CARNAVAL CORUMBÁ 2018
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Política - 20/07/2015 - 06h05

Líderes avaliam semestre e avanços na Assembleia Legislativa




Fotos: Wagner Guimarães e Victor Chileno/ALMS







Por Assessoria / Redação Pantanal News

Os deputados líderes das bancadas partidárias representadas na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul avaliaram o primeiro semestre de 2015 como satisfatório e produtivo. Com a criação do Colégio de Líderes, eles passaram a se reunir periodicamente para debater e encaminhar a votação de projetos, além de assuntos referentes à gestão interna da Casa de Leis.

"Acompanhamos e aprovamos todos os projetos de interesse do nosso Estado, estivemos presentes nas discussões importantes, como a luta pelas demarcações de terras indígenas, e também contribuímos com os projetos individuais de cada parlamentar", afirmou o deputado Eduardo Rocha, líder do PMDB. "Nossa atuação foi satisfatória, com a luta para acabar com a taxa de inspeção veicular para veículos antigos, que resultou no desconto por parte do Governo", disse o líder do PT, deputado Pedro Kemp. "Fizemos oposição e questionamos, cumprindo nosso papel, que é fiscalizar o Governo do Estado e o cumprimento das promessas de campanha", complementou.  

Para o deputado Paulo Corrêa (PR), líder do bloco que reúne os parlamentares do PDT, PR, DEM, PSB, PEN e PTdoB, entre as principais ações do Legislativo durante o semestre está a aprovação do projeto de resolução que instituiu a votação nominal. "Foi importante para dar ainda mais transparência e auxiliar a população a conhecer cada parlamentar", disse. Segundo ele, o bloco partidário votou favoravelmente a todas as matérias de interesse da população. "Fizemos a diferença e também atuamos muito firmemente na CPI da Enersul/Energisa, que está suspensa judicialmente, mas continuaremos lutando, no segundo semestre, para fazer valer os interesses da população", enfatizou. 

Líder do PSDB, o deputado Onevan de Matos ressaltou que os parlamentares da bancada atuaram em sintonia com as demandas essenciais do Estado. "Foi um semestre bastante positivo, ajudamos nas articulações de matérias de interesse do Governo e da sociedade", afirmou. "Além disso, cada deputado buscou conduzir o seu mandato de forma a bem representar as diversas regiões do Estado, o que continuaremos fazendo no segundo semestre", ressaltou. 

Desafios - Para o primeiro-secretário da Casa de Leis, deputado Zé Teixeira (DEM), transparência e gestão responsável foram as marcas da Mesa Diretora ao longo do primeiro semestre. "Correspondemos à expectativa, devolvendo às pessoas aquela esperança em um trabalho sério, honesto, transparente, de forma que todos aqueles que queiram saber o que acontece na Assembleia Legislativa, possam saber através do Portal da Transparência".

Segundo o parlamentar, os desafios são grandes e a responsabilidade é redobrada ao lidar com a gestão financeira do Legislativo Estadual. "Prestamos satisfação à sociedade, porque estamos lidando com o dinheiro público e fazemos um trabalho decente e sério, tentando otimizar os recursos", explicou. 

Para Zé Teixeira, o Programa de Aposentadoria Incentivada (PAI) foi uma das realizações de destaque neste primeiro semestre. "Fizemos um grande trabalho aqui, com pessoas que escreveram sua história há mais de 30 anos da divisão do Estado e, com o PAI, ainda dá tempo de sair e continuar seu trabalho". Ele informou ainda que o Palácio Guaicurus passará por reformas para atender melhor o público e também os servidores. "O trabalho está aí para a sociedade avaliar e estamos fazendo tudo com muita dedicação, amor e respeito". disse. "É a primeira vez que o deputado Junior Mochi está presidente e eu estou primeiro-secretário e estamos aprendendo muito, procurando aperfeiçoar a cada dia a gestão financeira desta Casa e também deixá-la à disposição da nossa população", finalizou. 

O presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi (PMDB), defendeu a atuação proativa da Casa de Leis, sintonizada com as demandas da população. "Não nos limitamos a discutir e votar projetos, mas participamos da elaboração das propostas e encaminhamos soluções, buscando uma atuação presente, com ações concretas, no dia a dia das pessoas", disse. Mochi reiterou que a Casa de Leis está "de portas abertas" para todos os segmentos, representados por federações, sindicatos, igrejas e demais entidades. "Nós nos colocamos à disposição para trazer as discussões a esta Casa, que é a casa do debate", complementou. 

Parceria - A parceria entre Executivo e Legislativo foi fundamental para o bom desempenho do Governo do Estado ao longo dos últimos seis meses, na avaliação do líder do Governo, deputado Reinaldo Azambuja (PSDB). Para ele, a conjuntura política desfavorável nacionalmente e o período de adaptação do novo governo em Mato Grosso do Sul exigiram ainda mais esforços dos parlamentares. "Nossa avaliação é positiva, até porque estamos vivendo um momento difícil em nosso País, tivemos momentos de ajustes do governo Reinaldo Azambuja, mas ao mesmo tempo percebemos avanços importantes", disse. 

Segundo o deputado, a interlocução política foi decisiva em momentos importantes, como durante as discussões para redução da alíquota do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do óleo diesel (de 17% para 12%), e para solucionar a crise na Santa Casa de Campo Grande. "A Assembleia Legislativa assumiu o protagonismo e esteve participando em todos os momentos e dando o apoio necessário", reiterou. Ao renunciar a R$ 2 milhões mensais de recursos provenientes do duodécimo, os deputados estaduais também contribuíram para ações em saúde, às quais os recursos foram destinados. "Acredito que, em que pese as dificuldades, Mato Grosso do Sul é maior do que a crise e esses primeiros seis meses de atuação do Parlamento foram fundamentais para que o governador e sua equipe pudessem colocar em prática ações importantes", complementou.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
16/01/2018 - 14h30
Obra de qualidade é uma das marcas do Governo, diz Rose depois de visitar Corumbá
22/12/2017 - 11h05
Acabou a dúvida: Puccinelli se anuncia como candidato ao governo do Estado
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
12/12/2017 - 08h16
Governador participa de reunião do Codesul em Porto Alegre
30/11/2017 - 09h34
Deputado Dr. Paulo Siufi recebe Prêmio Amigo do Cotolengo
 
Últimas notícias do site
18/01/2018 - 10h35
Carnaval de Corumbá: inscrições para concurso de fantasias seguem até 31 de janeiro
18/01/2018 - 09h13
Após Exército, Marinha também entra na luta contra o Aedes aegypti em Corumbá
18/01/2018 - 08h35
PMA prender caçador com armas e munições
18/01/2018 - 08h05
CCZ faz no domingo ação para adoção de gatos e cães resgatados na Capital
18/01/2018 - 07h52
PMA captura tamanduá-mirim em rua de bairro da Capital
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.