especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Agronegócios - 03/11/2016 - 15h18

Produtores da ‘Melhor Idade’ mostram que nunca é tarde para aprender




Divulgação

Por Assessoria / Redação Pantanal News

O último levantamento realizado pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística revela que o segmento populacional que mais tem aumentado é o de idosos, com uma média de 4% ao ano. A estimativa é que esse público ultrapasse 40 milhões de pessoas em todo Brasil até 2030.

Exemplos de pessoas com mais de 65 anos provedoras da família aumentam na mesma proporção. No município de Nova Andradina, por exemplo, encontramos uma trabalhadora incansável e bem-humorada. Lurdes Barbosa Chaves tem 86 anos e se dedica à atividade de bovinocultura de leite no assentamento Santa Olga.

Ela é considerada uma das alunas mais animadas nas capacitações promovidas pelo Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural na região. “Moro aqui há 10 anos e desde que recebemos o convite do sindicato rural para participar dos cursos eu não parei mais e até perdi a conta de quantos conclui. Gosto de aprender e fiz todos na área de leite, cooperativismo e até informática”, detalha.

De janeiro a setembro deste ano, o Sindicato Rural de Nova Andradina promoveu 26 turmas e atendeu 302 pessoas, além dos atendimentos de ATeG – Assistência Técnica e Gerencial nos programas Mais Leite e Hortifruti Legal. Na avaliação do presidente, Hemerson Israel dos Santos, a atuação do Senar/MS no município cresceu expressivamente no último ano e deve aumentar ainda mais. “É gratificante participar do desenvolvimento destas famílias e nos aproximarmos de toda comunidade. Posso resumir que a instituição está fazendo a diferença e estamos trabalhando para dobrar e até triplicar os resultados conquistados”, observa e lembra a história de dona Lurdes: “Esta senhora é exemplo de força de vontade tem uma disposição contagiante, a qual pude acompanhar no curso de Aplicação de Medicamentos em Bovinos”, acrescenta. 

Despertando valores - A produtora familiar conta que um dos netos ajuda na lida, mas, que procura participar de todas as tarefas. “Sou cooperada e a produção de leite é vendida para as escolas do município, por intermédio do programa Pnae – Programa Nacional de Alimentação Escolar. Muitos jovens acabaram saindo da área rural para trabalhar na cidade e por isso, incentivamos as crianças da nossa comunidade a estudarem mais e permanecerem trabalhando com a família”, observa Lurdes.

Outro morador da região é José Gomes que, aos 68 anos, cuida sozinho de uma pequena propriedade na qual planta vegetais e hortaliças que são comercializados em Nova Andradina. Ele comemora os resultados obtidos com a assistência técnica do Hortifruti Legal e afirma que o segredo para se ter sucesso em qualquer atividade é força de vontade e gostar do que faz. “Esta semana comercializei 900 quilos de produtos e meu faturamento chegou a uma média de R$ 1,3 mil. Com a orientação do técnico eu aprendi a plantar de tudo um pouco e hoje estou colhendo cenoura, beterraba, batata-doce, berinjela, sem contar as verduras”, relata orgulhoso.

Gomes é um dos primeiros moradores do assentamento Santa Olga, assim como a vizinha Lurdes e reforça que está muito satisfeito com os resultados obtidos no plantio de hortifrutigranjeiros. “Trabalhei a vida inteira de empregado e não consegui adquirir nada, depois que vim para cá procurei conhecimento e participei de uns 15 cursos do Senar/MS. O mais recente foi o Negócio Certo Rural onde aprendi a administrar minhas finanças. Já consegui comprar um carro e comecei a plantar laranja, pois, quero diversificar minha produção”, acrescenta. 

Os dois produtores são unânimes em afirmar que o Senar/MS possibilitou uma mudança de atitude com relação à atividade rural. “Acredito que temos de aproveitar todas as oportunidades que possam melhorar nossa vida, não podemos ficar parados no tempo e insistindo em técnicas obsoletas”, argumenta Gomes. Enquanto isso dona Lurdes complementa: “A vida da gente é um eterno aprendizado, nunca sabemos de tudo então, enquanto eu tiver saúde e disposição vou buscar atualização e conhecimento”, finaliza. 

Sobre o Sistema Famasul – O Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) é um conjunto de entidades que dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representam os interesses dos produtores rurais de Mato Grosso do Sul. É formado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural (Funar), Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja/MS) e pelos sindicatos rurais do Estado.

O Sistema Famasul é uma das 27 entidades sindicais que integram a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Como representante do homem do campo, põe seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização do homem do campo. O produtor rural sustenta a cadeia do agronegócio, respondendo diretamente por 17% do PIB sul-mato-grossense.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/02/2018 - 10h50
Chuva desde madrugada alaga casas e interdita rodovia de acesso ao Pantanal de MS
23/01/2018 - 13h23
Brasil entra na corrida para desenvolver mandioca com amido ceroso
23/01/2018 - 10h20
Unidades de conservação podem ser administradas por parcerias público-privadas
16/01/2018 - 10h30
Ipê-roxo é primeira árvore do Cerrado a ter genoma sequenciado
16/01/2018 - 08h40
Rebanho de MS cresceu para 21.8 milhões de cabeças de gado em 2017, diz Iagro
 
Últimas notícias do site
23/02/2018 - 10h30
Informe Energisa
23/02/2018 - 10h25
Corumbá: Prefeito faz balanço dos 100 dias de gestão e apresenta ações para 2018
23/02/2018 - 07h20
Prefeito Marcelo Iunes e Clube de Desbravadores Formigas de Corumbá ajudam ribeirinhos de Aquidauana e Anastácio com campanha de arrecadação de donativos
22/02/2018 - 14h02
Marinha divulga edital do concurso para Fuzileiro Naval
22/02/2018 - 10h15
De cão a periquito: animais salvos da cheia dão cara de lar a abrigo
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.