especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Política - 26/06/2015 - 10h50

Subsecretaria da Mulher discute implantação de Centros de Atendimento à mulher na fronteira




Por Solange Mori do Notícias MS/ Redação Pantanal News

Campo Grande – Para tratar das atribuições e dos serviços que serão disponibilizados nos Centros de Atendimento às Mulheres em Regiões de Fronteiras Secas nas cidades de Ponta Porã e Corumbá, a Secretaria de Direitos Humanos Assistência Social e Trabalho (Sedhast) articulou reunião nesta quinta-feira (25),  com a Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres, Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, Delegacia Geral da Polícia Civil, Comando Geral da Polícia Militar, Ministério Público, Defensoria Pública e Tribunal de Justiça, onde foi realizado a reunião, para definir atribuições de cada órgão nas unidades que devem estar em funcionamento já em 2016.

IMG_7318
Rose Modesto, vice-governadora e secretária da Sedhast

“Esse é o modelo da Casa da Mulher Brasileira que estamos levando para a região de fronteira, para atendimento à mulher vítima de violência e combate ao tráfico de mulheres. Esse projeto na fronteira é inédito no País”, descreveu a vice-governadora e secretária de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Rose Modesto.

A subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja, pasta articuladora da reunião, declarou que a reunião aconteceu para esclarecer dúvidas quanto à gestão de cada órgão dentro desses centros e para articular os atendimentos. “Nosso objetivo é proporcionar em um único local um atendimento de qualidade e atender essas mulheres que estão distantes dos grandes centros”, ressaltou Luciana.

Esses centros terão em um único lugar, atendimentos integrados de vários órgãos, assim como ocorre na Casa da Mulher Brasileira com sede em Campo Grande. O local será adequado para dar suporte para regularização de documentação, prestar atendimento psicossocial, disponibilizar assistência jurídica e fazer o encaminhamento à rede de serviços especializados.

Como parte do “Programa Mulher, Viver sem Violência” do Governo Federal, o projeto dos centros terá gestão tripartite (federal, estadual e municipal) e visa principalmente, o enfrentamento ao tráfico de mulheres, muito comuns nessas regiões.

MS pioneiro

SONY DSC
Marcelo Pontes, diretor Programa “Mulher, Viver sem Violência”

O diretor do Programa “Mulher, Viver sem Violência”, da Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres, Marcelo Pontes, disse que MS foi o escolhido para receber projeto pioneiro por ser um estado parceiro e que tem uma resposta sempre imediata na questão do enfrentamento à violência contra as mulheres. “Mato Grosso do Sul sempre, quando solicitado, é parceiro imediato com ótimas iniciativas. Esses centros de atendimentos vão fazer a diferença na no acolhimento e encaminhamento a essas mulheres e servirá de exemplo para as demais cidades que futuramente receberão as unidades”, destacou o diretor.

Serviços nas fronteiras – Sete centros de atendimento às mulheres em situação de violência nas fronteiras do Brasil com a Bolívia, Guiana Inglesa, Paraguai e Uruguai serão criados até o final de 2016, de acordo com o Governo Federal.

Além de Corumbá e Ponta Porã, serão instalados centros de fronteira seca em Bonfim (RR), Brasiléia (AC), Jaguarão (RS), Santana do Livramento (RS) e Tabatinga (AM). Os três centros já existentes, porém sem atendimentos integrados, localizados em Foz do Iguaçu (PR), Oiapoque (AP) e Pacaraima (RR), receberão recursos para fortalecimento e ampliação dos serviços.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
23/01/2018 - 09h40
Perguntas e respostas sobre o julgamento do recurso de Lula no TRF-4
16/01/2018 - 14h30
Obra de qualidade é uma das marcas do Governo, diz Rose depois de visitar Corumbá
22/12/2017 - 11h05
Acabou a dúvida: Puccinelli se anuncia como candidato ao governo do Estado
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
12/12/2017 - 08h16
Governador participa de reunião do Codesul em Porto Alegre
 
Últimas notícias do site
16/02/2018 - 06h53
AGENDONA: Fim de semana de enterro dos ossos, música, teatro, oficinas e mais
16/02/2018 - 06h13
Inmet prevê sol entre nuvens e chuva para sexta-feira em todo o MS
15/02/2018 - 16h16
A Falta de Educação
15/02/2018 - 16h10
Grupo busca voluntários para retirar toneladas de lixo do Rio Aquidauana
15/02/2018 - 06h10
Inmet aponta que mau tempo continua e MS terá dia com chuvas à tarde
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.