especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Política - 02/09/2015 - 07h13

Bernal nomeia mais 2 para 1º escalão da prefeitura de Campo Grande

Denir Nantes assume PGM e Rui Nunes ocupará Semadur interinamente. Prefeito foi reconduzido ao cargo no dia 25 de agosto.




Adriel Mattos/G1 MS

Da esquerda para a direita: Ricardo Ballock (Semad), Paulo Pedra (Segov), prefeito Alcides Bernal, Disney Fernandes (Seplanfic) e Denir Nantes (PGM)

Juliene Katayama/G1 MS

Advogado entrega para Bernal decisão do juiz sobre recondução ao cargo

Reprodução/TV Morena

Montagem mostra Gilmar Olarte e Mario Cesar
Por G1 MS / Redação Pantanal News

O prefeito de Campo GrandeAlcides Bernal (PP), nomeou mais duas pessoas para compor o primeiro escalão. Os decretos foram publicados na edição desta terça-feira (1°) do Diário Oficial do município (Diogrande).

Foram nomeados Denir Nantes para a Procuradoria-Geral do Município (PGM) e Rui Nunes ocupará a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur). Ao G1, a prefeitura ressaltou, por meio da assessoria de imprensa, que Nunes ocupará o cargo interinamente, assim como foi anunciado pelo prefeito na sexta-feira (28).

Já o secretário municipal de Saúde Pública, Ivandro Fonseca, nomeou Luiz Antônio Moreira da Costa para o cargo de coordenador-geral do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu). Ele assume no lugar de Eduardo Cury, empossado vereador nesta terça-feira.

Nomeações
Em 28 de agosto, Bernal indicou 
sete nomes para compor a sua equipe. Os decretos foram publicados no Diogrande. Foram nomeados Ivandro Fonseca como titular e Victor Rocha como adjunto da Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau).

Ricardo Ballock assume a Secretaria Municipal de Administração (Semad), acumulando ainda o cargo de diretor-presidente do Instituto Municipal de Previdência (IMPCG).

A primeira-dama Mirian Gonçalves assume a presidência do Fundo de Apoio à Comunidade. Disney Fernandes foi nomeado secretário municipal de Planejamento, Finanças e Controle e vai acumular interinamente a Secretaria Municipal de Receita (Semre).

A Agência Municipal de Habitação (Emha) será presidida por Dirceu Peters. Já o vereador Paulo Pedra (PDT) é o novo titular da Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais (Segov).

Anúncios
Ao voltar ao gabinete no Paço Municipal em 27 de agosto, Bernal 
anunciou o nome de Ivandro Fonseca para a Sesau. Na manhã do dia 28, após encontro com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o prefeito indicou os nomes de Disney Fernandes para a Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Controle (Seplanfic) e Paulo Pedra para a Segov.

Em coletiva na tarde de 28 de agosto, Bernal anunciou Denir Nantes na PGM, Ricardo Ballock na Semad, Dirceu Peters na Emha, Disney Fernandes acumulando a secretaria de Receita e o adjunto da Sesau, Victor Rocha.

O prefeito indicou ainda Rui Nunes ocupando interinamente a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur), Luidson Noleto como secretário municipal de Segurança Pública e Aldo Donizete na Fundação Social do Trabalho (Funsat).

Volta
Bernal foi 
reconduzido ao cargo de prefeitoapós decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS). Sendo uma liminar, o mérito ainda será julgado, mas não tem data definida. Ele ficou um ano e cinco meses após ter o mandato cassado pela Câmara.

Em 27 de agosto, o pepista ocupou o gabinete no Paço Municipal. “Campo Grande está quebrada”, afirmou ao entrar na prefeitura. Ele anunciou os nomes de Ivandro Fonseca para a Sesau e Denir Nantes para a PGM.

Cassação
Bernal teve o 
mandato cassado em 12 de março de 2014. Dos 29 vereadores de Campo Grande, 23 votaram a favor da cassação de Bernal por irregularidades em contratos emergenciais. Seis foram contra. Com isso, o então vice-prefeito Gilmar Olarte (PP) assumiu o comando do Executivo do município.

No dia 15 de maio de 2014, o juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, suspendeu o decreto de cassação e concedeu liminar para volta dele à chefia do Executivo municipal. Na madrugada do dia 16 de maio de 2014, o TJ-MS acatou recurso da Câmara e cassou a liminar que determinava a volta de Bernal ao cargo de prefeito.

Desde então, a briga passou por várias instâncias da Justiça, chegando até ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Crise política
Na manhã de 25 de agosto, o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), e o presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar (PMDB), foram 
afastados dos seus cargos em razão da suspeita de corrupção ativa e passiva na votação do Legislativo que cassou o mandato do ex-prefeito Alcides Bernal (PP), em 12 de março de 2014.

O vice-presidente da Câmara, Flávio César (PT do B), chegou a anunciar que assumiria a chefia do Executivo durante pronunciamento. Entretanto, na tarde de 25 de agosto, por 2 votos a 1, os desembargadores da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS) determinaram a volta de Bernal à chefia do Executivo campo-grandense.

Afastamento
Olarte e Mário César foram afastados dos seus cargos no dia 25 de agosto, em razão da suspeita de corrupção ativa e passiva na votação da Câmara que cassou o mandato do ex-prefeito Alcides Bernal (
PP), em 12 de março de 2014.

O afastamento dos dois é um desdobramento da Operação Coffee Break, do Grupo de Atuação e Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual e foi determinado pelo desembargador Luiz Claudio Bonassini da Silva, do TJ-MS, a pedido do Ministério Público do Estado (MP-MS). 

Gravações telefônicas feitas pela Polícia Federal (PF) com autorização da Justiça revelam quevereadores de Campo Grande combinaram votos para a sessão que cassou o mandato do então prefeito Alcides Bernal. Nas escutas, segundo a PF, aparecem o presidente da Câmara, Mario Cesar (PMDB), os empresários João Amorim e João Baird e o ex-superintendente de produção Fábio Portela, conhecido como Fabão.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
30/11/2017 - 09h34
Deputado Dr. Paulo Siufi recebe Prêmio Amigo do Cotolengo
29/11/2017 - 16h00
PL do deputado Dr. Paulo Siufi que proíbe linha chilena em pipas passa em 2ª votação
28/11/2017 - 10h01
Protesto não impede e Assembleia aprova reforma por 13 votos a 7
28/11/2017 - 07h08
Em dia de votação, ‘tropa de choque’ cerca Assembleia e Governadoria
27/11/2017 - 12h40
Siufi entrega a Puccinelli Comenda e Diploma de Honra ao Mérito legislativo
 
Últimas notícias do site
11/12/2017 - 14h35
Homens ameaçam policias com faca e são presos
11/12/2017 - 07h05
PMA de Aquidauana realiza Educação Ambiental para alunos e professores indígenas
11/12/2017 - 06h40
Semana começa sem chuva em boa parte de MS e máxima chega aos 38ºC
08/12/2017 - 15h54
Final de semana será de chuva e temperaturas altas em todo MS
07/12/2017 - 10h30
Comando do 6° Distrito Naval comemora o Dia do Marinheiro
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.