CARNAVAL CORUMBÁ 2018
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 06/10/2015 - 11h44

Preço da cesta básica cai em 13 cidades em setembro, diz Dieese

Maiores recuos partiram de Belém, Fortaleza, Recife e Goiânia (-2,96%). Porto Alegre foi, novamente, a capital com a cesta com maior custo.




Por G1 SP / Redação Pantanal News

 O preço da cesta básica em setembro caiu em 13 das 18 cidades pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Os maiores recuos partiram de Belém (-4,56%), Fortaleza (-3,88%), Recife (-3,50%) e Goiânia (-2,96%).

Preço da cesta básica caiu em quatro cidades da região de São Carlos (Foto: Cesar Fontenelle/EPTV)Preço da cesta básica caiu em 13 cidades pesquisadas pelo Dieese (Foto: Cesar Fontenelle/EPTV)

Por outro lado, as altas foram registradas em Belo Horizonte (0,23%), Curitiba (0,44%), Rio de Janeiro (0,74%), Vitória (0,99%) e Florianópolis (2,77%).

Em setembro, Porto Alegre foi, novamente, a capital com a cesta com maior custo (R$ 385,70), seguido de 
São Paulo (R$ 383,21), Florianópolis (R$ 383,10) e Rio de Janeiro (R$ 362,90). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 280,26), Natal (R$ 282,72) eSalvador (R$ 297,07).

Os produtos que ficaram mais caros foram: pão francês, café em pó, manteiga, carne bovina e batata, produto pesquisado nas regiões Centro-Sul.

"Apesar da expectativa de recorde na safra mundial e nacional de trigo, principal insumo do pão, existe a necessidade de importação do grão. Com a desvalorização do real frente ao dólar, o trigo ficou mais caro, o que tornou mais elevado o custo do pão francês", explicou o Dieese.

Em 12 meses, as 18 cidades acumularam alta no preço da cesta básica. As variações ficaram entre 4,70%, em Recife, e 20,19%, em Aracaju. Nos nove primeiros meses de 2015, todas as cidades apresentaram aumentos, com destaque para as altas de Aracaju (14,07%), Curitiba (12,88%), Salvador (10,92%), Porto Alegre (10,66%) e João Pessoa (10,16%). As menores variações foram vistas em Brasília (2,61%) e Goiânia (3,32%).

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
08/01/2018 - 06h50
Receita abre consulta a lotes residuais do Imposto de Renda de 2008 a 2017
04/01/2018 - 08h18
Salário dos 75 mil servidores de MS está disponível para saque
03/01/2018 - 09h26
Salário dos servidores de MS estará na conta amanhã, confirma secretário
02/01/2018 - 08h44
Preços da gasolina e do diesel terão a primeira variação de 2018
29/12/2017 - 15h40
Salário mínimo será de R$ 954 a partir de primeiro de janeiro
 
Últimas notícias do site
18/01/2018 - 10h35
Carnaval de Corumbá: inscrições para concurso de fantasias seguem até 31 de janeiro
18/01/2018 - 09h13
Após Exército, Marinha também entra na luta contra o Aedes aegypti em Corumbá
18/01/2018 - 08h35
PMA prender caçador com armas e munições
18/01/2018 - 08h05
CCZ faz no domingo ação para adoção de gatos e cães resgatados na Capital
18/01/2018 - 07h52
PMA captura tamanduá-mirim em rua de bairro da Capital
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.