especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Forças Armadas - 02/10/2015 - 06h38

Exército usa sensores para monitorar conversas em área de conflito em MS

Objetivo é agir para evitar brigas entre fazendeiros e indígenas. Militares estão em Antônio João desde setembro.




Reprodução/TV Morena

Centro de controle em Dourados recebe informações
Por G1 MS com informações da TV Morena / Redação Pantanal News

A tecnologia do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron) ajuda o Exército na vigilância na região de conflito por terras entre fazendeiros e indígenas em Antônio João, a 203 km de Campo Grande. Desde o início de setembro, homens da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada de Dourados foram deslocados para a operação em quatro municípios no sul do estado que fazem fronteira com o Paraguai. A missão é evitar novos conflitos entre índios e fazendeiros.

A presença do Exército na região desde o dia 1º de setembro faz parte da Garantia da Lei e da Ordem, que foi autorizada pelo Governo Federal para ter duração de 30 dias. O prazo foi prorrogado e determina que as tropas permaneçam na região por mais 30 dias.

Em agosto, três propriedades estão ocupadas por indígenas. Os militares fazem sobrevoos e usam um radar para monitorar a movimentação na região. As barreiras foram montadas em pontos estratégicos nas rodovias, entre as áreas ocupadas. Eles também controlam a entrada de pessoas nas propriedades. Tudo é acompanhado a 150 km de distância, em Dourados, conforme o general Ruy Matsuda.

Diariamente o grupo em Dourados se reúne para monitorar a situação das áreas ocupadas. Os equipamentos de última tecnologia fazem parte do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron). O comandante da operação em Antônio João passa novas informações a todo momento.

Os militares também acompanham em tempo real tudo o que está acontecendo por meio de sensores que foram instalados na região. Um deles mostra quando a área vermelha é invadida. Os homens são acionados e as câmeras identificam rapidamente o veículo ou a pessoa que está na área. Outro sensor é capaz de capturar conversas para saber se há previsão de conflito.

"São equipamentos de alta densidade tecnológica que ajudam a nós a prever o que vai acontecer, a monitar toda a situação na região e com isso podemos antecipar as decisões e essa antecipação faz com que a gente evite determinados confrontos e possa trazer tranquilidade para os contendores na área", explicou o general da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada de Dourados, Ruy Matsuda.

As tropas armadas estão em Antônio João desde o dia 1º de setembro, após determinação do Governo Federal a pedido do governo de Mato Grosso do Sul. O prazo para terminaria nesta quinta-feira (1º), mas foi prorrogado por mais 30 dias, já que as três fazendas continuam ocupadas e a chance de novo conflito preocupa.

Segundo o general, a situação foi tranquila nas áreas ocupadas no mês de setembro e a intenção é garantir a ordem até que o impasse da reintegração de posse seja resolvido. Há 20 anos que essa região sofre com disputas de terras entre fazendeiros e indígenas. Os produtores cobram providências do governo federal, já que têm documentos que comprovam a posse.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
23/01/2018 - 10h42
Marinha tem vagas para temporários com salário de até R$ 3,1 mil
05/01/2018 - 13h53
Exército admite atraso no Sisfron, mas anuncia expansão para MT e Paraná
07/12/2017 - 10h30
Comando do 6° Distrito Naval comemora o Dia do Marinheiro
27/11/2017 - 09h01
Marinha, Exército e Força Aérea realizam Operação Ágata
20/11/2017 - 11h53
Ocupantes de submarino argentino estão vivos, acredita Marinha
 
Últimas notícias do site
23/02/2018 - 10h30
Informe Energisa
23/02/2018 - 10h25
Corumbá: Prefeito faz balanço dos 100 dias de gestão e apresenta ações para 2018
23/02/2018 - 07h20
Prefeito Marcelo Iunes e Clube de Desbravadores Formigas de Corumbá ajudam ribeirinhos de Aquidauana e Anastácio com campanha de arrecadação de donativos
22/02/2018 - 14h02
Marinha divulga edital do concurso para Fuzileiro Naval
22/02/2018 - 10h15
De cão a periquito: animais salvos da cheia dão cara de lar a abrigo
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.