TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Saúde - 10/12/2015 - 06h25

Saúde confirma mais 2 mortes por dengue e 1,6 mil casos em 14 dias

Óbitos foram registrados na capital de MS, Campo Grande, e em Coxim. Dos 79 municípios do estado, 72 têm alta incidência de casos.




Por G1 MS / Redação Pantanal News

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Mato Grosso do Sul confirmou duas novas mortes por dengue no estado. Os óbitos foram registrados em Campo Grande e Coxim, segundo o último boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (9).

O G1 entrou em contato com a secretaria, por meio da assessoria de imprensa, que informou que só poderia detalhar os novos números na próxima quinta-feira (10).

Com esses dois óbitos confirmados, a SES já contabiliza a morte de 16 pessoas por dengue em 2015. Já foram confirmados três óbitos em Dourados, dois em Campo Grande e outros dois em Sonora. CorumbáItaporã, Juti, MaracajuParanhos e Três Lagoas confirmaram uma morte em cada município.

Nas últimas duas semanas, foram notificados 1.666 casos de dengue. No total, foram 30.360 notificações em 2015. O número de municípios com alta incidência da doença subiu para 72.

Iguatemi tem o maior número de casos registrados, com 1.267 casos notificados e incidência de 8211,8 casos para cada 100 mil habitantes. Selvíria tem a segunda mais alta incidência, com índice de 5912,6 e 380 registros. Já Sonora tem o terceiro maior índice, com 5772,8 casos para 100 mil habitantes e 955 casos notificados.

Com uma incidência de 1.392,6 casos para 100 mil habitantes, o estado enfrenta uma epidemia da doença. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera epidemia quando um local tem incidência de 300 casos para 100 mil pessoas.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/11/2017 - 12h50
Laudo descarta que macaco achado morto na Capital teve febre amarela
13/11/2017 - 11h30
Lei: deputado Dr. Paulo Siufi cria “Agosto Verde” para prevenir depressão e outros males
08/11/2017 - 16h10
Sesau investiga morte de macaco, animal hospedeiro da febre amarela
31/10/2017 - 14h46
Cirurgia de Ruiter teve início na tarde desta terça-feira
31/10/2017 - 09h07
Com quadro clínico estável, prefeito de Corumbá já está sendo operado
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.