TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 29/09/2015 - 06h21

Faturamento com Dia das Crianças deve cair 12% em MS, diz Fecomércio

Data deve movimentar R$ 147,34 milhões no estado, diz entidade. Valor médio dos presentes deve ser de R$ 132.




Por G1 MS / Redação Pantanal News

Pesquisa da Fecomércio MS diz que preço médio do presente no estado será de R$ 132 em 2015 (Foto: Reprodução/TV Morena)Pesquisa da Fecomércio MS diz que preço médio do presente no estado será de R$ 132 em 2015 (Foto: Reprodução/TV Morena)

O faturamento dos estabelecimentos comerciais de Mato Grosso do Sul com as vendas para o Dia das Crianças deve cair 12% em 2015 frente a 2014, retrocedendo dos R$ 167,43 milhões para R$ 147,34 milhões.

A projeção é da pesquisa de intenção de compras realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul (Fecomércio MS) em parceria com o Sebrae/MS, a universidade Uniderp-Anhanguera e Fundação Manoel de Barros. O levantamento foi divulgado nesta segunda-feira (28).

A pesquisa destaca que houve uma expressiva queda no percentual de entrevistados que disseram que iriam as compras em razão da data neste ano em relação ao anterior, de 81% para 70%. Em contrapartida, houve um ligeiro aumento, 1,53%, no valor médio dos presentes de R$ 130 para R$ 132.

O presidente do sistema Fecomércio MS, Edison Araújo, diz que essa redução na previsão de gastos com presentes para o Dia das Crianças é uma resposta do consumidor a crise econômica.  “É uma retração de 12%  em relação ao ano anterior e indica uma desaceleração dos negócios varejistas, afetado pelo fraco desempenho da economia brasileira, queda no poder de  compra, menos emprego, inflação alta e crédito mais restrito”, destaca, completando que o consumidor atualmente está mais voltado para cobrir despesas consideradas essenciais com: alimentação, gasolina e energia elétrica, entre outras.

O levantamento indicou ainda que dos consumidores que vão comprar presentes para o Dia das Crianças, a maior parte, 50%, vão fazer a aquisição pagando a vista, com o uso do dinheiro, cartão de débito ou cheque. Apenas 6% vão optar pelo pagamento com cartão de crédito.

Nos pagamentos a prazo, a escolha por cartão de crédito é de 25% dos entrevistados, carnê da loja ou cheque pré-datado serão a opção de 10%  e 11% vão usar outras formas de pagamento, como boletos bancários e carnês.

A pesquisa
A pesquisa foi realizada em 13 cidades de Mato Grosso do Sul: Aparecida do Taboado, Aquidauana, Anastácio, Campo Grande, Chapadão do Sul, Corumbá, Ladário, Dourados, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã, São Gabriel d´Oeste e Três Lagoas. Ao todo, 2.000 consumidores foram entrevistados entre 10 e 15 de setembro.

O levantamento revelou ainda que filhos (47%), sobrinhos (22%), netos (8%), afilhados (8%), irmãos (6%), enteados (3%), crianças de orfanato e creches (2%) serão as pessoas que vão receber os presentes neste ano.

Entre as opções dos consumidores a preferida para presentar são os brinquedos (47%), seguido pelas peças de vestuário (28%), calçados e complementos (14%), eletrônicos (4%) e celulares (2%).

As lojas do centro das cidades pesquisadas serão as preferidas para as compras. Em Campo Grande, 48% dos compradores escolheram as lojas do centro, 6% as lojas de bairros, 19% os shoppings, 22% as do Camelódromo e 2% as lojas virtuais (internet).

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
28/11/2017 - 10h54
Projeto ferroviário vai expandir fronteira do agronegócio, diz Reinaldo
28/11/2017 - 10h46
Prefeitura vai ajustar gratificações para assegurar salários dos servidores
27/11/2017 - 15h13
Saques da terceira etapa de pagamentos do PIS/Pasep já estão disponíveis
27/11/2017 - 14h12
Cheques de qualquer valor serão compensados em até um dia útil
27/11/2017 - 09h30
Economia deve movimentar R$ 38 milhões com 13° salário em Corumbá e Ladário
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.