especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Agronegócios - 01/04/2016 - 06h46

Vacinação contra febre aftosa na região de fronteira de MS inicia hoje




Divulgação

Na região, aproximadamente 520 mil animais devem ser imunizados
Por Assessoria / Redação Pantanal News

A primeira etapa da vacinação contra febre aftosa na área de fronteira de Mato Grosso do Sul inicia nesta sexta-feira-feira (1º). Devem ser imunizados bovinos de todas as faixas etárias, ou seja, de mamando a caducando. O Sistema Famasul - Federação da Agricultura e Pecuária de MS alerta ao produtor rural para fique atento ao calendário oficial de imunização. Ao todo, serão vacinados aproximadamente 520 mil animais da região.

 
A área de fronteira  compreende treze municípios do Estado e o prazo final da vacinação vai até 15 de maio. Após este período, o produtor rural precisa fazer o registro da vacina junto à Iagro - Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal, no máximo até 15 dias após o prazo final da campanha, no portal da Agência (http://www2.iagro.ms.gov.br/).
 
A região de fronteira sul-mato-grossense compreende a totalidade dos municípios de Antônio João, Japorã e Mundo Novo e parte dos municípios de Aral Moreira, Bela Vista, Caracol, Coronel Sapucaia, Corumbá, Ladário, Paranhos, Ponta Porã, Porto Murtinho e Sete Quedas.
 
Mato Grosso do Sul  é livre de aftosa com vacinação desde 2011. Segundo o médico veterinário do Sistema Famasul, Horácio Tinoco, para o Estado manter a atual condição é preciso uma ação permanente. “Os produtores rurais precisam continuar o trabalho de prevenção para manter o status que é reconhecido pela OIE – Organização Mundial de Saúde Animal e abre portas para que a nossa carne bovina conquiste um espaço de cada vez maior no mercado internacional", ressalta.
 
"Os produtores destes municípios (da Fronteira) têm tomado todas as medidas sanitárias necessárias para o fortalecimento do setor. Exemplo deste trabalho é que o índice de cobertura vacinal na região ultrapassa 99%", afirma Tinoco. O reconhecimento do status, ressalta, é resultado do trabalho realizado pelos pecuaristas, trabalhadores e técnicos do setor, com a orientação da Iagro - Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal e do Mapa - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
 
Na região do Planalto, a vacinação vai do dia 02 de maio a 1º de junho. No Pantanal, para os optantes da etapa de maio, inicia também no dia 02 e vai até o dia 16 de junho.
 
 
O calendário é diferenciado por determinação da Agência, resultado de estudos epidemiológicos das diferentes regiões produtoras.  A mudança na vacinação da aftosa  para todo o rebanho do Planalto, passando de novembro para maio, ocorreu em  2012, atendendo demanda dos produtores e defendida pelo Sistema Famasul, por ser este o período mais adequado para reunir e vacinar o rebanho das propriedades.
 
 
Calendário da 1ª etapa de vacinação de Mato Grosso do Sul
Fronteira: de 1º de abril até 15 de maio
Planalto: de 02 de maio a 1º de junho
Pantanal: o produtor optante da etapa maio - período de 02 de maio a 16 de junho
 
Sobre o Sistema Famasul – O Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) é um conjunto de entidades que dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representam os interesses dos produtores rurais de Mato Grosso do Sul. É formado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural (Funar), Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja/MS) e pelos sindicatos rurais do Estado.
 
O Sistema Famasul é uma das 27 entidades sindicais que integram a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Como representante do homem do campo, põe seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização do homem do campo. O produtor rural sustenta a cadeia do agronegócio, respondendo diretamente por 17% do PIB sul-mato-grossense.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/02/2018 - 10h50
Chuva desde madrugada alaga casas e interdita rodovia de acesso ao Pantanal de MS
23/01/2018 - 13h23
Brasil entra na corrida para desenvolver mandioca com amido ceroso
23/01/2018 - 10h20
Unidades de conservação podem ser administradas por parcerias público-privadas
16/01/2018 - 10h30
Ipê-roxo é primeira árvore do Cerrado a ter genoma sequenciado
16/01/2018 - 08h40
Rebanho de MS cresceu para 21.8 milhões de cabeças de gado em 2017, diz Iagro
 
Últimas notícias do site
21/02/2018 - 14h18
PMA de Aquidauana auxilia atingidos por enchentes, resgata famílias e resgata cutia que estava se afogando
21/02/2018 - 08h27
Com pontes fechadas, só pedestres entram ou saem de Aquidauana
21/02/2018 - 07h25
Após chuvas, Defesa Civil vai a campo levantar estragos em municípios
21/02/2018 - 06h57
Cheia anormal no Pantanal força retirada urgente de gado, diz sindicato
21/02/2018 - 06h10
Sol volta a aparecer, mas dia será de chuvas isoladas e calor de 31°C
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.