zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Saúde - 12/12/2015 - 06h50

Militares da Marinha ajudam agentes no combate ao Aedes no Pantanal

Trabalho com apoio da Marinha é realizado três vezes por semana. Segundo último boletim, Corumbá têm 708 notificações de dengue.




Reprodução/TV Morena

Militares da Marinha ajudam no combate ao Aedes aegypti
Por G1 MS com informações da TV Morena / Redação Pantanal News

O combate ao mosquito Aedes aegypti no Pantanal de Mato Grosso do Sul tem apoio da Marinha. Eles ajudam agentes de saúde em vistorias a imóveis e terrenos baldios de Corumbá, município distante 415 quilômetros de Campo Grande.

O trabalho com apoio dos militares é realizado às terças, quartas e quintas desde o início de dezembro.

De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde, Corumbá já soma 708 notificações de dengue, sendo uma morte confirmada. Também há 18 casos suspeitos de chikungunya e seis confirmados. Em Ladário, município vizinho a Corumbá, são 135 casos suspeitos de dengue.

Epidemia
Campo Grande está em epidemia de dengue e conta com ajuda do Exército no combate ao Aedes aegypti e também no atendimento a pacientes suspeitos de dengue, zika vírus e chikungunya.

A situação de epidemia foi anunciada pelo secretário-adjunto de saúde do município, médico Vitor Rocha, no dia 2 de dezembro. A última epidemia tinha sido em janeiro de 2013.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, de 27 de janeiro a 8 de dezembro foram 7.614 notificações, sendo 3.819 casos confirmados. Destes, cinco foram considerados graves.

Oito bairros da capital sul-mato-grossense estão em alerta por causa da alta incidência da doença: Nova Campo Grande, Monte Castelo, Coronel Antonino, Vila Margarida, Jardim dos Estados, Tijuca, Aero Rancho e Jardim Batistão.

Cuidados
Além das ações do poder público, a população também pode e deve colaborar para evitar a proliferação do mosquito. Não deixar água acumulada é o principal cuidado, já que é onde a fêmea bota os ovos. Cada vez, um mosquito deposita cerca de 40 ovos.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/10/2017 - 09h09
Cinco coisas que tornam você um ímã de mosquitos
09/10/2017 - 10h23
Mato Grosso do Sul recebe nove profissionais brasileiros do Mais Médicos
02/10/2017 - 16h24
Caminhada em Campo Grande chama a atenção para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer
19/09/2017 - 15h13
Setembro Amarelo: no mês de prevenção ao suicídio, Hospital Regional apresenta dados para alertar população
24/08/2017 - 15h35
STF decide, por maioria, proibir a comercialização do amianto
 
Últimas notícias do site
17/10/2017 - 16h42
PMA autua fazendeira por degradação em margem de rio
17/10/2017 - 16h02
Aprovado projeto que incentiva entidades filantrópicas
17/10/2017 - 15h58
Membro atuante da CPI, Dr. Paulo Siufi apoia reivindicação de trabalhadores da JBS
17/10/2017 - 14h39
Bombeiros fazem sobrevoo para avaliar combate a fogo que já destruiu 20 mil ha
17/10/2017 - 14h00
Fazendeiro é autuado em R$ 18 mil por desmatamento e exploração ilegal de madeira
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.