zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Geral - 17/10/2015 - 06h49

Bancários mantém greve e Procon orienta sobre pagamentos em dia




Fernando Antunes/Arquivo

Agências na Capital já atingem praticamente 100% de adesão.
Por Flávia Lima do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Com a paralisação completando 11 dias, sem uma contraproposta da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), a greve dos bancários prossegue indefinida e ganhando força no interior do Estado, segundo os sindicatos que representam a categoria na base Campo Grande e Dourados.

Para o presidente do sindicato da Capital, Edivaldo Barros, a falta de interesse dos banqueiros em chamar para uma negociação é sinal de desrespeito aos clientes. Das 170 agências que abrange o Sindicato dos Bancários de Campo Grande e região, 143 estão fechadas.

Alguns postos de atendimento bancário, que funcionam em órgãos público podem estar abertos, mas de forma eventual, segundo Barros. "Quando aparece algum funcionário eles abrem, mas não dá para afirmar que isso ocorra todos os dias", afirma.

Na base de Dourados o movimento também segue forte. De acordo com balanço divulgado esta semana, o quadro de paralisação seguiu inalterado com praticamente 100% de adesão dos trabalhadores.

São 49 agências paradas em 12 municípios. A base é composta por 50 unidades espalhadas por 13 cidades. Destes, apenas uma agência do Banco do Brasil, em Juty, ainda mantém as portas abertas.

A Fenaban aposta no desgaste da greve, mas Edivaldo ressalta que em viagem a são Paulo nesta quinta-feira (15), para se reunir com o comando geral, a categoria se mostrou unida, fortalecendo ainda mais as paralisações.

"Os bancos realmente não querem conversar. Não marcaram nada e a greve continua por tempoindeterminado. Os bancos estão apostando na crise de outros setores da economia e dificultando toda uma situação. O setor bancário continua lucrando como sempre. É um setor que não tem por que não conceder o aumento e está prejudicando os bancários e a população”, completa Barros.

A categoria pede um reajuste de 16%, sendo 5,6% de aumento real e 9,88% referentes à perda da inflação, além de mais contratações e segurança, A Fenaban ofereceu apenas de 5,5%. "O silencio a gente vê como um desrespeito, inclusive para a sociedade. Os bancos são um setor altamente lucrativo e sólido e é preciso dar uma resposta aos clientes. Essa situação vai criando uma tensão e a população fica a cada dia mais prejudicada.", destaca Barros.

Orientação - Com greve dos bancários, o Procon ressalta que os consumidores devem ficar atento ao pagamento de faturas, boletos bancários e outros tipos de cobrança. Segundo o órgão, embora a greve não afaste a obrigação do consumidor de pagar as contas, a empresa credora tem que oferecer outras formas e locais para que os pagamentos sejam efetuados.

Para não ser cobrado de encargos (juros e multa) e ter o nome enviado a serviços de proteção ao crédito, a recomendação do Procon é que o consumidor entre em contato com a empresa e peça opções de formas e locais para pagamento, como internet, a sede da empresa, casas lotéricas, código de barras para pagamento em caixas eletrônicos, dentre outros

O Procon orienta ainda que o consumidor documente esse pedido, ou seja, guarde cópia de e-mail ou anote o número de protocolo de atendimento, por exemplo. Assim, caso o fornecedor não atenda à tentativa de quitar o débito, o consumidor pode fazer a reclamação ao Procon.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/10/2017 - 11h24
Se clima ajudar, Capital terá chuva de meteoros neste fim de semana
20/10/2017 - 06h30
Com sabores regionais e até inseto comestível, festival gastronômico começa hoje
20/10/2017 - 06h23
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
19/10/2017 - 15h13
Em 2016, caiu o percentual de pessoas que trabalhavam em empreendimentos de grande porte
19/10/2017 - 06h03
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.