especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Agronegócios - 06/10/2016 - 09h41

Chuva de outubro ainda é insuficiente para lavouras de soja, diz Embrapa




Arquivo

Plantio da soja começou no dia 15 de setembro, mas choveu pouco para planta se desenvolver.
Por Helio de Freitas, de Dourados do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Apesar dos quase 10 milímetros de ontem (5), a chuva que caiu na região de Dourados nos primeiros dias de outubro ainda é insuficiente para deixar a umidade do solo em condição ideal para as lavouras de soja. O plantio começou no dia 15 de setembro.

De acordo com a Embrapa Agropecuária Oeste, a maioria das lavouras cultivadas está na fase de emergência, quando a planta começa a brotar.

“Nesse estágio, a cultura não tem grandes exigências de água, como ocorre na reprodutiva, mas a umidade é necessária para promover um bom estabelecimento por meio da germinação completa das sementes cultivadas”, afirmou o pesquisador Carlos Ricardo Fietz.

Na segunda-feira (3), choveu 6 mm em Dourados, 3 mm em Rio Brilhante, 16mm em Ponta Porã e 30 mm em Sete Quedas, segundo a Embrapa.

Nesta quarta, Dourados teve 10 mm de chuva, suficiente, segundo Ricardo Fietz, para melhorar a condição para lavouras de soja. Entretanto, segundo ele, o solo na região de Dourados ainda precisa de mais 35 mm para chegar à condição ideal.

Setembro foi seco – O pesquisador informou setembro, tradicionalmente um mês relativamente chuvoso, com média histórica de 102 mm, neste ano foi muito seco. A precipitação foi de apenas 18 milímetros e apesar de agosto ter sido chuvoso, a umidade do solo declinou muito.

Dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Especiais) mostram que a chuva deve retornar apenas no início da semana que vem, durante o feriadão.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
12/12/2017 - 14h30
Produção de grãos em MS cresce 40%, alta acima da média nacional
30/11/2017 - 06h33
Quinta-feira começa com céu aberto, mas alerta é de tempestade
29/11/2017 - 08h37
Conab fiscaliza estoques públicos em todo o país
20/11/2017 - 15h50
Conab divulga preços de frutas e hortaliças no mês de outubro nos Ceasas
16/11/2017 - 15h13
Novo aplicativo ajuda a agir rápido para assegurar saúde de rebanhos
 
Últimas notícias do site
12/12/2017 - 14h30
Produção de grãos em MS cresce 40%, alta acima da média nacional
12/12/2017 - 12h51
Emoção, luzes e alegria marcam a noite de abertura da Vila do Natal em Aquidauana
12/12/2017 - 08h51
Governo divulga resultado dos recursos do concurso da Polícia Civil
12/12/2017 - 08h42
Calor predomina e meteorologistas alertam para baixa umidade do ar
12/12/2017 - 08h16
Governador participa de reunião do Codesul em Porto Alegre
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.