CARNAVAL CORUMBÁ 2018
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Polícia - 04/11/2015 - 06h15

Homicídios durante Finados dobram em comparação a 2014 em MS

Foram registrados 16 assassinatos, contra 8 em 2014. Em 2015, 419 pessoas foram mortas em todo o estado.




Tatiane Queiroz/G1 MS/arquivo - 28.11.2013

Polícia Civil não tem condições de evitar homicídios, diz delegado
Por G1 MS / Redação Pantanal News

O número de homicídios dolosos (quando há a intenção de matar) no feriado de Finados de 2015 dobrou em comparação com o mesmo período em 2014, segundo dados do Sistema Integrado de Gestão Operacional (Sigo), da Polícia Civil.

Ao G1 o delegado Sidnei Alberto, assessor de comunicação da Polícia Civil, disse que o aumento é algo isolado. “É pontual. É algo que não tem como prever”, ressaltou. Conforme o delegado, a polícia começa a investigar as mortes de imediato.

“Normalmente, uma pessoa mata uma única vez. É difícil encontrar nas penitenciárias alguém respondendo por mais de um homicídio”, lembrou Sidnei.

A Polícia Civil pode apenas investigar e apreender as armas. Ele apontou ainda que esse tipo de crime é difícil de prevenir. “Com prevenção, é difícil. Temos que retirar as armas de fogo, e a maioria dos crimes não são cometidos com esse tipo de arma. Podemos investigar e continuar tirando”, explicou.

O delegado também afirmou que o crime é complexo para investigar. “Se não levantarmos provas do crime em 48 horas, elas se perdem. Tanto provas materiais como testemunhais”, disse ao G1.

Normalmente, os assassinatos ocorrem por situações corriqueiras. “São momentos impensados, de raiva”, afirmou Sidnei.

Mortes
Entre os dias 30 de outubro e 3 de novembro de 2015, 16 pessoas foram assassinadas. Foram 9 mortes em Campo Grande e 7 nas cidades do interior. Na capital sul-mato-grossense, 
um homem foi encontrado morto na MS-040 na segunda-feira (2).

Em Deodápolis, município distante 245 quilômetros de Campo Grande, um jovem de 22 anos foi encontrado morto com 30 facadas no domingo (1º). E em Dourados, um homem de 34 anos foi morto com 11 tiros no sábado (31).

Nos anos anteriores, 2014 teve 8 mortes durante o feriado; 6 em 2013; 8 em 2012 e 6 em 2011. De janeiro a outubro de 2015, foram registrados 419 homicídios: 331 no interior e 88 em Campo Grande.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
15/01/2018 - 13h25
Com uso de drone, PMA autua em R$ 43 mil fazendeiro por desmatamento
13/01/2018 - 08h15
Fazendeiro é multado em R$ 10,5 mil por desmatamento ilegal
12/01/2018 - 15h07
Fazendeiro é autuado em R$ 20 mil por erosões, degradação e assoreamento de córrego
12/01/2018 - 08h00
Dupla de pescadores é presa com 255 kg de peixe capturados durante piracema
11/01/2018 - 08h10
PRF apreende carga de madeira ilegal e PMA multa empresa em R$ 6 mil
 
Últimas notícias do site
16/01/2018 - 15h43
Secretaria disponibiliza 80 mil doses de vacina contra febre amarela em MS
16/01/2018 - 14h30
Obra de qualidade é uma das marcas do Governo, diz Rose depois de visitar Corumbá
16/01/2018 - 10h30
Ipê-roxo é primeira árvore do Cerrado a ter genoma sequenciado
16/01/2018 - 08h40
Rebanho de MS cresceu para 21.8 milhões de cabeças de gado em 2017, diz Iagro
16/01/2018 - 08h34
Prefeitura de Corumbá implanta ponto eletrônico
 

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.