GOVERNO PRESENTE
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 06/01/2017 - 10h08

Morador encontra sucuri de 3 metros na frente da garagem de casa

Segundo a PMA, aparecimento de animais silvestres em área urbana acontece devido período de cheias dos rios e altos índices de queimadas na região pantaneira




Divulgação/Bombeiros

Sucuri de 3 metros estava em frente a garagem de uma casa.
Por Elci Holsback do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Morador da região central de Ladário - distante 419 km de Campo Grande se assustou ao se deparar com uma cobra sucuri  de 3 metros, por volta das 6 horas de hoje (6) em frente a garagem de sua casa.

O homem acionou o Corpo de Bombeiros, que resgatou o réptil e o libertou em uma área próxima ao rio Paraguai. A situação já é rotineira em Ladário e Corumbá, já que este é o quarto resgate de cobra na primeira semana de 2017 nos dois municípios.

Mas, a situação é atípica, mesmo em se tratando de região pantaneira, principalmente se tratando de espécie sucuri. "Há grande incidência de aparecimento de cobras nos dois municípios e, no caso da sucuri isso não é comum, já que o animal não gosta de área urbana, não costuma sair da mata", explica o cabo do Corpo de Bombeiros, André Marti.

Segundo a PMA (Polícia Militar Ambiental) de Corumbá, dois fatores influenciam o comportamento atípico dos répteis, que também refletem em outros animais silvestres: a temporada de cheia dos rios e a ação humana, que colocou Corumbá em primeiro lugar no ranking de queimadas do País em 2016, segundo levantamento do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

"Começou a temporada de cheias dos rios e tem chovido muito na região nas últimas semanas. Outro grande problema sãos os constantes focos de queimadas, o que obriga os animais a fugirem do seu habitat natural para a área urbana", explica o tenente da PMA, Diego Ferreira.

Queimadas - A região corumbaense registrou 4 mil focos de queimada em 2016. O número é o maior do país, segundo dados do Inpe. Em segundo lugar no Brasil, aparece Porto Velho, em Rondônia, com 3.594 registros de incêndios florestais. São 424 focos a menos do que a cidade sul-mato-grossense localizada na fronteira com a Bolívia.

Em 2016 foram resgatados em Corumbá e Ladário 253 animais silvestres em áreas urbanas. Os animais feridos são encaminhados à PMA para tratamento e os demais, liberados em áreas nativas. A maioria dos resgates, segundo o Corpo de Bombeiros foram de cobras de espécies variadas, capivaras, jacarés, tamanduás e tuiuius.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/07/2017 - 15h38
Um corredor ecológico que guarda sinais pré-históricos de 8 mil anos
19/07/2017 - 14h16
Julho já teve 167% pontos de calor a mais do que no mês passado em MS
19/07/2017 - 12h48
Parque das Nações ganhará bosque em homenagem aos 40 anos de MS
14/07/2017 - 14h08
Estado registra 108 focos de queimadas em apenas três dias, mostra Inpe
12/07/2017 - 11h54
Em dez dias, MS tem 250 focos de calor e é o 4º no ranking brasileiro
 
Últimas notícias do site
20/07/2017 - 15h38
Um corredor ecológico que guarda sinais pré-históricos de 8 mil anos
20/07/2017 - 14h37
Leilões comercializam apoio a produtores de milho de quatro estados
20/07/2017 - 11h28
Novas regras para combate da ferrugem asiática da soja entram em vigor hoje
20/07/2017 - 08h00
PMA autua homem por transporte de pescado ilegal
20/07/2017 - 07h31
Governo atualiza preços mínimos da safra de verão
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.