zap
GOV EMPREGO 22-06
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 07/01/2016 - 06h35

Aquidauana: Fotógrafo encontra jacarés mortos em córrego e denuncia caça predatória




Por Michel Faustino do Campo Grande News / Redação Pantanal News

João Eric fez o registro fotográfico do que pode ter  sido uma matança de jacarésJoão Eric fez o registro fotográfico do que pode ter sido uma matança de jacarés

O fotógrafo João Éric, 24 anos, testemunhou na tarde desta quarta-feira (06) uma cena classificada por ele mesmo como “lamentável”: três jacarés mortos sem os rabos boiando sobre o córrego João Dias, que fica dentro do perímetro urbano do município de Aquidauana, a 140 quilômetros de Campo Grande.

 

Através de seu perfil na rede social Facebook, João fez um desabafo denunciando a situação e alertou para o problema que têm se tornado frequente nos últimos anos. Na postagem, o rapaz diz que estava de folga e decidiu aproveitar o tempo livre para fotografar a natureza, quando se deparou com a cena.

“Particularmente sou muito insatisfeito, eu gosto de pegar o melhor ângulo a melhor fotografia do animal, seja nadando ou se movimentando. Como o animal estava muito parado decidi então atacar algo na água, na intenção do animal se mover ou pelo menos mudar um pouco de lugar, porém na hora em que eu ataquei uma pedra na água observei que só moscas começaram a sair do animal, ai na hora pensei, não acredito, está morto (sic), comentou na postagem.

Por fim, João classificou a situação como lamentável “principalmente por saber que os animais foram vítimas de caça predatória e tiveram seus corpos desovados no córrego”.

Diante da repercusão do caso, a Polícia Militar da cidade foi acionada para verificar a situação e constatou o crime ambiental no local.

A caça de animais silvestres é considerada crime, e de acordo com o artigo 29 da Lei de Crimes ambientais. Os responsáveis pelos crimes podem ter pena de detenção de seis meses a um ano, além de multa.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/06/2017 - 15h50
Cães para adoção serão vacinados gratuitamente nesta sexta
21/06/2017 - 13h32
Coordenador ambiental alerta sobre incêndios florestais no inverno em MS
21/06/2017 - 11h16
Monumento natural que funciona como balneário ganha plano de manejo em Bonito, MS
09/06/2017 - 08h40
Moradores transformam terreno baldio em horta comunitária em MS
08/06/2017 - 15h42
Dourado está para os rios como onça para o Pantanal, compara pesquisador
 
Últimas notícias do site
26/06/2017 - 14h16
Outro foragido da Justiça é capturado pela Getam em Aquidauana
26/06/2017 - 12h41
Policiamento Montado garante a segurança nas escolas de Aquidauana
26/06/2017 - 10h15
Rotai captura mais dois foragidos da justiça em Aquidauana
26/06/2017 - 09h40
Concursos em MS reúnem quase 300 vagas e salários de até R$ 14,9 mil
25/06/2017 - 15h13
Em Furnas do Dionísio, governador entrega obra de R$ 315 mil e anuncia novos investimentos
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.