TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Turismo - 05/01/2016 - 06h24

Ações para o fortalecimento do turismo marcaram 2015




Fotos: Divulgação










Por Assessoria / Redação Pantanal News

Nesta semana, o diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS), Nelson Cintra, fez um balanço parcial das ações desenvolvidas pela instituição ao longo de 2015. Conforme Cintra, os eixos norteadores da política para o fomento do turismo do Estado estão pautados no programa de ampliação e diversificação da oferta turística, com a elaboração de novos roteiros, a implantação de infraestrutura turística, marketing/promoção (feiras, famtour, rodada de negócios, entre outros) e diagnóstico turístico dos municípios. O diretor-presidente afirma que pretende dar sequência ao planejamento realizado pela instituição neste ano, mas que está formatando juntamente com a equipe técnica novas ações que deverão ser desenvolvidas em 2016.

Cintra considerou o balanço de ações positivas, que mesmo diante de um cenário político e econômico conturbado foi possível alcançar saldos positivos de articulações políticas e relacionamentos importantes para o desenvolvimento do turismo em Mato Grosso do Sul.

Seguindo a política nacional estabelecida no Plano Nacional do Turismo (PNT) desenvolvido pelo Ministério do Turismo (Mtur), a Fundação de Turismo, enquanto órgão gestor oficial do Turismo do Estado, adotou neste ano o modelo de gestão baseado na articulação e interlocução com os municípios com objetivo central de conhecer as demandas e prioridades para o desenvolvimento do turismo, pontua o diretor-presidente da Fundtur-MS. “O contato direto com os municípios possibilita o levantamento das necessidades locais, auxilia no diagnóstico das dificuldades e entraves que impedem o desenvolvimento do setor. Sendo assim, proporciona o direcionamento na elaboração das políticas públicas para o fomento do turismo nas regiões”, destacou.

Entre as prioridades do Governo do Estado, ressaltou a infraestrutura, com foco inicial na sinalização turística e na instalação de portais com receptivos nas entradas do Estado. Em relação à infraestrutura turística foram apresentados e estão em análise pelo Ministério do Turismo sete propostas visando a captação de recursos no montante de R$ 10.260.000,00. Dentro do pacote estão os projetos para a construção 10 portais, sinalização e centros de atendimento ao turista nas principais rodovias de acesso de Mato Grosso do Sul.

Em andamento, estão os estudos e definição do modo de operação e implantação do Observatório de Turismo de MS, ferramenta indispensável para o planejamento, estruturação e promoção da atividade turística, por meio da mensuração de dados estatísticos, pesquisas e estudos visando subsidiar a gestão pública, iniciativa privada e investidores na tomada de decisões, bem como, acompanhar e monitorar o setor.  

 

A promoção e a divulgação institucional do Estado também fizeram parte dos trabalhos desenvolvidos pela Fundtur, com a participação em feiras e eventos nacionais e internacionais, apoio ao trade turístico em eventos de negócios, realização de famtours (viagem de familiarização com operadores e agências de turismo para promoção de destinos turísticos) e presstrips (viagem de imprensa) com profissionais do mercado nacional e internacional. 

 

Mercados internacionais como Bolívia, Paraguai, Argentina e Peru também foram explorados para a divulgação, promoção e fomento do turismo sul-mato-grossense através de eventos internacionais. O Paraguai é um mercado com grande potencial de emissivo de turistas. Segundo a Embratur, em 2014 entraram no Brasil mais de 293 mil turistas paraguaios e cerca de 22% dos turistas que visitam Mato Grosso do Sul são do País. Mato Grosso do Sul também é o 5º estado brasileiro que mais recebe turistas peruanos no Brasil, segundo pesquisa do Anuário Estatístico de Turismo do MTur de Janeiro de 2015. A maior parte deles (67%) veio ao país a lazer e 97,1% tem intenção de retornar.

A Fundtur também participou do Programa de Governo - Rota do Desenvolvimento nas quatro edições - Região Sudeste: Nova Andradina; Região Norte: Coxim; Região Centro-Sul: Dourados e Região Costa Leste: Três Lagoas levando informações, orientações e palestras sobre a oportunidade do Turismo para os municípios. 

A Fundação de Turismo participou ativamente integrando as Instâncias de Governança que visam fortalecer a atividade turística, como o Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes do Turismo - FORNATUR - e da Comissão de Turismo Brasil Sul - CTBS - entidade voltada para o desenvolvimento dos Estados do sul do país; e na pessoa do diretor-presidente, Mato Grosso do Sul ocupa a vice-presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo na Macrorregião Centro-Oeste do Brasil - Agência Brasil Central composta por representantes dos Estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal que tem como objetivo a captação de recursos do SEBRAE e do Ministério do Turismo para o desenvolvimento do Turismo na região Centro-Oeste, além dos Fóruns Regionais e Conselhos Municipais no Estado.

