zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Saúde - 19/01/2016 - 08h00

Epidemia de dengue faz prefeitura de Campo Grande decretar emergência

Na primeira semana do ano foram notificados 675 casos suspeitos. Prefeitura aponta que estão em circulação vírus de três tipos da doença.




Por G1 MS / Redação Pantanal News

Epidemia de dengue aumentou a procura por consultas nas UPAs em Campo Grande (Foto: Reprodução/TV Morena)Epidemia de dengue aumentou a procura por consultas nas UPAs em Campo Grande (Foto: Reprodução/TV Morena)

A epidemia de dengue fez com que a prefeitura de Campo Grande decretasse situação de emergência. A publicação do decreto saiu na edição desta segunda-feira (18), do Diário Oficial da cidade (Dioagrande) e sua vigência é por 180 dias.

Segundo boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES), somente na primeira semana de janeiro, entre os dias 3 e 9, foram notificados 675 casos suspeitos da dengue em Campo Grande. Em 2015, foram 12.955 notificações da doença na capital sul-mato-grossense.

No decreto de emergência, a prefeitura ressalta a necessidade de uma resposta urgente a epidemia de dengue na cidade e aponta que estão em circulação simultânea três tipos da doença (1, 2 e 4), além dos vírus da zika e da febre chikungunya, todos transmitidos pelo mosquito Aedes Aegypti.

Em razão desse quadro, o texto indica um aumento expressivo no número de consultas nas unidades de pronto-atendimento (UPAs) e nas outras unidades de saúde da rede municipal, e que, por isso, com a decretação, é autorizada a mobilização de todo os órgãos da prefeitura nas ações de resposta a epidemia.

Com o decreto, a prefeitura ainda fica dispensada de fazer licitação nos contratos de aquisição de bens necessários às atividades contra a epidemia, de prestação de serviços e de obras relacionadas a reabilitação do cenário atual.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/10/2017 - 09h09
Cinco coisas que tornam você um ímã de mosquitos
09/10/2017 - 10h23
Mato Grosso do Sul recebe nove profissionais brasileiros do Mais Médicos
02/10/2017 - 16h24
Caminhada em Campo Grande chama a atenção para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer
19/09/2017 - 15h13
Setembro Amarelo: no mês de prevenção ao suicídio, Hospital Regional apresenta dados para alertar população
24/08/2017 - 15h35
STF decide, por maioria, proibir a comercialização do amianto
 
Últimas notícias do site
17/10/2017 - 16h42
PMA autua fazendeira por degradação em margem de rio
17/10/2017 - 16h02
Aprovado projeto que incentiva entidades filantrópicas
17/10/2017 - 15h58
Membro atuante da CPI, Dr. Paulo Siufi apoia reivindicação de trabalhadores da JBS
17/10/2017 - 14h39
Bombeiros fazem sobrevoo para avaliar combate a fogo que já destruiu 20 mil ha
17/10/2017 - 14h00
Fazendeiro é autuado em R$ 18 mil por desmatamento e exploração ilegal de madeira
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.