especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Política - 29/08/2016 - 11h53

“Nós não inventamos a crise”, responde Dilma a senadora de MS

Simone Tebet perguntou o que a presidente faria para alterar atual quadro do País, caso retorne ao cargo




Marcelo Camargo/Agência Brasil

Presidente da República, Dilma Rousseff (PT).
Por Mayara Bueno do Campo Grande News / Redação Pantanal News

“Nós não inventamos a crise, ela já vinha por aí”, respondeu a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) ao questionamento da senadora Simone Tebet (PMDB/MS). Nesta segunda-feira (29), a petista é interrogada pelos parlamentares no Senado e esta é a primeira vez que ela se defende pessoalmente no processo de impeachment.

O discurso da senadora sul-mato-grossense foi voltado ao motivo que levou ao afastamento da presidente. “Constatei que estes fatos, tanto os decretos, quanto as pedaladas, não foram atos isolados, e, sim, consequência do descontrole da responsabilidade fiscal, para ocultar a real situação financeira do País”.

À presidente, a parlamentar perguntou o que faria diferente na política fiscal, se pudesse voltar no tempo, ou, o que poderá fazer, caso retorne ao cargo, para recuperar o equilíbrio das contas públicas, “cobrir o rombo” e reconquistar a confiança.

Ao responder, Dilma afirmou que a crise não começou em seu governo. “Acontece que nós seguramos o impacto dela”, disse. Ela se referiu a 2009, quando outros “países desenvolvidos” passavam por crise. “E o governo Lula adota políticas anti cíclicas para evitar que os efeitos chegassem a nós, mas a crise continuava lá fora e forte”.

Já no Brasil, os problemas começam a se acentuar a partir de outubro de 2014, afirma. “Com a saída dos americanos da política de expansão de crédito, estremecimento geral em todas as moedas do mundo. Também houve uma das maiores crises energéticas, na sequeência”, resume.

Por fim, afirma que dizer que a crise fiscal no País aconteceu por conta dos três decretos é “inverter completamente”. “Não sei em que mundo estaríamos se a crise que vivemos fosse devido a isso”.

A respeito dos decretos de suplementação sem autorização do Senado, a presidente argumentou que existe legislação que permite a abertura “desde que sejam compatíveis com a obtenção do resultado primário”. “É absolutamente regulado por lei”.

Nesta segunda, a presidente se defende no processo de afastamento e responde aos questionamentos dos parlamentares. Esta é a primeira vez que Dilma se pronuncia pessoalmente, já na condição de afastada.

O julgamento final deve ocorrer ainda nesta semana, até quarta-feira (31). Ainda nesta manhã, o senador Waldemir Moka (PMDB-MS) questionará Dilma Rousseff.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
23/01/2018 - 09h40
Perguntas e respostas sobre o julgamento do recurso de Lula no TRF-4
16/01/2018 - 14h30
Obra de qualidade é uma das marcas do Governo, diz Rose depois de visitar Corumbá
22/12/2017 - 11h05
Acabou a dúvida: Puccinelli se anuncia como candidato ao governo do Estado
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
12/12/2017 - 08h16
Governador participa de reunião do Codesul em Porto Alegre
 
Últimas notícias do site
16/02/2018 - 06h53
AGENDONA: Fim de semana de enterro dos ossos, música, teatro, oficinas e mais
16/02/2018 - 06h13
Inmet prevê sol entre nuvens e chuva para sexta-feira em todo o MS
15/02/2018 - 16h16
A Falta de Educação
15/02/2018 - 16h10
Grupo busca voluntários para retirar toneladas de lixo do Rio Aquidauana
15/02/2018 - 06h10
Inmet aponta que mau tempo continua e MS terá dia com chuvas à tarde
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.