especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 14/10/2015 - 10h13

Preço do etanol sobe 9% e perde vantagem em relação a gasolina




Fotos: Fernando Antunes

Em alguns postos, preço do etanol chega a R$ 2,47



Preço médio do etanol em Campo Grande é de R$ 2,267, segundo ANP



Capital teve o maior reajuste no preço do etanol, nas últimas semanas
Por Caroline Maldonado do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Em três semanas o preço do etanol ficou 9,7% mais caro em Campo Grande. Com o aumento, o combustível está perdendo a competitividade em relação a gasolina. O preço médio do litro do álcool na Capital representa 69,9% do valor da gasolina, percentual razoável para fazer diferença positiva no bolso do consumidor, mas em algumas cidades do interior a porcentagem passa dos 74,2% e o etanol deixou de ser vantajoso.

Os cálculos são feitos com base em pesquisa da ANP (Associação Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). Levantamento em 31 postos de Campo Grande mostra que a gasolina teve alta de 4,9%, entre meados de setembro e a semana passada, algo justificado pelo reajuste de 6% aplicado pela Petrobras, no dia 30 do mês passado. O valor médio do litro passou de R$ 3,088 para R$ 3,242.

O etanol, por sua vez, teve alta de 9,78% no mesmo período. O preço médio passou de R$ 2,065 para R$ 2,267. Se o aumento não fosse tão expressivo, o álcool estaria mais vantajoso para os consumidores, que vinham aumentando a compra do combustível desde janeiro. Em agosto, as vendas de etanol aumentaram 81% e as de gasolina caíram 13%, na comparação com o mesmo período de 2014, em MS, segundo a Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul).

O gerente de um posto, que preferiu não se identificar, disse que o etanol está chegando R$ 0,26 mais caro para os revendedores nas últimas semanas e as revendedoras informaram que isso é reflexo de aumento de imposto. “A informação é de que o governo mexeu na pauta dos impostos e por isso teve alteração. Antes agente pagava R$ 1,89 pelo litro e agora está R$ 2,15. Com o lucro do posto, o preço fica em R$ 2,47 para o cliente, não tem como trabalhar com margem menor que essa”, justifica.

Para o presidente da Biosul, Roberto Holanda, o aumento só pode ser fruto de questões de mercado. “Os preços do etanol na indústria estão defasados, mas esta alta nas bombas não se justifica. Não elevamos o valor de modo expressivo em uma semana. Portanto, acredito que seja uma questão de mercado", comentou.

Desvantagem – Em Corumbá, o preço do etanol é 74,2% do valor da gasolina. O percentual representa desvantagem do álcool, ou seja, vale a pena optar pela gasolina, que teve alta de 1,4%, passando de R$ 3,605 para R$ 3,658, nas últimas pesquisas. O etanol, por sua vez, registra alta de 4,8% na cidade. A média de preço do litro passou de R$ 2,590 para R$ 2,715.

A pesquisa nos postos de Três Lagoas mostra que o reajuste no etanol foi pequeno, mas o combustível perde vantagem, por estar em preço que representa 70,4% do valor da gasolina. O preço médio do álcool aumentou 1,7%, passando de R$ 2,457 para R$ 2,499 e o da gasolina subiu 2,6%, de R$ 3,458 para R$ 3,548, segundo a ANP. Alguns postos oferecem o etanol por R$ 2,599. O preço mais baixo constatado na cidade é de R$ 2,250. 

Em todo o Estado, o preço médio do etanol subiu de R$ 2,156 para R$ 2,342, alta de 8,6%. Quem pesquisa, encontra o litro por R$ 2,059, mas alguns postos cobram até R$ 2,790. A gasolina teve alta de 4,9%, de R$ 3,194 para R$ 3,353. Com isso, o percentual que revela a diferença fica em 69,8%.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
28/11/2017 - 10h54
Projeto ferroviário vai expandir fronteira do agronegócio, diz Reinaldo
28/11/2017 - 10h46
Prefeitura vai ajustar gratificações para assegurar salários dos servidores
27/11/2017 - 15h13
Saques da terceira etapa de pagamentos do PIS/Pasep já estão disponíveis
27/11/2017 - 14h12
Cheques de qualquer valor serão compensados em até um dia útil
27/11/2017 - 09h30
Economia deve movimentar R$ 38 milhões com 13° salário em Corumbá e Ladário
 
Últimas notícias do site
14/12/2017 - 06h35
Após trégua, 5ª-feira terá pancadas de chuva em várias cidades de MS
13/12/2017 - 08h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
13/12/2017 - 06h54
'Dog itinerante': Este cachorrinho já visitou mais cidades que muita gente
13/12/2017 - 06h38
Dia amanhece com sol entre nuvens, mas previsão é de temperatura alta
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.