zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 15/10/2015 - 06h30

Quilo salta para R$ 10 e moradores pedem limão aos vizinhos em MS

Especialistas dizem que período é de entressafra e produto vem de SP. Moradores do bairro Nova Lima pedem a fruta aos vizinhos.




Reprodução

Por G1 MS com informações da TV Morena / Redação Pantanal News

Com o preço em alta, de um mês ao outro, o limão está sendo considerado um produto caro em Campo Grande. Os consumidores agora não fazem “cara feia” por ele ser azedo, mas sim por pagar R$ 10 pelo quilo do limão. A contadora Maria de Lourdes Rosa disse que, há pouco mais de um mês, o preço não passava de R$ 4.

O operador de máquinas pesadas, Kleiton Daniel, comentou o preço está alto. “A gente vive em um país de tantas riquezas e tudo caro”. Já a auxiliar de serviços gerais, Vera Lúcia Pellozzo, comentou a alegria de ter um pé desta fruta em casa. “Acabei de mudar esta semana e lá tem um pé em casa. É uma coisa maravilhosa, porque não dá para comprar. O que está acontecendo?”, questiona.

Conforme especialistas, estamos no período de entressafra, quando cai a produção em Mato Grosso do Sul e é impossível “atender todo o mercado”.

Neste período, a mercadoria vem de São Paulo e o custo da fruta aumenta. De R$ 30, o saco do limão com 25 kg subiu para R$ 60, R$ 70. E o preço “azedo” ainda deve permanecer assim por alguns meses.

“É este o ciclo da produção mesmo, tendo início na primeira quinzena de março”, explicou o coordenador de mercado do Ceasa, Cristiano Chaves. No bairro Nova Lima, por exemplo, região norte da cidade, tem muita residência com um pé desta fruta no quintal. Então a vizinhança costuma se ajudar, pegando “um limãozinho aqui e outro ali”.

A dona de casa Maria Barboza Silva diz que usa para fazer xarope para gripe. “É uma maravilha, mas tem que ser do maiorzinho”, brinca. E quem não tem a fruta na vizinha, vale a dica da cozinheira Francisca Soarez. “Pelo preço que está, acho que qualquer lugarzinho no quintal dá para plantar”, finalizou.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/10/2017 - 09h52
Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE
16/10/2017 - 11h25
Restituição do IR já está disponível para 31,5 mil contribuintes de MS
13/10/2017 - 09h41
Reajustes da Petrobras deixaram gás de cozinha 50% mais caro este ano
10/10/2017 - 10h15
Petrobras eleva preço do botijão de gás em 12,9% a partir desta quarta
02/10/2017 - 14h30
Governo estadual paga salário com reajuste a servidores nesta terça-feira
 
Últimas notícias do site
23/10/2017 - 09h54
Prefeito de Corumbá representa o Brasil em seminário internacional do FONPLATA sobre hidrovia
23/10/2017 - 08h55
Semana em MS começa com 169 vagas em concursos públicos
23/10/2017 - 07h41
PMA e parceiros realizam Educação Ambiental para alunos em escolas ribeirinhas e indígenas
23/10/2017 - 07h40
Em oito dias, Mato Grosso do Sul registra queda de 55 mil raios
23/10/2017 - 07h02
Medidas anunciadas por Temer farão ressurgir o rio Taquari, diz Ruiter
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.