zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Trânsito - 14/01/2016 - 06h25

MS-145 é interditada após rodovia desmoronar por causa de chuva

Erosão abriu no trecho que liga Deodápolis e o Distrito de Ipezal. Por enquanto, são será feito conserto por causa das chuvas intensas.




Por G1 MS com informações da TV Morena / Redação Pantanal News

Defesa Civil interditou MS-145 na tarde desta quarta-feira (Foto: Divulgação/ PRE)Defesa Civil interditou MS-145 na tarde desta quarta-feira (Foto: Divulgação/ PRE)

A Defesa Civil interditou o km 21 da MS-145 que liga Deodápolis e o Distrito Ipezal, região sudoeste de Mato Grosso do Sul, na tarde desta quarta-feira (13). O motivo foi uma erosão que se abriu na rodovia por causa das chuvas.

Segundo Defesa Civil, cratera foi causada por destruição de bueiros (Foto: Divulgação/ PRE)Segundo Defesa Civil, cratera foi causada por
destruição de bueiros (Foto: Divulgação/ PRE)

Segundo a Defesa Civil, parte da estrada desmoronou em decorrência da erosão que destruiu os bueiros. Em nota, a Agência Estadual de Gestão e Empreendimentos (Agesul) informou que por enquanto, não poderá ser realizado o reparo no local que tem cerca de seis metros de altura por causa das chuvas intensas.

A Defesa Civil calcula 11 rodovias estaduais danificadas: quatro em Naviraí, três em Iguatemi, três em Aral Moreira e uma em Sete Quedas. Em Aral Moreira, 13 rodovias municipais foram estragadas. Já no município de Naviraí, quatro rodovias ficaram destruídas.

Além disso, já são 24 pontes danificadas no estado: Tacurú , NaviraíCoronel Sapucaia, Amambai, Sete Quedas, Paranhos, Juti,Novo Horizonte do Sul, Aral Moreira eCaarapó.

67 mil afetados
A chuva, que inicialmente trouxe prejuízos ao sul do Estado em dezembro, hoje já atinge todas as regiões de 
Mato Grosso do Sul e começa a causar enchentes em algumas cidades do oeste, onde as cabeceiras dos rios Aquidauana e Miranda transbordaram afetando famílias ribeirinhas.

Só no município de Bela Vista, mais de 70 famílias ficaram desabrigadas depois que o nível do rio Apa subir e provocar enchentes em três bairros da cidade. Além do município, existem desabrigados e desalojados em Amambai, Aral Moreira, Caarapó, Coronel Sapucaia, Eldorado, Iquatemi, Itaquiraí, Japorã, Juti, Tacuru, Naviraí, Novo Horizonte do Sul, Paranhos, Sete Quedas, Bela Vista, Guia Lopes da Laguna e Taquarussú.

De acordo com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDC), a situação de emergência foi reconhecida em 18 cidades sul-mato-grossenses. Até o momento, 25 município decretaram.

A Defesa Civil informou que já são 24 pontes danificadas no estado. Em Tacurú , Naviraí, Coronel Sapucaia, Amambai, Sete Quedas, Paranhos, Juti, Novo Horizonte do Sul, Aral Moreira e Caarapó. Nesse último município, por exemplo, uma barragem de quase 20 metros de altura se rompeu no mês de dezembro. O balneário que tinha mais de 30 anos foi totalmente esvaziado.

Em relação às rodovias estaduais, quatro estão danificadas em Naviraí, três em Iguatemi, três em Aral Moreira e uma em Sete Quedas. Em Aral Moreira, 13 rodovias municipais foram estragadas. Já no município de Naviraí, quatro rodovias ficaram destruídas.

Região alagada em Taquarussu, MS (Foto: Divulgação/ Secretaria de Meio Ambiente de Taquarussu)Região alagada em Taquarussu, MS
(Foto: Divulgação/ Prefeitura de Taquarussu)

Entre os rios em estado de alerta por causa da cheia estão o rio Aquidauana, que falta 10 centímetros para entrar em emergência; o rio Pardo, que atingiu 604 cm de cheia e o rio Taquari, que preocupa a população ribeirinha de Coxim.

O último município a decretar emergência foi Batayporã, a 302 quilômetros de Campo Grande. Já em Ivinhema, somente no dia 6 de janeiro choveu metade do esperado para o mês inteiro.

Além de Batayporã, estão em emergência: Vicentina, Taquarussu, Tacuru, Naviraí, Itaquiraí, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Amambai, Iguatemi, Sete Quedas, Paranhos, Caarapó, Juti, Novo Horizonte do Sul, Japorã, Eldorado, Deodápolis, Mundo Novo, Bela Vista, Laguna Carapã, Fátima do Sul e Caracol. Jardim e Campo Grande também decretaram situação de emergência, mas não solicitaram ao governo do estado homologação estadual.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
06/11/2017 - 16h03
PRF flagra 1.900 motoristas em alta velocidade durante o feriadão de Finados
31/10/2017 - 16h18
PRF focará em acidentes graves durante Operação Finados em MS
16/10/2017 - 07h52
Sete morrem em rodovias estaduais de MS durante o feriadão, diz PMR
12/07/2017 - 15h16
Número de mortos nas rodovias de MS cai 12% em relação a 2016
29/05/2017 - 06h17
Capotamento fere casal na BR 262
 
Últimas notícias do site
17/11/2017 - 16h03
Viralizou: cachorrinho 'penetra' na balada é a imagem mais fofa que você vai ver hoje
17/11/2017 - 10h18
Fim de semana tem sertanejo, funk, comédia e teatro
17/11/2017 - 07h53
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
17/11/2017 - 07h44
Proprietários rurais são autuados por manterem carvoarias ilegais
17/11/2017 - 06h14
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.