especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Geral - 25/05/2016 - 06h20

Com 193 na linha, policial salva bebê de 11 meses e vira "médico" e amigo




Por Paula Maciulevicius do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Na tarde de terça-feira, Rosângela agradeceu pessoalmente o policial que salvou a vida da filha. (Foto: Alcides Neto) Na tarde de terça-feira, Rosângela agradeceu pessoalmente o policial que salvou a vida da filha. (Foto: Alcides Neto)

A tarde da última segunda-feira teve a ocorrência mais especial da vida de Amaral. Os 26 anos de policial militar passaram como um filme depois que ele conseguiu salvar Brenda, de 11 meses, que apareceu nos braços de uma mãe desesperada no pelotão do Nova Lima. 

 

Por volta das 3h da tarde, enquanto estava de plantão, o cabo Amaral foi surpreendido por um carro que parou e, às pressas, entrou gritando por ajuda. Eram vários familiares e uma criança desacordada. Foi essa a cena que ele conseguiu entender, antes de ouvir o clamor de Rosângela, a mãe. 

"Ela entregou na minha mão e gritava 'pelo amor de Deus, socorre a minha filha'", lembra Agustinho Marques do Amaral, de 47 anos. De imediato, o cabo começou a fazer os procedimentos que aprendeu de primeiros socorros. "Virei de um lado, de outro, estiquei as perninhas, tentei de tudo para ver se ela reanimava", conta.

 
Rosângela com a filha Brenda no colo e o sentimento de alívio. Rosângela com a filha Brenda no colo e o sentimento de alívio.

Aos parentes da menina, o policial pediu para que ligassem para os bombeiros ou Samu e por telefone foi orientado por uma bombeira. "Ela me passou as coordenadas e ficou comigo na linha, para ver se eu tinha sucesso em reverter a situação", narra.

No momento em que a família apareceu, Amaral estava sozinho no pelotão e a viatura se encontrava em ocorrência. "Quando eu virei ela de bruços e espalmei as costas, devagarzinho, ela chorou. A criança voltou a reagir e conseguimos salvar. Ela não tinha cor nenhuma", descreve.

Brenda é a quinta filha de Rosângela e Luís, que moram no bairro Jardim Noroeste. Na tarde de segunda, a mãe e o bebê estavam na casa de parentes no bairro Nova Lima. Eles contam que chegaram a tentar acionar o socorro em casa, mas não havia ambulância e foram orientados a levarem a criança ao posto de saúde.

 
Com Brenda nas mãos e sentimento de missão cumprida. Com Brenda nas mãos e sentimento de missão cumprida.

No desespero, a mãe achou que não chegaria atempo ao posto e os familiares decidiram pedir ajuda à polícia. Nesta terça-feira, já mais calma, é que Rosângela pode agradecer ao policial. "Quando ela começa a chorar, às vezes ela perde o fôlego. Ela ficou roxa, mas não tinha chorado, nem mamado e nem comido nada. Ela não engasgou. Eu estava pegando a minha bolsa para voltar para casa quando ela passou mal", conta a dona de casa Rosângela da Silva Vieira.

No pelotão policial, só lembra de entregar a filha ao policial. "Se fosse mais longe, não tinha chegado. Eu só joguei na mão dele, como se ele tivesse a obrigação de salvá-la", lembra. Quando a criança voltou, a família correu com a menina para o posto Nova Bahia e na falta de pediatra, foram encaminhados ao Coronel Antonino.

A mãe não sabe a causa dessa reação da filha, mas garante que vai procurar um especialista. Brenda fará 1 ano no próximo dia 3 de junho. "Meu sentimento é de alívio e estou muito agradecida. Hoje que fui agradecer, ontem eu não conseguia nem falar. Ele virou um anjo, o segundo médico dela. O primeiro foi quem trouxe ela à vida e ele, foi quem devolveu", agradece a mãe.

Em 26 anos de policial, Amaral fala - com a voz embargada pelas lágrimas - que não teve melhor ocorrência. "A mais interessante, a mais louvável. Diante de tanta coisa ruim que a gente se depara, essa tem um significado diferente. É salvar uma criança e isso a gente nunca espera que vai acontecer e não tem nada que pague", tenta dizer.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
05/02/2018 - 07h52
Saiba o que fazer quando encontrar gato ou cachorro abandonado
24/01/2018 - 07h05
Mascote dos Bombeiros há 5 anos, Nego é o gato que brinca até com quati
22/01/2018 - 10h32
Em feira de adoção, 61 cães e 37 gastos ganham família e novo lar
22/01/2018 - 09h35
Esta receita de arroz carreteiro é cremosa e vai fazer sucesso no seu churrasco
22/01/2018 - 07h43
Confira as manchetes dos principais jornais do país nesta segunda-feira
 
Últimas notícias do site
20/02/2018 - 15h56
Cerca de 30 famílias estão desabrigadas em Aquidauana e rio pode alagar cidade, diz Defesa Civil
20/02/2018 - 10h50
Chuva desde madrugada alaga casas e interdita rodovia de acesso ao Pantanal de MS
20/02/2018 - 09h36
Capital acumula 188 milímetros de chuva, quase o esperado no mês
20/02/2018 - 08h30
Cidades de MS amanhecem com ‘cara de inverno’ após madrugada chuvosa
19/02/2018 - 06h49
Semana começa com garoa e previsão é de tempo instável em MS
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.