especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 11/11/2015 - 12h31

Com aumento da Petrobras, governo terá que reajustar pauta de combustível




Laiana Feitosa

Secretário explicou que mudança na pauta é inevitável diante de preços praticados no mercado de combustíveis
Por Caroline Maldonado e Liana Feitosa do Campo Grande News / Redação Pantanal News

O secretário Estadual de Fazenda, Márcio Monteiro, anunciou hoje (11) que os combustíveis ficarão mais caros a partir da próxima segunda-feira (16), em Mato Grosso do Sul. Haverá aumento na pauta do ICMS (Imposto sobre Circulação de Serviços e Mercadorias), ou seja, no valor que é usado como base para cobrança do imposto.

Com a elevação no PMPF (Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final) dos combustíveis, a Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda) estima que o preço do litro da gasolina, que custa em média R$ 3,49 chegue a R$ 3,51, na próxima semana.

O secretário não revelou qual será o valor da pauta, mas explicou que o PMPF será aumentado por causa do reajuste feito pela Petrobras, no dia 30 de setembro, que elevou o preço do litro da gasolina em 6% e do diesel, em 4% e, consequentemente, fez subir o valor cobrado pelos postos. 

De cordo com Márcio, os recentes reajustes no valor dos combustíveis não foram gerados pelo Governo do Estado, mas resultam de aumento nos preços praticados por donos de postos de combustíveis. “A administração estadual calcula o valor da pauta do imposto com base no valor de venda praticado no comércio. Se os empresários elevam o preço nas bombas, nós precisamos elevar o valor da pauta do ICMS”, explicou o secretário, ao lembrar que a metodologia é regulamentada pelo Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária).

O governo faz atualização para que o dono de posto de combustível não deixe de pagar seus tributos, conforme o secretário. “Ele vai, de certa forma, estar sonegando imposto, caso o Governo do Estado não atualize a pauta, na medida em que o empresário sobre o preço na bomba. Hoje, no Estado a média de preço do litro da gasolina é R$ 3,49. No entanto, já existe a perspectiva de que esse valor suba para R$ 3,51 nos próximos dias”, detalhou.

Se o posto vende o litro da gasolina a R$ 3,20, ele tem que pagar imposto sobre R$ 3,20, exemplificou o secretário para justificar o aumento da pauta. “Se ele (posto) paga imposto sobre R$ 3, mas vende a R$ 3,20, esse empresário está sendo desleal. Ele está sonegando imposto.”, disse Márcio.

O secretário enfatizou que o mercado é livre e, portanto, os postos podem praticar os preços que quiserem. “Não tem como o governo controlar isso. O nosso papel, como gestores, é fazer com que a pauta acompanhe esse reajuste”, argumentou.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
08/01/2018 - 06h50
Receita abre consulta a lotes residuais do Imposto de Renda de 2008 a 2017
04/01/2018 - 08h18
Salário dos 75 mil servidores de MS está disponível para saque
03/01/2018 - 09h26
Salário dos servidores de MS estará na conta amanhã, confirma secretário
02/01/2018 - 08h44
Preços da gasolina e do diesel terão a primeira variação de 2018
29/12/2017 - 15h40
Salário mínimo será de R$ 954 a partir de primeiro de janeiro
 
Últimas notícias do site
23/02/2018 - 10h30
Informe Energisa
23/02/2018 - 10h25
Corumbá: Prefeito faz balanço dos 100 dias de gestão e apresenta ações para 2018
23/02/2018 - 07h20
Prefeito Marcelo Iunes e Clube de Desbravadores Formigas de Corumbá ajudam ribeirinhos de Aquidauana e Anastácio com campanha de arrecadação de donativos
22/02/2018 - 14h02
Marinha divulga edital do concurso para Fuzileiro Naval
22/02/2018 - 10h15
De cão a periquito: animais salvos da cheia dão cara de lar a abrigo
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.