zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Saúde - 09/12/2015 - 06h15

Em Brasília, vice-governadora pede atenção especial à fronteira para combate ao aedes aegypti




Divulgação

Por Michelle Rossi (Assessoria Vice-Governadoria e Sedhast) / Redação Pantanal News

Brasília (DF) – Em reunião convocada pela presidenta Dilma Rousseff nesta terça-feira com os governadores do País para tratar do Plano Nacional de combate ao mosquito aedes aegypti e da campanha de atendimento às gestantes e bebês com microcefalia, a vice-governadora de Mato Grosso do Sul, Rose Modesto, representou o governador, Reinaldo Azambuja, e pediu ao Governo Federal para acionar os países de fronteira, no caso de MS – Bolívia e Paraguai – para que também eles façam seus deveres de casa e combatam o mosquito transmissor das três doenças epidêmicas: a dengue, a zika e a febre chikungunya.

Para o combate em território nacional, haverá a adesão das Forças Armadas e de recursos financeiros disponibilizados a cada Estado para travar a guerra contra o mosquito que vem disseminando doença em todo o Brasil. “Estamos bastante atentos à questão da transmissão da doença em MS, agora com as Forças Armadas vamos avançar mais e travar essa batalha contra o mosquito aedes aegypti. Mas também ponderamos em reunião com a presidenta que deve haver contato imediato com as autoridades dos países que fazem fronteira com o Brasil para que nosso esforço do lado de cá da fronteira não seja em vão”, argumentou a vice-governadora que também é secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho.
O governador Reinaldo Azambuja não pode comparecer à reunião de governadores em Brasília (DF) pois esteve nesta terça-feira na região sul do Estado para acompanhar ao lado do ministro Integração Nacional, Gilberto Occhi, reunião com prefeitos de 14 municípios em grave situação devido às ultimas chuvas.

Para a execução das ações do Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia, será instalada a Sala Nacional de Coordenação Interagências, que funcionará no Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CENAD), no Ministério da Integração Nacional. Também serão instaladas salas estaduais, que contarão com a presença de representantes do Ministério da Saúde, Secretarias de Saúde, Educação, Segurança Pública (PM e Bombeiros), Assistência Social, Defesa Civil e Forças Armadas.

Ainda dentro do plano divulgado serão realizadas orientações à população sobre o combate ao mosquito nas residências, mobilizações com agentes comunitários de saúde, agentes de combate a endemias, além da participação da população. Para esse controle do vetor, o Governo Federal vai adquirir e disponibilizar equipamentos para aplicação de inseticidas e larvicidas e garantir a compra dos insumos.

Para garantir o cuidado adequado às gestantes e bebês, o Ministério da Saúde está disponibilizando, a todos os profissionais de saúde, o Protocolo e Diretrizes Clínicas para o atendimento da microcefalia. Além disso, o Ministério da Saúde vai ampliar a cobertura de tomografias e apoiar a criação de centrais regionais de agendamento dos exames.

Repasse de valores devidos
Outro assunto levado pelo Governo de Mato Grosso do Sul ao encontro em Brasília foi o acerto do repasse dos valores devidos de procedimentos de média e alta complexidade pelo Sistema Único de Saúde (SUS) aos governos de todo o país e também em MS. “O Governo Federal posicionou os estados de que será disponibilizado crédito para sanar as dívidas de repasse para esses procedimentos”, descreveu a vice-governadora.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/10/2017 - 09h09
Cinco coisas que tornam você um ímã de mosquitos
09/10/2017 - 10h23
Mato Grosso do Sul recebe nove profissionais brasileiros do Mais Médicos
02/10/2017 - 16h24
Caminhada em Campo Grande chama a atenção para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer
19/09/2017 - 15h13
Setembro Amarelo: no mês de prevenção ao suicídio, Hospital Regional apresenta dados para alertar população
24/08/2017 - 15h35
STF decide, por maioria, proibir a comercialização do amianto
 
Últimas notícias do site
18/10/2017 - 16h10
Local de prova do Enem será divulgado na sexta a partir das 10h, diz Inep
18/10/2017 - 16h10
Central 0800 permite solicitação de serviços referentes à iluminação pública
18/10/2017 - 16h05
Corumbá: Estudantes devem fazer rematrícula para vaga na Rede Municipal de Ensino
18/10/2017 - 15h40
Casa pega fogo em Marília e bombeiros salvam casal de cães e oito filhotes
18/10/2017 - 10h57
PMA prende foragido da justiça durante fiscalização
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.