especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Saúde - 07/04/2016 - 06h10

Servier e Fiocruz lançam prêmio que incentiva a pesquisa no combate às consequências neurológicas do Zika vírus

Serão 120 mil euros em três anos a partir da 1ª premiação, já em novembro, incluindo mais 30 mil euros a estudos sobre efeitos da zika




Por Assessoria / Redação Pantanal News

Outras duas parcerias entre as instituições foram anunciadas durante evento que comemorou os 40 anos do laboratório francês no Brasil

A busca por um medicamento contra o câncer e a transferência de tecnologia que possibilitará a fabricação nacional de um remédio inovador no combate à isquemia cardíaca.  Essas foram duas das parcerias entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Grupo Servier anunciadas ontem (06) no evento que comemorou os 40 anos do laboratório francês no Brasil.

Durante o encontro na sede da empresa em Jacarepaguá foi lançado ainda o Prêmio Servier-Fiocruz para incentivar, pelos próximos três anos, a pesquisa na área de neurociências.  Serão 120 mil euros para contemplar estudos nesse período.

Na  primeira edição, já em novembro, haverá atenção especial aos trabalhos voltados para as  consequências do vírus da zika  sobre o sistema nervoso central, incluindo o  aporte de mais 30 mil euros  para os vencedores.

- Acima de tudo, estes 40 anos permitem-nos encarar o futuro com entusiasmo e escrever uma nova página na Servier Brasil com ambição e determinação - afirma  Olivier Laureau, presidente mundial do Grupo Servier que, ao lado do presidente da empresa no Brasil, Christophe Sabathier, recebeu durante o evento convidados como o cônsul da França no Rio de Janeiro, Brice Roquefeuil, o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, e representantes de entidades médicas e do Ministério da Saúde.

 

PREMIAÇÃO: Ao longo dos próximos três anos, serão distribuídos no total, 120 mil euros aos pesquisadores que desenvolverem linhas de estudo tendo como foco a pesquisa em neuroinflamação e em desordens de desenvolvimento neurológico. Em novembro, ocorrerá a primeira etapa do prêmio Servier-Fiocruz com a entrega de 30 mil euros ao vencedor da categoria dedicada à infecção por Zika vírus.

 

PESQUISA X CÂNCER: Outra parceria firmada entre as duas entidades está relacionada às pesquisas contra o câncer. Ao lado da Fiocruz, o laboratório vai trabalhar extratos de plantas da biodiversidade brasileira regularizados junto ao Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGEN), na busca por novos medicamentos de combate à doença.

O centro de pesquisa Servier, em Croissy (Paris), oferecerá as suas instalações para testes por pesquisadores da Fiocruz junto com uma equipe do Polo de Biotecnologia, Biologia, Química Expertise da Servier. Osmedicamentos desenvolvidos a partir desta parceria terão opção de transferência de tecnologia para disponibilização pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A Fiocruz encontrou na Servier uma visão, uma possibilidade de atuar naquilo que consideramos o mais essencial. Queremos firmar parcerias que tenham amplitude: não tratem só do processo de pesquisa, inovação e produção, mas também identifiquem os campos onde, do ponto de vista da demanda brasileira, essa atuação se faz mais necessária – afirma Paulo Gadelha, presidente da Fiocruz.

 

REMÉDIO NOVO CONTRA ISQUEMIA CARDÍACA: Também foi anunciada outra parceria entre as duas instituições que prevê a transferência de tecnologia que permitirá a fabricação da terceira geração de um medicamento inovador (o Vastarel) para o tratamento da isquemia cardíaca, segunda doença de maior mortalidade no mundo.

O medicamento produzido em parceria com a Fiocruz abastecerá o mercado nacional e estará disponível também para exportação. A plataforma já tem desenvolvimento para outros medicamentos e poderá ser utilizada para desenvolvimento de novos produtos de interesse do sistema público de saúde.

 

DNA FORTE PARA ENFRENTAR CRISES: Como parte dos 40 anos da Servier no Brasil, também foi lançada a segunda edição do Prêmio Sergio Ferreira, uma iniciativa do grupo em conjunto com a Sociedade Brasileira de Cardiologia. Ao atribuir o nome de Sergio Ferreira a esse prêmio, as duas entidades quiseram honrar um dos mais famosos pesquisadores brasileiros por trás da descoberta de um princípio que revolucionou o controle da hipertensão e das suas complicações cardiovasculares. A primeira edição do prêmio foi entregue em junho de 2015 a dez centros de pesquisa nacionais como forma de reconhecimento pelos trabalhos que vêm realizando sobre hipertensão.

- Somos uma fundação e temos em nosso DNA a vocação de salvar vidas. Fazer com que os nossos pacientes vivam mais e melhor.  Por isso, vamos enfrentar a atual crise brasileira, crescer e investir cada vez mais – afirma o presidente da Servier do Brasil, Christophe Sabathier.

 

SOBRE SERVIER: Entre os 30 principais grupos farmacêuticos do mundo, a Servier faturou 3,9 bilhões de euros no mundo em 2015 e tem um modelo de negócio único: é uma fundação privada sem fins lucrativos, 100% dedicada para a pesquisa e desenvolvimento de medicamentos inovadores com 100% do lucro reinvestido a cada ano. Não há distribuição de dividendos.

A estrutura foi pensada pelo fundador Jacques Servier para garantir sustentabilidade e independência do mercado financeiro. Nos próximos cinco anos, o laboratório planeja lançar 15 novos medicamentos para tratar pacientes que sofrem com diabetes, câncer e doenças cardiovasculares, a segunda maior causa de morte no país. A fábrica em Jacarepaguá produz 500 milhões de comprimidos por ano e o centro de pesquisa já realizou mais de 20 ensaios clínicos.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/11/2017 - 12h50
Laudo descarta que macaco achado morto na Capital teve febre amarela
13/11/2017 - 11h30
Lei: deputado Dr. Paulo Siufi cria “Agosto Verde” para prevenir depressão e outros males
08/11/2017 - 16h10
Sesau investiga morte de macaco, animal hospedeiro da febre amarela
31/10/2017 - 14h46
Cirurgia de Ruiter teve início na tarde desta terça-feira
31/10/2017 - 09h07
Com quadro clínico estável, prefeito de Corumbá já está sendo operado
 
Últimas notícias do site
11/12/2017 - 14h35
Homens ameaçam policias com faca e são presos
11/12/2017 - 07h05
PMA de Aquidauana realiza Educação Ambiental para alunos e professores indígenas
11/12/2017 - 06h40
Semana começa sem chuva em boa parte de MS e máxima chega aos 38ºC
08/12/2017 - 15h54
Final de semana será de chuva e temperaturas altas em todo MS
07/12/2017 - 10h30
Comando do 6° Distrito Naval comemora o Dia do Marinheiro
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.