especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 07/09/2015 - 06h29

Seu bolso: hortifrutis puxam queda da cesta básica individual e familiar em Campo Grande




Jessica Barbosa







Por Diana Gaúna do Notícias MS/ Redação Pantanal News

Campo Grande (MS) – Os produtos hostifrutigranjeiros puxam a queda no preço da cesta básica alimentar individual e familiar no mês de agosto em Campo Grande, com destaque para tomate (16,64%), batata (15,68%) e alface (7,01%). Em comparação com o mês de julho, a cesta individual apresentou queda de 2,68% e a familiar de 0,47%. A pesquisa é realizada todos os meses pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade).

A cesta básica alimentar de Campo Grande consiste no conjunto de 15 produtos em quantidades consideradas suficientes para suprir as necessidades de uma pessoa no período de um mês. A pesquisa tem como objetivo de mostrar o poder de compra do assalariado. Em agosto, o pacote de alimentos essenciais registrou queda de 2,68%, caindo de R$ 353,99 em julho para R$ 344,52 em agosto. No acumulado o período de 12 meses registrou 20,72%; nos últimos seis meses 2,25% e no ano 10,16%.

Dos 15 produtos pesquisados, oito tiveram queda nos preços com destaque para: tomate 16,64%; batata 15,68%; alface 7,01%; feijão 1,86%; açúcar 1,46%; laranja 1,38% leite 0,84% e arroz 0,50%. Os produtos que registraram alta de preço foram: banana 3,77%; macarrão 2,66%; sal 2,22%; pão francês 2,10%; óleo 1,02%; e carne 0,14%. Margarina manteve seu preço inalterado.

De acordo com a Semade, a queda no preço do tomate se deve a intensificação da colheita, produtividade satisfatória e auemnto da oferta no mercado interno. A batata reduziu o custo devido a colheira intensa entrada da safra das secas aumentou a oferta da batata no mercado nacional.

Sobre as altas de preço, a secretaria informa que no caso da banana, apesar do clima favorável para a produção, o final da safra diminuiu os estoques no mercado interno. A farinha de trigo, que tem a Argentina como principal fornecedor, está com a safra afetada por falta de chuva e ausência de incentivos governamentais para os produtores; sendo o macarrão um dos derivados do trigo, registrou alta de 2,66%.

Cesta básica familiar

A Cesta Básica Familiar reune 44 produtos em quantidade considerada suficiente para suprir as necessidades de uma família de cinco pessoas por um mês. Destes, 32 produtos são de alimentação, 5 produtos de higiene pessoal e 7 produtos de limpeza doméstica. No mês de agosto o custo da cesta básica familiar foi de R$ 1.477,39, o que representa uma queda de 0,47% em comparação com o valor de R$ 1.484,43 apontado em julho. A variação acumulada contabilizou saldo positivo: nos últimos 12 meses 11,78%, nos últimos 06 meses 2,75% e no ano 8,08%.

Dos 44 produtos pesquisados 22 tiveram alta de preços, 16 queda de preços e seis mantiveram os preços inalterados. No grupo alimentação houve variação negativa de 0,56%, com destaque para tomate 16,67%; batata 15,69%; alface 7,00%; cebola 5,52%; cenoura 3,50%; couve 1,88%; feijão 1,80%; ovos 1,58; café 1,43% e laranja 1,39%. Os produtos em alta: mamão 7,34%; banana 3,76%; abobrinha 3,20%; farinha de trigo 2,71%; macarrão 2,65%; pão doce 2,42%; pão francês 2,08%; mandioca 1,24%; óleo 0,81% e fubá 0,64%. Margarina, queijo e frango mantiveram seus preços inalterados.

Conforme a Secretaria responsável pelo estudo, em alguns estabelecimentos foi encontrada promoção da alface, o que influenciou a queda de preço. A cebola ficou mais barata por conta do início da safra nacional que promoveu oferta maior de volume. Já o mamão ficou mais caro uma vez que as cotações desta fruta estiveram am alta no período. A abobrinha também custou a maisao bolso do trabalhador porque a entressafra diminuiu seus estoques no mercado interno,

No grupo limpeza doméstica houve alta de 0,49%. Os produtos que contribuíram foram: detergente 1,46%, esponja de aço 1,35%, água sanitária 0,98%, desinfetante 0,74% e sabão em pó 0,41%. Cera em pasta e sabão em barra mantiveram os preços inalterados. No grupo higiene pessoal a alta é de 1,35%, assinalada pelas variações dos produtos: papel higiênico 2,55%, sabonete 2,25%, absorvente 1,36% e lamina de barbear 0,62%. Dentifrício não registrou alteração de preço.

Comprometimento salarial do trabalhador

Segundo a pesquisa, conclui-se que o trabalhador que recebeu um salário mínimo de R$ 788,00 comprometeu 43,72% do seu salário na aquisição da cesta alimentar em agosto e no mês anterior comprometeu a sua renda em 44,92%. Restou o saldo do salário mínimo: R$ 443,48, para suprir outras demandas, como água, energia, saúde, serviços pessoais, vestuários, lazer e outros serviços.

Já o custo da cesta familiar em agosto comprometeu 37,50% do valor total da renda familiar. Para esse cálculo considera-se a renda familiar de cinco salários mínimos R$ 3.940,00. No levantamento feito em julho/2015, o custo da Cesta Básica Familiar comprometeu 37,68%.

Em termos de horas trabalhadas, o trabalhador para adquirir a cesta precisou despender 96 horas e 11 minutos para uma jornada de 220 horas. Em julho o tempo necessário de trabalho para o mesmo objetivo foi de 98 horas e 50 minutos.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
28/11/2017 - 10h54
Projeto ferroviário vai expandir fronteira do agronegócio, diz Reinaldo
28/11/2017 - 10h46
Prefeitura vai ajustar gratificações para assegurar salários dos servidores
27/11/2017 - 15h13
Saques da terceira etapa de pagamentos do PIS/Pasep já estão disponíveis
27/11/2017 - 14h12
Cheques de qualquer valor serão compensados em até um dia útil
27/11/2017 - 09h30
Economia deve movimentar R$ 38 milhões com 13° salário em Corumbá e Ladário
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.