especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Brasil - 26/11/2015 - 06h48

Forte terremoto atinge a região norte do Brasil

Tremor teve magnitude 6,7 e atingiu Tarauacá, no Acre. Não há informações sobre danos ou vítimas.




Por G1 MS com informações da France Presse / Redação Pantanal News

Forte terremoto atinge o Norte do país, informa o USGS (Foto: Reprodução / USGS)Forte terremoto atinge o Norte do país, informa o USGS (Foto: Reprodução / USGS)

Um intenso, mas profundo, terremoto de magnitude 6,7 sacudiu nesta quinta-feira (26) o extremo da região norte do Brasil, anunciou o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês).

O tremor foi registrado à 0H45 (local, 3h45 em Brasília), a uma profundidade de 604 km. O terremoto aconteceu 130 km ao sudoeste de Tarauacá, município do noroeste do Acre, que fica a 400 km da capital Rio Branco.

Não há informações sobre danos ou vítimas.

Na terça (24), moradores de ao menos seis cidades do Acre - Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Sena Madureira, Xapuri e Santa Rosa do Purus - sentiram um tremor de terra. O sismo também foi sentido em Rondônia e Manaus.

Segundo informou o USGS, um tremor de magnitude 7,6 aconteceu às 20h45 (hora de Brasília) na região fronteiriça entre Peru e Brasil - com epicentro no Peru. Ainda segundo o USGS, o tremor teve profundidade de 602 km.

Um vídeo feito pela estudante Thaynah Santos, de 22 anos, mostra o momento em que ela percebeu o tremor em Rio Branco. "Estava deitada no meu quarto mexendo no meu celular, senti a cama tremer e em seguida o guarda-roupas. O tremor parou e voltei a deitar, foi quando voltou. Saí correndo para rua com medo de acontecer alguma coisa e todo mundo tinha saído das suas casas. Fiquei com muito medo, me arrepiei inteira", lembra.

Acreanos relatam susto

O estudante de radiologia, Neto Bacelar, de 25 anos, conta que se assustou ao chegar à faculdade em Rio Branco e perceber o tremor. “Estava no estacionamento esperando a hora em que começaria uma prova quando percebi que o carro estava tremendo. Então vi as pessoas saírem do prédio assustadas”, conta.

Moradora de Xapuri, município a 188 km da capital Rio Branco, a estudante Kécia Melo conta que estava sozinha quando sentiu os tremores. "A antena da tv a cabo começou a balançar. Parecia que ia cair em cima da casa e eu saí correndo", conta.

A jornalista Sandra Brito, de 22 anos, que mora em Santa Rosa do Purus, disse que a última vez que sentiu a terra tremer na cidade foi em 2010. Nesta terça, ela diz que todos ficaram assustados. "Ficaram todos assustados. Foi um terror, pessoas segurando guarda roupas, televisores. Minha moto estava em frente da casa e eu vi quando ela tremeu bastante. Deu muito medo", diz.

A técnica em saúde bucal Maria José França, de 36 anos, conta que estava em casa, no município de Cruzeiro do Sul, quando percebeu que a fiação e os objetos da casa começaram a tremer.  “A casa estava balançando muito, então peguei meus filhos. Foi assustador”, lembra.

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros do Acre, Carlos Gundim, não há registro de danos em Rio Branco. “Apenas pessoas assustadas pedindo fiscalizações em prédios”, disse.

Tremor em Manaus
O tremor também foi sentido em algumas zonas de Manaus. Uma faculdade na Zona Centro-Sul liberou alunos. Moradores de prédios na mesma zona desceram dos prédios após sentirem o abalo.

 

De acordo com o universitário Thiago Correa, de 29 anos, o tremor durou alguns segundos e foi sentido no prédio do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM). "Nós estávamos trabalhando normal, no computador, quando sentimos um tremor forte. Uma moça que trabalha na frente da minha sala foi nos avisar e perguntar se também estávamos sentindo. Aí a gente já foi abrindo a porta e descendo as escadas. Encontramos com outras pessoas de outros andares que também sentiram. Umas até sentiram muito forte, disseram que o monitor do computador chegou a tremer".

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
10/11/2017 - 08h57
Márcia Cabrita morre aos 53 anos
18/10/2017 - 15h40
Casa pega fogo em Marília e bombeiros salvam casal de cães e oito filhotes
11/10/2017 - 08h00
Horário de verão 2017 começa neste domingo; moradores de 10 estados e DF devem adiantar relógio em 1 hora
14/09/2017 - 10h20
'Geladeira solidária' disponibiliza alimentos de graça em São Carlos, SP
04/08/2017 - 08h50
Luiz Melodia morre aos 66 anos, em decorrência de câncer de medula
 
Últimas notícias do site
12/12/2017 - 08h51
Governo divulga resultado dos recursos do concurso da Polícia Civil
12/12/2017 - 08h42
Calor predomina e meteorologistas alertam para baixa umidade do ar
12/12/2017 - 08h16
Governador participa de reunião do Codesul em Porto Alegre
11/12/2017 - 14h35
Homens ameaçam policias com faca e são presos
11/12/2017 - 07h05
PMA de Aquidauana realiza Educação Ambiental para alunos e professores indígenas
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.