zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Saúde - 22/01/2016 - 06h00

Saúde de MS aponta 4.698 casos de dengue em MS desde o início de 2016

Levantamento ainda mostra 2.078 casos da doença em Campo Grande. Notificações foram registradas do dia 1° de janeiro até quarta-feira (20).




Por Graziela Rezende do G1 MS / Redação Pantanal News

O último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), nesta quarta-feira (20), mostra que Campo Grande tem 2.078 casos de dengue. São notificações registradas desde o dia 1° de janeiro de 2016 até o dia anterior. São ao todo 4.698 casos da doença no estado.

O primeiro levantamento deste ano, feito entre os dias três e nove de janeiro, resultou em 1.785 casos de dengue em Mato Grosso do Sul. Conforme o boletim, quatro municípios estão com alta incidência da doença: Caracol, Nioaque, Bonito e Coxim. É considerado alta incidência quando há mais de 300 casos para cada 100 mil habitantes.

Outras 10 cidades estão com nível moderado, quando há de 100 a 300 casos para cada 100 mil habitantes. O restante, ou seja, 65 municípios, foram classificados com baixa incidência, embora 13 não tenha nenhum registro.

Morte
Uma criança de oito anos morreu com suspeita de dengue no dia 12 de janeiro, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Almeida, em Campo Grande. Ela foi diagnosticada com dengue clássica, além da cardiopatia congênita, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). A família, no entanto, afirma que Fernanda Pereira não tinha nenhum problema cardíaco.

Último ano
Em 2015, foram notificados 46.070 casos de dengue e 17 mortes. A primeira morte foi confirmada em Corumbá, cidade no oeste do estado. A vítima foi uma menina de 12 anos, que morreu em 21 de janeiro. Inicialmente, foi diagnosticada com meningite. A dengue só foi confirmada após exames.

O segundo óbito foi confirmado em Paranhos, no sul do estado. Uma mulher de 37 anos deu entrada no dia 3 de fevereiro em um hospital da cidade.

No mesmo dia, a vítima morreu quando estava a caminho de Dourados, após o quadro de saúde se agravar. No dia 20, um laudo médico confirmou que a morte foi causada pela dengue.

Duas mulheres idosas foram a terceira e quarta vítimas da doença em Sonora, no norte do estado. A primeira morte ocorreu no fim de março e a outra aconteceu em abril. Outra idosa de 67 anos foi a quinta pessoa a morrer com dengue. Moradora de Campo Grande, ela morreu no dia 4 de abril. O sexto óbito foi confirmado em Juti, cidade no sul do estado.

A sétima morte por dengue foi de uma mulher de 26 anos, que era da cidade de Dourados, no sul do estado. Ela começou a apresentar os sintomas da doença no dia 4 de maio. Foi internada, mas em razão da evolução da doença para o seu tipo mais grave, hemorrágica, não resistiu e morreu no dia 8.

Um homem de 40 anos, morador de Três Lagoas, município que fica no leste do estado, foi a oitava morte de 2015 por dengue. Ele morreu no dia 29 de abril. A nona vítima da doença era de Maracaju, no sul do estado.

O décimo óbito foi de uma mulher de 54 anos, moradora da capital de Mato Grosso do Sul. Uma jovem de 28 anos foi a 11ª vítima da dengue. Ela era de Dourados e morreu no dia 5 de agosto. O 12° óbito foi confirmado também em Dourados.

A 13ª morte por dengue foi registrada em Itaporã, cidade no sul do estado. Ela era hipertensa e ficou internada desde o dia 30 de agosto. A idosa faleceu em um hospital de Dourados.

Um homem de 33 anos foi a 14ª vítima da dengue. Morador de Miranda, no oeste do estado, ele foi transferido para Campo Grande, mas morreu em 13 de outubro. As últimas duas mortes foram confirmadas em dezembro, de moradores de Campo Grande e Coxim.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/10/2017 - 09h09
Cinco coisas que tornam você um ímã de mosquitos
09/10/2017 - 10h23
Mato Grosso do Sul recebe nove profissionais brasileiros do Mais Médicos
02/10/2017 - 16h24
Caminhada em Campo Grande chama a atenção para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer
19/09/2017 - 15h13
Setembro Amarelo: no mês de prevenção ao suicídio, Hospital Regional apresenta dados para alertar população
24/08/2017 - 15h35
STF decide, por maioria, proibir a comercialização do amianto
 
Últimas notícias do site
18/10/2017 - 16h10
Local de prova do Enem será divulgado na sexta a partir das 10h, diz Inep
18/10/2017 - 16h10
Central 0800 permite solicitação de serviços referentes à iluminação pública
18/10/2017 - 16h05
Corumbá: Estudantes devem fazer rematrícula para vaga na Rede Municipal de Ensino
18/10/2017 - 15h40
Casa pega fogo em Marília e bombeiros salvam casal de cães e oito filhotes
18/10/2017 - 10h57
PMA prende foragido da justiça durante fiscalização
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.