zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 07/04/2016 - 16h03

Índice de queimadas já chega a metade do que foi atendido em 2015




Por Mariana Castelar do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Maior parte dos incêndios é intencional e visa acabar com o mato ou lixo encontrado em terreno baldio. (Foto: Site Jornal da Nova)Maior parte dos incêndios é intencional e visa acabar com o mato ou lixo encontrado em terreno baldio. (Foto: Site Jornal da Nova)

Com 134 ocorrências pelo Corpo de Bombeiros, desde o início do ano , Três Lagoas (distante 338 km de Campo Grande), registra aumento no índice de queimadas no perímetro urbano. O número corresponde a metade do que foi atendido em todo o ano passado em terrenos baldios, pastagens e áreas de vegetação.

Segundo o comandante do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Três Lagoas, tenente-coronel Leandro Mota de Arruda diz que nas duas últimas semanas, a temperatura média e da cidade tem ficado em 36ºC, nas duas últimas semanas. “A quantidade de registros é considerada alta e também está associada ao período de estiagem e pelo intenso calor na região”.

Ele explica também que a maior parte dos incêndios é intencional e visa acabar com o mato ou lixo encontrado em terreno baldio. “O fogo, muitas vezes, é ateado por vizinhos do local abandonado, que querem acabar com o mato que está ali”, pontua.

Com o objetivo de tentar reduzir os incêndios, o Corpo de Bombeiros firmou parceria com órgãos ambientais, incluindo Secretaria Municipal de Meio Ambiente, e o Ministério Público Estadual para maior rigor na fiscalização de terrenos abandonados nos bairros. Os proprietários das áreas são multados pela falta de limpeza, o que contribui na diminuição dos focos de calor.

Em Três Lagoas é proibido atear fogo em lixo, matas, lavouras, campos alheios ou em quaisquer outros objetos, mesmos nos próprios quintais, de acordo com a lei municipal nº 2.418, de 23 de dezembro de 2009, art. 26, inciso VII. A multa é de R$ 376,24.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/06/2017 - 15h50
Cães para adoção serão vacinados gratuitamente nesta sexta
21/06/2017 - 13h32
Coordenador ambiental alerta sobre incêndios florestais no inverno em MS
21/06/2017 - 11h16
Monumento natural que funciona como balneário ganha plano de manejo em Bonito, MS
09/06/2017 - 08h40
Moradores transformam terreno baldio em horta comunitária em MS
08/06/2017 - 15h42
Dourado está para os rios como onça para o Pantanal, compara pesquisador
 
Últimas notícias do site
26/06/2017 - 14h16
Outro foragido da Justiça é capturado pela Getam em Aquidauana
26/06/2017 - 12h41
Policiamento Montado garante a segurança nas escolas de Aquidauana
26/06/2017 - 10h15
Rotai captura mais dois foragidos da justiça em Aquidauana
26/06/2017 - 09h40
Concursos em MS reúnem quase 300 vagas e salários de até R$ 14,9 mil
25/06/2017 - 15h13
Em Furnas do Dionísio, governador entrega obra de R$ 315 mil e anuncia novos investimentos
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.