especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 01/09/2016 - 13h27

Para Reinaldo, renegociação da dívida garante pagamento das contas em dia




Alcides Neto

Governador falou sobre o assunto nesta manhã durante evento.
Por Priscilla Peres e Leonardo Rocha do Campo Grande News / Redação Pantanal News

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse hoje, que a renegociação da dívida dos estados com a União vai garantir que as contas continuarão sendo pagas em dia, principalmente os setores essenciais como salários e investimentos.

O projeto de Lei 257/16 foi aprovado pela Câmara Federal e a previsão é de que comece a vigorar a partir de 2017. A proposta prevê estender em até 30 anos a dívida dos estados com a União. O valor pago mensalmente está suspenso e assim deve continuar até o fim do ano.

Em janeiro, os estados voltam a pagar as parcelas, porém cerca de metade do valor, que será crescente até chegar ao montante total. "O Estado vai continuar fazendo sua parte e cumprindo com suas obrigações do dia a dia", disse Reinaldo hoje, durante agenda pública.

Ele afirma ainda que a mudança vem em um momento de perda de receitas e será bastante importante para "flexibilizar o Tesouro estadual". O governador estima que tenha perdido R$ 50 milhões mensais referente ao ICMS (Imposto sobre Comercialização de Mercadorias e Produtos) do gás natural.

Isso acontece devido a queda no consumo de gás por parte de termelétricas estaduais. Acontece que entre 2014 e 2015 a crise hídrica nacional elevou muito a demanda pelo combustível no Estado, mas com a volta das chuvas o consumo e o repasse voltaram ao normal.

"A renegociação serve pra cobrir essa perda de receita e vai nos ajudar a manter os investimentos e pagamento de servidores em dia", destaca Reinaldo.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
08/01/2018 - 06h50
Receita abre consulta a lotes residuais do Imposto de Renda de 2008 a 2017
04/01/2018 - 08h18
Salário dos 75 mil servidores de MS está disponível para saque
03/01/2018 - 09h26
Salário dos servidores de MS estará na conta amanhã, confirma secretário
02/01/2018 - 08h44
Preços da gasolina e do diesel terão a primeira variação de 2018
29/12/2017 - 15h40
Salário mínimo será de R$ 954 a partir de primeiro de janeiro
 
Últimas notícias do site
18/01/2018 - 10h35
Carnaval de Corumbá: inscrições para concurso de fantasias seguem até 31 de janeiro
18/01/2018 - 09h13
Após Exército, Marinha também entra na luta contra o Aedes aegypti em Corumbá
18/01/2018 - 08h35
PMA prender caçador com armas e munições
18/01/2018 - 08h05
CCZ faz no domingo ação para adoção de gatos e cães resgatados na Capital
18/01/2018 - 07h52
PMA captura tamanduá-mirim em rua de bairro da Capital
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.