Conforme Cintra, o Estado possui um grande potencial para desenvolver o turismo em várias regiões, gerando mais postos de trabalho, maior valorização e proteção do patrimônio natural, histórico e cultural, maior dinamismo na economia do estado e imensuráveis melhorias na vida das comunidades visitadas. “Mesmo cidades que possuem sua economia baseada em outras vocações, podem incrementá-la com investimento em atrativos turísticos e beneficiar-se deste setor, que impacta 52 segmentos diferentes da economia”.

O turismo movimentou R$ 492 bilhões no Brasil no ano passado, entre atividades diretas, indiretas e induzidas, de acordo com o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC). O montante representa 9,6% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Segundo dados da consultoria internacional, o turismo respondeu por 8,8 milhões de empregos diretos e indiretos no país em 2014, ou 8,8% do total de postos. Para o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, o Brasil tem motivos para comemorar. “Somos a nona economia de turismo do mundo com contribuição de R$ 490 bilhões para o PIB nacional, mais de três milhões de empregos gerados e 62 milhões de consumidores no mercado de viagens”. Para ele o turismo é do bem e para o bem, que envolve as famílias, liberdade e cidadania.

Conforme o Ministério do Turismo, o índice geral alcançado por Corumbá no ano de 2015 indica que o destino situa-se no nível 4 de competitividade turística, registrando evolução expressiva no último triênio. O resultado é superior à média Brasil e à média das não capitais. Corumbá é polo turístico do Centro-Oeste brasileiro, conforme o Mtur, importante destino para a economia turística do Estado. Por ano, atrai cerca de 215 mil viajantes, movimentando direta e indiretamente, 8,5% do Produto Interno Bruto (PIB) municipal, o equivalente a cerca de R$ 320,00 milhões.

O município de Bonito recebeu 85,7 mil visitantes de janeiro a julho deste ano. A movimentação turística gerou à cidade uma receita de R$ 102 milhões, de acordo com o primeiro boletim realizado pelo Observatório do Turismo de Bonito, centro de pesquisas criado pelo Bonito Convention & Visitors Bureau, em parceria com a Secretaria Municipal de Turismo do município. No ano passado, a cidade foi premiada pelo Ministério do Turismo por ser uma das mais competitivas em cooperação regional e atrativos turísticos.

Segundo o levantamento, a maior taxa de ocupação dos hotéis no município de Bonito ocorreu em janeiro (81%). Nesse período, o valor médio das diárias foi de R$ 480. Segundo o levantamento, a maior taxa de ocupação dos hotéis no município ocorreu em janeiro (81%). Nesse período, o valor médio das diárias foi de R$ 480. A maior parte dos visitantes veio de São Paulo (33,3%) e Rio de Janeiro (14,8%). Quanto aos visitantes estrangeiros, os paraguaios lideraram o ranking, seguidos pelos norte-americanos e argentinos.

O Turismo de Negócios ou Empresarial é um dos segmentos da economia de grande destaque em Três Lagoas, Dourados e Campo Grande. Durante o ano de 2014 o município de Dourados recebeu em torno de 277 mil turistas, o que representa uma média mensal de 23 mil. Os dados são de uma pesquisa realizada pelo Núcleo de Turismo da Prefeitura, que funciona dentro da Semdes (Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável).

Em Ponta Porã o Turismo de Compras atrai turistas de todos os cantos do Brasil para a fronteira, incrementando o desenvolvimento econômico, social e cultural local. Este tipo de turismo acaba se tornando potencial para que outros tipos de turismo se desenvolvam na região. Isso compreende um grande fluxo de turistas/visitantes, o que gera um movimento intenso na economia local.

Assim, o Programa de Desenvolvimento do Turismo pretende estender os benefícios através da atividade turística, para todos os 79 municípios do estado, possibilitando que tenham nessa atividade mais uma fonte econômica geradora de inúmeros benefícios para a economia e populações. O Programa tem como objetivo geral desenvolver a atividade turística em Mato Grosso do Sul através da elaboração de novas Rotas e Roteiros Turísticos que contemplem e integrem o potencial natural, cultural e tecnológico dos 79 municípios do estado. Aliado a este objetivo principal, pretende-se ampliar a oferta de atrativos turísticos de Mato Grosso do Sul, possibilitar um fortalecimento econômico do estado e municípios, aumentar a oferta de empregos e renda aos cidadãos sul-mato-grossenses, garantindo assim, a melhoria constante na qualidade de vida dos cidadãos.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
23/11/2017 - 15h31
No Ministério do Turismo, prefeito discute liberação de verbas para distrito turístico
22/07/2017 - 14h34
Bonito é eleito o melhor destino de ecoturismo do Brasil pela 14ª vez
17/07/2017 - 15h30
Bonito vence pela 14ª vez prêmio de melhor destino de ecoturismo
20/05/2017 - 11h35
Eventos e negócios impulsionam turismo em Mato Grosso do Sul
12/01/2017 - 11h16
Feriados vão movimentar R$ 21 bilhões no turismo
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.