TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 11/09/2015 - 07h21

Inflação desacelera na capital de MS e chega a 0,25% em agosto, diz IBGE

IPCA no ano alcançou 6,61% e variou 10,17% em 12 meses. Alimentação foi o grupo que teve maior redução.




Reprodução/TV Morena

Tubérculos como a batata tiveram queda 14,42% em agosto
Por G1 MS / Redação Pantanal News

A inflação aliviou o bolso do sul-mato-grossense em agosto, caindo para 0,25% em agosto. Conforme divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (10), o acumulado do ano em Campo Grande alcançou 6,61%.

Em julho, a inflação era de 0,52%. Em 12 meses, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve uma variação de 10,17%. Entre as capitais, Campo Grande tem o quinto maior IPCA em agosto, assim como Vitória (ES).

O que ficou mais barato e mais caro
Em agosto, na comparação com o mês anterior, entre tudo o que ficou mais barato, tubérculos, raízes e legumes chamaram a atenção, já que seus preços sofreram redução de 14,42%.

O pescado também teve queda nos preços (-2,92%). Todos esses itens integram o grupo de despesas com alimentação e bebidas, cuja variação passou de 0,02%, em julho, para -0,76% no mês seguinte.

Mas se a alimentação sofreu redução, os combustíveis ficaram mais caros. O etanol subiu 9,12% e a gasolina ficou 6,44% mais cara. O custo para ter um carro próprio também subiu, para 0,62%.

Os artigos para o lar também diminuíram de julho para agosto (de 0,80% para -0,22%). Os destaques ficaram com eletrodomésticos e equipamentos (-1,66%) e consertos e manutenção (-0,70%). Mas nem tudo ficou mais em conta. Utensílios e enfeites, por exemplo, subiram 1,53%; e casa, mesa e banho, 0,68%.

Os gastos com habitação sofreram forte desvalorização, de 2,29% para -0,02%. A energia elétrica, que desde maio vinha subindo, caiu 0,52%. A mão de obra para pequenos reparos também ficou mais barato em agosto, caindo 0,23%. Dentro desse grupo, avançaram os preços do aluguel e taxas (0,85%) e artigos de limpeza (0,20%).

Nos grupos restantes, as despesas pessoas tiveram a segunda maior alta, puxadas principalmente por fotografia e filmagem, que ficaram 1,22% mais caros. O vestuário subiu 0,54%, saúde e cuidados pessoais sofreram alta de 0,27%, educação ficou 0,24% mais caro e a comunicação subiu 0,16%.

INPC
O IBGE também divulgou nesta quinta-feira o comportamento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que também desacelerou, de 0,56% para 0,18%. No ano, o indicador acumula alta de 6,64% e nos últimos 12 meses, de 10,01%. Em agosto de 2014, o INPC foi de -0,13%.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
28/11/2017 - 10h54
Projeto ferroviário vai expandir fronteira do agronegócio, diz Reinaldo
28/11/2017 - 10h46
Prefeitura vai ajustar gratificações para assegurar salários dos servidores
27/11/2017 - 15h13
Saques da terceira etapa de pagamentos do PIS/Pasep já estão disponíveis
27/11/2017 - 14h12
Cheques de qualquer valor serão compensados em até um dia útil
27/11/2017 - 09h30
Economia deve movimentar R$ 38 milhões com 13° salário em Corumbá e Ladário
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.