TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 14/01/2016 - 06h05

Excesso de chuva aumenta preço e perda de verduras e legumes em MS

Informação é do coordenador do Ceasa-MS, Cristiano Chaves. Perdas e preços sobem de 25% a 35%.




Por G1 MS com informações da TV Morena / Redação Pantanal News

Com as verduras também funciona o dito popular 'tudo que é demais faz mal', principalmente no período de chuvas. O tempo chuvoso em Mato Grosso do Sul tem influenciado diretamente no quesito qualidade das hortaliças e logo em seguida, no preço.

Para os legumes e verduras as perdas e a alta nos preços são de 25% a 35% no verão. O coordenador da Central de Abastecimento (Ceasa) Cristiano Chaves explica que com as chuvas, as folhosas como o alface, por exemplo, não ficam bonitas. “O miolo está atraente, mas as pontas estão bem amareladas, a qualidade está baixa e o produto é pequeno”, comenta Cristiano.

A berinjela e o pimentão podem ficar manchados, o que caracteriza doença e deformação do alimento. “ A presença de água em cima do fruto e a exposição permite a penetração de fungos”, explica o engenheiro agronômo Dirson Freitas.

Por causa da chuva em excesso, cai a produção de alguns alimentos e isso reflete direto nas bancas da Ceasa-MS e depois para os comerciantes nas vendas. O vendedor Ernesto Xavier lamenta a falta de algumas verduras e legumes. “Falta vagem, abobrinha e outras mercadorias, dai o preço sobe e só pedindo pro Santo fechar as torneiras e diminuir as chuvas”, finaliza com bom humor.

Quando os tomates são vendidos verdes ou a batata está menor, pode ser um indicativo de que a colheita foi antecipada para evitar perdas.

A cabeleireira Rosimeire Taveira Rodrigues afirma que para garantir uma boa compra é preciso acordar cedo e pesquisar os preços ou substituir alguns alimentos. É o caso da proprietária de um restaurante na capital sul-mato-grossense, Valentina Tomiatti Moreira.

No comércio de Valentina, a batata tem sido substituída pela mandioca, por maxixe ou por abóbora. “ Existem várias qualidades de abóbora então a gente varia” afirma.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
28/11/2017 - 10h54
Projeto ferroviário vai expandir fronteira do agronegócio, diz Reinaldo
28/11/2017 - 10h46
Prefeitura vai ajustar gratificações para assegurar salários dos servidores
27/11/2017 - 15h13
Saques da terceira etapa de pagamentos do PIS/Pasep já estão disponíveis
27/11/2017 - 14h12
Cheques de qualquer valor serão compensados em até um dia útil
27/11/2017 - 09h30
Economia deve movimentar R$ 38 milhões com 13° salário em Corumbá e Ladário
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.