especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Geral - 11/11/2016 - 13h05

Trabalhadores protestam e aulas são suspensas em Mato Grosso do Sul

Há mobilizações em Campo Grande, Dourados e Corumbá. Eles protestam contra PEC que limita gastos federais por 20 anos.




Por Gabriela Pavão do G1 MS, com informações da TV Morena / Redação Pantanal News

Pra Ary Coelho protesto PEC 55 (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)Praça do Rádio Clube nesta sexta-feira foi cenário de protesto contra a PEC 55 (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

Trabalhadores da educação, saúde e segurança pública protestaram na manhã desta sexta-feira (11) em pelo menos três municípios de Mato Grosso do Sul: Campo Grande, Dourados, Corumbá, Três Lagoas e Ponta Porã. Aulas foram suspensas nas escolas públicas e serão repostas em outra data.

Na capital sul-mato-grossense, a mobilização ficou concentrada na Praça do Rádio Clube, área central da cidade. Segundo a Confederação Única dos Trabalhadores (CUT), que organizou o movimento, havia cerca de 3 mil pessoas no local. A Polícia Militar (PM) não estava no local e a Agência Municipal de Trânsito (Agetran) não informou.

Segundo Lucilio de Souza, do Sindicato Campo-grandense dos Profissionais em Educação (ACP), o evento terá música e apresentações culturais e adesivagem para denunciar a PEC 55, que limita em 20 anos os gastos federais e que será votada no Senado.

Entre uma apresentação e outra, representantes sindicais da educação, segurança pública e saúde se revezam para debater temas da PEC. À tarde, às 14h (de MS), todos foram convidados para uma mesa redonda na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).      

No palco, enquanto explicava o protesto aos presentes, Lucilio chamou a PEC 55 de "PEC da maldade". "Estamos aqui contra essa PEC da maldade". Faixas, tendas e cadeiras tomaram conta da praça. Servidores e simpatizantes da greve geral se acomodam nas sombras pra amenizar o forte sol.

Lucílio diz. " A PEC 55 trará grandes prejuízos para os servidores num primeiro momento e posteriormente para toda a população". "Os prejuízos serão enormes no prazo de 20 anos. concursos públicos, promoções funcionais, investimentos na educação e melhorias. Isso tudo vai ser prejudicado pelas limitações que vão cercear e impedir que as próximas gerações tenham acesso ao ensino e a concurso público".

O sindicalista afirma. " A educação está mobilizando até pela questão de estar a mais tempo nesses eventos. A PEC 55 criminaliza o servidor público como se fóssemos culpados pela corrupção, sonegação de recursos e crise toda: queremos participar sim, mas teria que fazer audiência pública, auditoria de contas públicas".

Corumbá
Na principal cidade do Pantanal de Mato Grosso do Sul, houve uma passeata pelo Centro. Quarenta escolas fecharam as portas no município e vo vizinho Ladário.

Aproximadamente 15 mil alunos de escolas públicas ficaram sem aulas. Participaram professores, universitários e demais servidores que atuam em instituições de ensino.

Dourados
Na segunda maior cidade do estado, houve panfletagem e bloquei parcial da avenida Guaicurus. Segundo a Guarda Municipal, 1,5 mil participam do protesto.

Mobilização em praça de Três Lagoas, MS (Foto: Bruno Axelson/ TV Morena)Mobilização em praça de Três Lagoas, MS (Foto: Bruno Axelson/ TV Morena)

Trê Lagoas
Na região do Bolsão, trabalhadores da eduação também se mobilizaram em Três Lagoas, com participação de movimentos de Brasilândia, Água Clara, Selvíria e Inocência. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinted) de Três Lagoas, cerca de 800 manifestantes se reuniram nesta manhã na praça Ramez Tebet.

Além de trabalhadores da educação, alunos do movimento ocupa UFMS e outros movimentos sindicais também participaram da mobilização contra a PEC 55 que limita gastos públicos. Eles abraçaram o relógio e debateram temas. Por conta da paralisação, cerca de 20 mil alunos ficaram sem aula nesta sexta-feira (11), mas o conteúdo perdido será reposto na semana que vem.

 

Manifestação em Corumbá na manhã desta sexta-feira (Foto: Laura Toledo/ TV Morena)Manifestação em Corumbá na manhã desta sexta-feira (Foto: Laura Toledo/ TV Morena)

 

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
05/02/2018 - 07h52
Saiba o que fazer quando encontrar gato ou cachorro abandonado
24/01/2018 - 07h05
Mascote dos Bombeiros há 5 anos, Nego é o gato que brinca até com quati
22/01/2018 - 10h32
Em feira de adoção, 61 cães e 37 gastos ganham família e novo lar
22/01/2018 - 09h35
Esta receita de arroz carreteiro é cremosa e vai fazer sucesso no seu churrasco
22/01/2018 - 07h43
Confira as manchetes dos principais jornais do país nesta segunda-feira
 
Últimas notícias do site
20/02/2018 - 15h56
Cerca de 30 famílias estão desabrigadas em Aquidauana e rio pode alagar cidade, diz Defesa Civil
20/02/2018 - 10h50
Chuva desde madrugada alaga casas e interdita rodovia de acesso ao Pantanal de MS
20/02/2018 - 09h36
Capital acumula 188 milímetros de chuva, quase o esperado no mês
20/02/2018 - 08h30
Cidades de MS amanhecem com ‘cara de inverno’ após madrugada chuvosa
19/02/2018 - 06h49
Semana começa com garoa e previsão é de tempo instável em MS
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.