CARNAVAL CORUMBÁ 2018 II
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Internacional - 22/03/2016 - 08h58

Sul-mato-grossense que mora na Bélgica relata tensão e terror com atentados

Estudante esteve no local uma hora antes dos ataques




Por Aline Machado e Evelin Araújo do Midiamax / Redação Pantanal News

A Douradense Cecília Koshiikene, de 25 anos, relata a situação de tensão na Bélgica, capital de Bruxelas, que sofreu atentados terroristas na manhã desta terça-feira (22). A jovem passou pelo estação de metrô Maelbeek, uma hora antes do ataque. O local fica próximo de um bairro onde parte das representações da União Europeia está sediada. O Aeroporto Internacional de Zaventem também também foi alvo da ação terrorista.

"Teve uma bomba em uma estação de metrô e foi isso que deixou todo mundo preocupado. É uma estação central, passa muita gente por lá. Eu mesma estive no local uma hora antes do atentado. Agora os serviços de transporte público foram interrompidos", relata.

O número de mortos ainda não foi confirmado e informações preliminares estimam que até o momento sejam 26 vítimas fatais além de dezenas de feridos. Equipes de emergência trabalham nos dois locais alvos do ataque e muitas pessoas foram retiradas do aeroporto de macas. 

As explosões provocaram alerta máximo para atentados terroristas no país. As estações de metrô suspenderam o deslocamento de trens em Bruxelas e o aeroporto foi esvaziado e fechado para pousos e decolagens. O tráfego aéreo foi interrompido e desviados para outras regiões.

"Temíamos um atentado terrorista e aconteceu", lamentou o  primeiro-ministro belga, Charles Michel, que também declarou que a prioridade é estabilizar a situação. “Nós estamos face a uma dificuldade, um desafio. Vamos enfrentar unidos e solidários”.

De acordo com a imprensa local, os ataques foram provocados por um homem-bomba e duas explosões ocorreram na área de embarque no aeroporto, perto de um balcão da companhia American Airlenes. Testemunhas disseram ter escutado tiros e vozes em árabe.  

As autoridades locais recomendam às pessoas a evitar deslocamento, como confirma a brasileira que está no país desde agosto de 2015 em intercâmbio profissional. "A maioria das empresas fecharam e orientaram os funcionários a trabalharem de casa. Estamos ouvindo muitas sirenes", afirma.

O sinal de celular também está prejudicado e as autoridades pedem para que a população evite mensagens e contatos em redes sociais. As linhas devem ser liberadas para ligações de emergência. A polícia bloqueou todas as vias de acesso aos locais onde ocorreram os ataques. 

Quatro dias antes do ataque desta manhã, as autoridades de Bruxelas prenderam Salah Abdeslam, principal suspeito pelos ataques de Paris em novembro do ano passado. Na ocasião 130 pessoas morreram e outras 200 ficaram feridas. Desde o início da semana a polícia do país realiza buscas por outros envolvidos no ataque de 2015. Um dos suspeitos foi morto após invasão de um apartamento. 

A família real divulgou uma mensagem de solidariedade para as famílias das vítimas dos ataques. "O rei e a rainha estão transtornados com os atentados no aeroporto e no metrô de Bruxelas. São atos odiosos e covardes. Os pensamentos emocionados do Rei e da Rainha vão em primeiro lugar para as vítimas e às suas famílias e ao socorristas que fazem de tudo para levar assistência às vítimas".

 

Agências internacionais de notícias, como francesa Reuters, informam que após as explosões a segurança foi reforçada nos Aeroportos de Londres, na Inglaterra e de Frankfurt, na Alemanhã e em Paris. A  Eurostar também cancelou trens para Bruxelas. O ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, enviou 1,6 mil policiais a mais para manter a segurança das fronteiras e no sistema de transportes do país. 

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
08/01/2018 - 07h50
Cachorrinha reencontra donos após ser capturada por águia nos EUA
24/10/2017 - 11h16
Em Assunção, Ruiter expõe desafios e oportunidades para viabilidade de hidrovia
14/09/2017 - 10h45
Raras girafas brancas são observadas em parque no Quênia
11/09/2017 - 14h23
Distantes, moradores de MS vivem angústia com parentes nos EUA
08/09/2017 - 07h10
Aquidauanense que mora no Texas relata desespero com furacão
 
Últimas notícias do site
19/01/2018 - 07h35
Carnaval de Corumbá terá Axé Blond, Revelação e baterias da Mangueira e Gaviões da Fiel
19/01/2018 - 07h10
Carnaval de Corumbá: atrações tem até hoje para realizar cadastro
19/01/2018 - 07h05
Carnaval de Corumbá: blocos oficiais iniciam ensaios e enredos falam de temas atuais
18/01/2018 - 10h35
Carnaval de Corumbá: inscrições para concurso de fantasias seguem até 31 de janeiro
18/01/2018 - 09h13
Após Exército, Marinha também entra na luta contra o Aedes aegypti em Corumbá
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.