zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Agronegócios - 03/05/2016 - 11h58

Mais de 20 milhões de animais devem ser vacinados contra a aftosa em MS




Divulgação

Campanha de vacinação contra a febre aftosa nas regiões do Planalto e Pantanal foi lançada nesta terça-feira (3) pelo Governo do Estado.
Por Renata Volpe Haddad do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Com objetivo de atingir 99,2% do rebanho de Mato Grosso do Sul, o governo do Estado lançou a campanha de vacinação contra a febre aftosa nas regiões do Planalto e Pantanal, nesta terça-feria (3). Além de vacinar, os produtores têm até 15 dias para fazer o registro na Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal) que pode ser feito através do site.

 

De acordo com o diretor presidente da Iagro, Luciano Chiocheta, a ferramenta de registro foi disponibilizada no site para dar mais facilidade ao produtor. "Antes era preciso ir até a Iagro e registrar a vacinação, mas para facilitar é só acessar o site e informar sobre a imunização".

Somando as três regiões, a vacinação contra a febre aftosa neste ano pretende atingir aproximadamente 20 milhões de bovinos e bubalinos. "Pretendemos atingir a mesma porcentagem de animais vacinados do ano passado de 99,2%. Muitas vezes não conseguimos atingir os 100% devido a falta de informação do produtor que acaba esquecendo e estamos tentando buscar alternativas para chegar até mesmo aos locais de difícil acesso, além disso levar informações através de campanhas".

Segundo o secretário estadual de Governo e Gestão, Eduardo Riedel, a vacinação contra a febre aftosa é fundamental para o Estado não apenas pela questão sanitária, mas também econômica.

 
Mais de 20 milhões de bovinos e bubalinos devem ser imunizados neste ano. (Foto: Divulgação)Mais de 20 milhões de bovinos e bubalinos devem ser imunizados neste ano. (Foto: Divulgação)

"O Estado é um grande produtor de carne bovina e exportador para o mundo inteiro e ter a garantia de que o nosso rebanho é livre de febre aftosa é a garantir a saúde do consumidor". 

Para o presidente da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) Maurício Saito, os índices alcançados acima de 99% de vacinação significa que esta é uma prática cultural dos produtores.

"A imunização dos animais contra a febre aftosa se tornou uma cultura do produtor e isso é demonstrado claramente no percentual elevado de animais vacinados e faz com que o Estado possa atingir um status livre da doença, se o produtor em conjunto com a comunidade científica continuar avançando nos trabalhos".

De acordo com o representante do Ministério da Agricultura, Orlando Baez, o último foco de aftosa no Estado foi em Eldorado, em 2005, porém há 11 anos não há mais suspeita da doença.

"Mas para atingir este resultado, houve um trabalho forte e o Ministério da Agricultura liberou de 2005 até 2016 aproximadamente R$ 100 milhões de recursos para fazer trabalho em campo e trânsito principalmente na região de fronteira. Com o recurso, foram adquiridos 600 veículos sendo 200 camionetes. O ponto x da questão é sanidade e temos que fazer um trabalho de campo excelente".

Vacinação - No Planalto, a vacinação começou ontem (2) e vai até o dia 1º de junho. No Pantanal, para os optantes da etapa maio, o período também iniciou nesta segunda-feira e vai até o dia 16 de junho. Na região da Fronteira, os criadores começaram com a vacinação no dia 1º de abril e o prazo termina em 15 de maio.

As datas diferentes foram determinadas pela Iagro, com base em estudos epidemiológicos das diferentes regiões produtoras. A mudança na vacinação da aftosa para todo o rebanho do planalto, de novembro para maio, ocorreu em 2012.

 

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
19/10/2017 - 10h41
Área semeada de soja em MS ultrapassa 814 mil hectares
19/10/2017 - 09h00
Hortaliças seguem mais baratas e frutas têm aumento de preço em setembro
17/10/2017 - 10h25
Conab assina oito novos contratos com agricultores familiares em MS
17/10/2017 - 10h24
Compostos extraídos da gravioleira têm potencial ação inseticida e antitumoral
11/10/2017 - 07h58
Produção de mudas, coleta de sementes e legislação ambiental são tema de curso em Aquidauana
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.