especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Política - 18/06/2015 - 06h09

Audiência pública debate feminicídio, violência e mídia na Assembleia Legislativa




Por Portal ALMS / Redação Pantanal News

Autoridades, educadores, profissionais da saúde e representantes de entidades que atuam na defesa dos direitos da mulher se reunirão quinta-feira (18), na Assembleia Legislativa, durante a audiência pública "Feminicídio, Violência e Mídia". A solenidade será realizada no plenário Deputado Júlio Maia, a partir das 13h30, por proposição do deputado estadual Pedro Kemp (PT), que preside a Comissão de Segurança Pública e de Defesa Social da Casa de Leis. "O tema é de grande relevância em todo o Brasil, mas com destaque em Mato Grosso Sul, uma vez que nosso Estado ocupa lugar de destaque no número de homicídios de mulheres, razão esta motivadora do aprimoramento do debate, a fim de avançarem as propostas das ações governamentais diante desse grave problema", afirmou o deputado. 

Kemp informou que a realização da audiência foi solicitada por representantes de movimentos sociais e ressaltou a importância da lei federal número 13.104/15, que alterou o Código Penal para classificar o feminicídio como um tipo de homicídio qualificado, e inclui-lo no rol dos crimes hediondos - aqueles considerados de extrema gravidade, inafiançáveis e que não podem ter a pena reduzida. Na prática, isso significa que casos de violência doméstica e familiar ou menosprezo e discriminação contra a condição de mulher passam a ser considerados como qualificadores do crime. Os homicídios qualificados têm pena que vai de 12 a 30 anos de reclusão, enquanto os homicídios simples estabelecem de 6 a 12 anos de detenção. 

A lei 13.104/15 estabelece também alguns agravantes, que podem aumentar em um terço o tempo da pena se o crime acontecer durante a gestação ou nos três meses posteriores ao parto; se for contra adolescente com menos de 14 anos; contra adulto com mais de 60 anos; contra pessoa com algum tipo de deficiência ou se o assassinato for cometido na presença de descendente ou ascendente da vítima.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
12/12/2017 - 08h16
Governador participa de reunião do Codesul em Porto Alegre
30/11/2017 - 09h34
Deputado Dr. Paulo Siufi recebe Prêmio Amigo do Cotolengo
29/11/2017 - 16h00
PL do deputado Dr. Paulo Siufi que proíbe linha chilena em pipas passa em 2ª votação
28/11/2017 - 10h01
Protesto não impede e Assembleia aprova reforma por 13 votos a 7
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.