zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Saúde - 22/02/2016 - 14h37

Com chuvarada, caramujo vira “praga” e ajuda a aumentar surto de dengue

Larvas do mosquito Aedes aegypti são encontradas na concha de caramujos africanos que infestam quintais em Dourados




Eliel Oliveira

CCZ orienta morador a recolher caramujo e colocar no lixo.
Por Campo Grande News / Helio de Freitas, de Dourados / Redação Pantanal News

O caramujo de origem africana também virou uma praga em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Depois que criações do bicho foram abandonadas pelos proprietários por não serem escargot, como se acreditava, o caramujo virou “praga” e atualmente há quintais infestados em quase todos os bairros da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.

A coordenadora do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), Rosana Alexandre da Silva, disse que se não bastasse o risco que o animal representa para asaúde humana, agora o caramujo está contribuindo também com a infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zica vírus. A concha dos animais mortos se transforma em criadouro, onde o mosquito deposita os ovos.

“Já encontramos focos do mosquito da dengue nessas conchas e mais uma vez precisamos do apoio da população para evitar esse problema”, afirmou a bióloga ao Campo Grande News.

Promessa de lucro fácil – Segundo Rosana da Silva, a infestação de caramujos em Dourados começou há vários anos, depois que criadores de escargot abandonaram a criação por descobrirem que tinham caído “no conto do vigário”. Iludidos de que teriam lucro maior e mais rápido, muitos douradenses investiram na produção, mas o caramujo africano não é comestível e os animais foram simplesmente deixados de lado.

Rosana disse que nesta época do ano, de muita chuva, é propícia para o aumento da infestação de caramujo. Em várias parte da cidade o bicho é visto em calçadas e muros de residências, principalmente de terrenos baldios.

“O caramujo gosta de muita umidade e pouca luz. Quintais com grande concentração de folhas e frutas em decomposição são os ambientes ideais para esse tipo de animal. Os ovos ficam na terra e quando chove os bichos aparecem”, explicou Rosana.

Segundo ela, a melhor forma de controle é catar os animais manualmente, com o uso de uma pá ou com luvas nas mãos, colocar em um balde com água e um pouco de água sanitária e depois destinar à coleta de lixo. “Não recomendamos jogar sal nem usar lesmicidas que são encontrados em algumas lojas. A forma mais eficaz de controle é a catação manual e o destino dos caramujos com a concha para o lixo que é coletado diariamente”.

Caramujos em muro de terreno baldio próximo à Escola Imaculada Conceição (Foto: Eliel Oliveira)Caramujos em muro de terreno baldio próximo à Escola Imaculada Conceição (Foto: Eliel Oliveira)

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/10/2017 - 09h09
Cinco coisas que tornam você um ímã de mosquitos
09/10/2017 - 10h23
Mato Grosso do Sul recebe nove profissionais brasileiros do Mais Médicos
02/10/2017 - 16h24
Caminhada em Campo Grande chama a atenção para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer
19/09/2017 - 15h13
Setembro Amarelo: no mês de prevenção ao suicídio, Hospital Regional apresenta dados para alertar população
24/08/2017 - 15h35
STF decide, por maioria, proibir a comercialização do amianto
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.