançamento da colheita nesta manhã, com previsão de colher 630 mil toneladas de soja contra 608 mil na safra anterior.

A governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB), esteve no evento e disse que o agronegócio traz equilíbrio e representa a esperança no país. "A abertura da safra nacional em MS é motivo de orgulho e mostra a importância do Estado no setor, que é quinto maior produtor de soja no país".

De acordo com ela, cabe ao governo oferecer a estrutura que o produtor precisa como estradas em condições para escoar a safra. Diante disso, lembrou que em 2016, o governo investiu R$ 150 milhões do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de MS) para recuperar 3 mil km de estradas de terra para atender produtores rurais. E a meta é chegar a 5 mil km em 2017.

Rose Modesto e demais autoridades no evento desta manhã. (Foto: Helio de Freitas)Rose Modesto e demais autoridades no evento desta manhã. (Foto: Helio de Freitas)

O ministro interino da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki, disse que o agronegócio é responsável por 22% do PIB (Produto Interno Bruto) do país e por quase metade das exportações. "Não faltou alimento na mesa do brasileiro com a crise, porque esse setor jamais deixou de acreditar no Brasil, mesmo com tantas decepções".

Segundo ele, a meta do ministério é desburocratizar e simplificar para ampliar o apoio ao produtor rural. Em cinco anos, o Mapa quer passar de 7% para 10% a participação do agro no mercado mundial.

"O produtor apontou a burocracia como principal entrave do governo ao setor. Quase 300 demandas do setor serão resolvidas. A maioria é de simples solução. Só faltava vontade política", disse.

O presidente da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária), Maurício Saito, ressaltou o setor ai dizer que até 2050, segundo a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), mundo terá aumento de demanda de 70% por alimentos.

"Somos imprescindíveis para esse objetivo e temos de melhorar nossa comunicação com a população, mostrar a importância da agricultura para o mundo"

Foi realizada solenidade na manhã de hoje, em Ponta Porã.  (Foto: Helio de Freitas)Foi realizada solenidade na manhã de hoje, em Ponta Porã. (Foto: Helio de Freitas)

Polêmica - Claro que durante o evento, as autoridades ligadas ao agronegócio não iam deixar de, mais uma vez, criticar o samba e enredo da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, que este ano tem como tema “Xingu – O clamor que vem da Floresta”.

Com discurso inflamado e focado no assunto, o presidente da Aprosoja Brasil, Marcos da Rosa, criticou enredo da escola de samba. Disse que o Brasil só ocupa 8% do território com agricultura, sendo 3% com soja e "já faz um barulho no mundo todo". Para ele, "o desafio é aumentar a produtividade para produzir mais grãos e dar uma resposta aos críticos".

Marcos foi além ao dizer que "ensinam coisas erradas nas escolas dos nosso filhos", ressaltando que que a visão que se tem da agricultura tem que começar mudando a propaganda negativa nas escolas.

Segundo ele, a soja emprega 7,5 milhões de pessoas no país e que a população pode consumir produtos da agricultura sem medo. "Podem comer abobrinha. A Anvisa atesta que nossos produtos são seguros, porque o agrotóxico usado não deixa resíduos a ponto de fazer mal para a saúde".

A deputada federal Tereza Cristina (PSB), também fez suas considerações sobre o tema, dizendo que "a produção de soja é a locomotiva do Brasil. Ameaçamos o mundo mas ainda precisamos ser conhecidos. Ainda tem gente que insiste em falar mal do agro brasileiro. Nós somos bons".

Ela ainda criticou quem acusa o produtor de acabar com o meio ambiente."Produzindo alimentos vamos desconstruir essa ideologia contra o agro. O produtor precisa do mínimo de tranquilidade para poder produzir. MS é uma Ferrari só precisam deixar a gente colocar gasolina azul para disparar".

 
 Autoridades durante a colheita hoje. (Foto: Helio de Freitas)Autoridades durante a colheita hoje. (Foto: Helio de Freitas)

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
19/10/2017 - 10h41
Área semeada de soja em MS ultrapassa 814 mil hectares
19/10/2017 - 09h00
Hortaliças seguem mais baratas e frutas têm aumento de preço em setembro
17/10/2017 - 10h25
Conab assina oito novos contratos com agricultores familiares em MS
17/10/2017 - 10h24
Compostos extraídos da gravioleira têm potencial ação inseticida e antitumoral
11/10/2017 - 07h58
Produção de mudas, coleta de sementes e legislação ambiental são tema de curso em Aquidauana
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.