zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 11/08/2015 - 09h00

Campo Grande 'vira' capital das araras no mês de agosto

Oitavo mês do ano é o período de reprodução das aves. Ao todo, 64 ninhos urbanos são monitorados na capital de MS.




Por G1 MS com informações da TV Morena / Redação Pantanal News

 

 

 
 
 

Plumas com as cores da bandeira do Brasil e o som alto ficam mais evidentes em Campo Grande no mês de agosto, época em que a cidade vira a capital das araras-canindés. Isso acontece porque este é o período de reprodução dessas aves.

Há dez anos, por causa da seca, as araras se mudaram para a cidade em busca de comida, e não saíram mais. Ao todo, 64 ninhos urbanos na capital sul-mato-grossense são monitorados por pesquisadores.

O cuidado dos pesquisadores é tanto, que em algumas avenidas, uma árvore morta e troncos são escorados para preservar ninhos. Quando o progresso é ameaça, até fios de energia são encapados e transformadores trocados. Em cinco anos, os pesquisadores já cadastraram 200 filhotes de arara nascidos na cidade.

Privilégio
Ao amanhecer ou ao entardecer, a cidade fica mais bonita quando as aves aparecem. Alguns moradores têm o privilégio de tê-las como fiéis visitantes. Como é o caso do major do Corpo de Bombeiros Pedro Centurião Filho, de 54 anos.

Ele contou que construiu uma 'casa' para araras no alto de uma palmeira imperial e, desde então, um casal de aves mora no local. A mulher dele, Márcia Maria Maidanna Cristaldo, disse que não acreditou que as aves passariam a morar na nova 'construção'.

“Consegui agora um despertador natural, porque elas [aves] chegam cedo fazendo um barulhão e só vão à tarde embora”, completou o militar.

Pesquisadores visitaram o ninho do casal e constataram que um ovo já foi colocado.

Orientação
A bióloga Neiva Guedes reforça que “essas aves são silvestres, não são aves mansas nem dóceis que as pessoas não tentem pegá-las". "Vamos observar, fotografar as araras voando livres na natureza”, pontuou.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
19/04/2017 - 13h18
Entidades do setor florestal de MS promovem campanha de combate a incêndios
18/04/2017 - 15h15
Fenômeno natural, decoada começa no rio Paraguai causando morte de peixes
10/04/2017 - 09h19
Anastácio: Sucuri de 3 metros é encontrada em terreno onde crianças soltavam pipa
05/04/2017 - 09h08
Corumbá: Exposição mostra impactos do lixo na natureza
05/04/2017 - 08h35
Jacaré é encontrado em varanda de residência durante a madrugada
 
Últimas notícias do site
20/04/2017 - 16h22
Deputado Dr. Paulo Siufi recebe Medalha Tiradentes da PM de MS
20/04/2017 - 16h15
Dr. Paulo Siufi cobra cumprimento de lei que monitora eletronicamente os exames de direção veicular
20/04/2017 - 16h02
Ação humana coloca em xeque a conservação de aves do Pantanal
20/04/2017 - 15h48
Conab enviará mais 59,45 mil t de milho para municípios do Norte e Nordeste
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.