especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Agronegócios - 23/09/2016 - 10h25

Estiagem do ano passado prejudica produção de café




Por Akemi Nitahara - Repórter da Agência Brasil / Redação Pantanal News

Café

Apesar da queda, o valor da produção do café chegou a R$ 15,85 milhões, com alta de 1,1%Arquivo/Agência Brasil

No ano passado, a estiagem prejudicou a produção de café no Brasil, e houve queda de 5,7%, em comparação com a de 2014, com 2,6 milhões de toneladas. Não houve, porém, queda no valor da produção, que alcançou R$ 15,85 bilhões, com variação positiva de 1,1%. O café corresponde a 6% do valor da produção agrícola nacional.

Os dados foram divulgados hoje (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM) – Culturas temporárias e permanentes. Entre as espécies analisadas pelo IBGE, o café arábica, responsável por 75,4% da produção nacional, teve queda de 0,9% e o canephora, de 17,7%.

O maior produtor foi Minas Gerais, responsável por 50,9% do total, com 1,3 milhão de toneladas. A Zona da Mata e o sul do estado foram beneficiados pelo clima, mas a produção no Cerrado caiu por falta de chuva. No Espírito Santo, que responde por 23,4% do total nacional, houve queda de 10,2% na colheita, também devido à escassez de chuvas. No Paraná, em que o plantio tinha sido prejudicado pela geada em 2014, a produção aumentou 119%.

A produção de algodão também caiu no ano passado, devido ao baixo preço no mercado, com queda de 14% na cotação em dólar. A queda foi de 4% e a produção ficou em 4 milhões de toneladas. Apesar disso, as exportações aumentaram e atingiram o maior nível da história, 858,6 milhões de toneladas, destinadas principalmente à Ásia.

 

O estado de Mato Grosso lidera a produção de algodão no país, com 58,4% do total nacional.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/02/2018 - 10h50
Chuva desde madrugada alaga casas e interdita rodovia de acesso ao Pantanal de MS
23/01/2018 - 13h23
Brasil entra na corrida para desenvolver mandioca com amido ceroso
23/01/2018 - 10h20
Unidades de conservação podem ser administradas por parcerias público-privadas
16/01/2018 - 10h30
Ipê-roxo é primeira árvore do Cerrado a ter genoma sequenciado
16/01/2018 - 08h40
Rebanho de MS cresceu para 21.8 milhões de cabeças de gado em 2017, diz Iagro
 
Últimas notícias do site
21/02/2018 - 14h18
PMA de Aquidauana auxilia atingidos por enchentes, resgata famílias e resgata cutia que estava se afogando
21/02/2018 - 08h27
Com pontes fechadas, só pedestres entram ou saem de Aquidauana
21/02/2018 - 07h25
Após chuvas, Defesa Civil vai a campo levantar estragos em municípios
21/02/2018 - 06h57
Cheia anormal no Pantanal força retirada urgente de gado, diz sindicato
21/02/2018 - 06h10
Sol volta a aparecer, mas dia será de chuvas isoladas e calor de 31°C
 

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.