zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Agronegócios - 20/07/2016 - 09h58

Conab define padrões de qualidade para novos produtos




Por Assessoria / Redação Pantanal News

A Superintendência de Fiscalização de Estoques da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) elaborou padrões de qualidade para quatro produtos especiais: açúcar mascavo, açúcar demerara, rapadura e polvilho doce para tapioca. A ação define limites de aceitabilidade para que tais produtos possam ser adquiridos da agricultura familiar pelo governo federal.

A idéia é que tais alimentos sejam comprados por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e, em breve, passem a compor as cestas de alimentos que são regularmente distribuídas pelo governo federal a famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional em todo o país.

Para isso, os produtos devem obedecer especificações mínimas. O açúcar do tipo mascavo o teor mínimo exigido para sacarose é de 90%, enquanto para o tipo demerara o índice mínimo a ser considerado é de 96%. Para a rapadura os glicídios totais dever ser de no mínimo 80% e o máximo de 6% para o teor de cinzas. Já para o polvilho doce é necessário ter, entre outras características, amido mínimo de 80% e umidade máxima de 14%.

Na elaboração dos padrões, os técnicos da Conab consideraram a legislação aplicada à classificação de produtos de origem vegetal vigente no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e também os instrumentos normativos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

A padronização atende solicitação do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) e da União Nacional de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária, do município de Arapiraca/AL.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
19/10/2017 - 10h41
Área semeada de soja em MS ultrapassa 814 mil hectares
19/10/2017 - 09h00
Hortaliças seguem mais baratas e frutas têm aumento de preço em setembro
17/10/2017 - 10h25
Conab assina oito novos contratos com agricultores familiares em MS
17/10/2017 - 10h24
Compostos extraídos da gravioleira têm potencial ação inseticida e antitumoral
11/10/2017 - 07h58
Produção de mudas, coleta de sementes e legislação ambiental são tema de curso em Aquidauana
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.