zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Agronegócios - 16/03/2016 - 13h00

MS colhe 72,8% da área de soja e mantém estimativa de 7,4 mi de t

Colheita está atrasada e pelo menos um município tem perdas de 40%. Até dia 11, Douradina era a mais próxima de terminar a colheita.




Por Anderson Viegas do G1 MS / Redação Pantanal News

Apesar dos problemas climáticos, Aprosoja/MS mantém projeção de safra recorde em MS (Foto: Reprodução/TV Morena)Apesar dos problemas climáticos, Aprosoja/MS mantém projeção de safra recorde em MS (Foto: Reprodução/TV Morena)

Os agricultores de Mato Grosso do Sul colheram até o dia 11 de de março, 72,8% dos 2,4 milhões de hectares cultivados com soja no estado. Apesar dos problemas climáticos, que ocasionaram perdas de até 40% em pelo menos um município, a Associação dos Produtores da oleaginosa (Aprosoja/MS) ainda projeta uma safra recorde de 7,4 milhões de toneladas do grão.

Segundo a Aprosoja/MS, dados apurados pelo Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga), indicam que a colheita da safra atual continua atrasada quando comparada a evolução das últimas três temporadas. Em relação ao ciclo anterior, por exemplo, o retardamento é de aproximadamente 14%.

A entidade aponta que condições climáticas desfavoráveis afetaram todo o ciclo de produção da oleaginosa. Primeiro foi a estiagem em outubro de 2015, época da semeadura, que forçou muitos produtores a aguardarem a chuva e a melhoria da umidade do solo para o plantio. Depois foi o excesso de chuva, entre dezembro e fevereiro, o que alagou muitas áreas, provocando, inclusive,  perdas, além de favorecer o desenvolvimento de doenças nas lavouras.

O grande volume de chuvas, além disso, também afetou a infraestrutura logística, as estadas e pontes, utilizadas pelos produtores para chegar até as lavouras, o que dificultou o manejo adequado das áreas cultivadas e retardou o início da colheita, além de estar afetando neste momento, o escoamento da produção nas áreas onde o trabalho já foi realizado.

De acordo com a Aprosoja/MS, até o dia 11, as regiões sudeste e sudoeste do estado estavam com a colheita mais adiantada, com média de 81,6% das áreas cultivadas, enquanto que o norte e o centro  seguiam em rimo mais lento, com 51,8%. O município de Douradina era mais avançado no procedimento, com percentual, até aquela data, de 98% do total.

Perdas
Segundo a Aprosoja/MS, dos 35 municípios analisados pelo Siga, nove já contabilizavam perdas nas lavouras de soja em razão do excesso de chuva. Os índices variam de 10% a 40%, sendo este percentual maior registrado em Maracaju, justamente o maior produtor do grão em Mato Grosso do Sul.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
19/10/2017 - 10h41
Área semeada de soja em MS ultrapassa 814 mil hectares
19/10/2017 - 09h00
Hortaliças seguem mais baratas e frutas têm aumento de preço em setembro
17/10/2017 - 10h25
Conab assina oito novos contratos com agricultores familiares em MS
17/10/2017 - 10h24
Compostos extraídos da gravioleira têm potencial ação inseticida e antitumoral
11/10/2017 - 07h58
Produção de mudas, coleta de sementes e legislação ambiental são tema de curso em Aquidauana
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.