zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meteorologia - 18/02/2016 - 11h58

El Niño começa a enfraquecer, mas ainda está alterando clima do planeta

Fenômeno deste ano foi um dos dois mais fortes registrados na história. Episódio está ligado a fortalecimento de ciclones no Pacífico em 2016.




Por G1 com informações da France Presse / Redação Pantanal News

Mapa de anomalias de temperatura mostra El Niño no Pacífico em 11 de fevereiro (Foto: NOAA)Mapa de anomalias de temperatura mostra El Niño no Pacífico em 11 de fevereiro (Foto: NOAA)

O fenômeno climático El Niño do período 2015-2016 iniciou seu declínio, mas sua intensidade continua sendo forte e influencia o clima do planeta, afirmou a Organização Meteorológica Mundial (OMM).

Este evento, caracterizado pelo enfraquecimento de ventos equatoriais e superaquecimento das águas do Pacífico, ocorre com períodos irregulares, tipicamente a cada quatro ou cinco anos, provoca tempestades e inundações.

O atual El-Niño deve se enfraquecer nos próximos meses e desaparecer progressivamente no segundo trimestre de 2016, diz a organização.

"Acabamos de viver um dos episódios do El Niño mais intensos jamais observados, e que provocou a aparição de fenômenos meteorológicos extremos em todos os continentes, contribuindo para os recordes de calor registrados em 2015", afirmou o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas, em um comunicado publicado nesta quinta-feira (17).

"Várias regiões da América do Sul e do Leste da África ainda não estão totalmente recuperadas das chuvas torrenciais e das inundações de que padeceram", acrescentou. "O impacto econômico e humano da seca é cada vez mais evidente no sul e no nordeste da África, na América Central e em várias outras regiões."

Este fenômeno meteorológico alcança geralmente sua maior intensidade no fim do ano, daí a origem de seu nome, El Niño, alusão em espanhol ao Menino Jesus. Provoca secas e precipitações superiores ao normal em certas regiões.

O ano mais quente
O ano de 2015 foi o mais quente já registrado devido à conjunção de um episódio El Niño excepcionalmente forte e o aquecimento do planeta pelos gases de efeito estufa, segundo a OMM.

Em janeiro passado, a Califórnia sofreu particularmente com o fenômeno do El Niño, com trombas d'água que provocaram inundações e deslizamentos de terra.

O El Niño também provocou, segundo os climatologistas, os mortais tornados no Texas das últimas semanas, incomuns nesta época, assim como o também incomum clima ameno no nordeste dos Estados Unidos.

O El Niño se traduz em um aumento da temperatura dos oceanos, que provoca danos aos corais, segundo a OMM. Os recifes de corais dos Estados Unidos foram particularmente expostos.

O El Niño também contribuiu para aumentar os ciclones no Pacífico. Assim, o ciclone Patricia, que tocou a costa mexicana em 24 de outubro de 2015, seria o mais intenso já observado no hemisfério oeste.

O El Niño também é responsável por uma diminuição dos furacões no Atlântico e em torno da Austrália, onde o ano de 2015 foi o mais seco e o mais quente.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
23/06/2017 - 14h06
Fim de semana será de clima seco, com noites frias e tardes ensolaradas
19/06/2017 - 11h16
Neblina encobre céu da Capital e sensação térmica é de 0ºC no interior
16/06/2017 - 15h30
Fim de semana ainda será de calor e temperatura começa a cair na 2ª feira
14/06/2017 - 14h23
Feriado terá céu nublado e névoa úmida, mas termômetros de até 34ºC
12/06/2017 - 08h28
Massa de ar frio perde força, mas instabilidade provoca chuva em MS
 
Últimas notícias do site
23/06/2017 - 16h02
TVE em Maracaju: governador Reinaldo e prefeito Maurílio Azambuja reativam sinal neste sábado
23/06/2017 - 14h16
Projeto de Moka quer acabar com distorção na disputa por vaga a pessoa com deficiência
23/06/2017 - 14h06
Fim de semana será de clima seco, com noites frias e tardes ensolaradas
23/06/2017 - 12h41
PMA autua pecuarista em degradar nascentes e dois córregos e áreas protegidas de matas ciliares
23/06/2017 - 10h35
Deputado Dr. Paulo Siufi solicita recolhimento de livro infantil que aborda incesto
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.