zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Educação - 03/06/2015 - 07h00

Mesmo debaixo de chuva mais de 20 mil trabalhadores em educação comparecem a ações em Campo Grande




Divulgação

Por Karina Vilas Boas (FETEMS) / Redação Pantanal News

Nem a forte chuva e o mau tempo barraram os mais de 20 mil trabalhadores em educação, professores e administrativos, de estarem na manhã desta terça-feira (2), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, atendendo o chamado da Federação dos Trabalhadores em Educação de MS (FETEMS) e dando continuidade as atividades da greve que já se estende há praticamente uma semana.

De acordo com o presidente da FETEMS, Roberto Magno Botareli Cesar, o movimento superou as expectativas já que a madrugada foi de muita chuva em praticamente todo o estado. “Nossas delegações vieram mesmo debaixo do temporal, os trabalhadores em educação se apertaram nas galerias externas da Assembleia Legislativa, no plenário, para não tomar uma forte chuva e em nenhum momento o movimento se dispersou ou diminuiu, porque temos um propósito forte e estamos unidos. Queremos respeito aos trabalhadores em educação, cumprimento das nossas leis de valorização e vamos continuar em luta até que a categoria defina o contrário”, disse.

Para a vice-presidenta da FETEMS, Sueli Veiga, mais uma vez a categoria deu uma aula de cidadania. “Todos de preto, em luto pela educação pública de MS, unidos, demos uma aula de cidadania e civilidade ao participar de uma ato pacífico, batalhando pelos nossos direitos”, afirma.

Segundo a representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Fátima Silva, que também é ex-presidenta da FETEMS, mais uma vez a entidade da mostra do que é capaz nacionalmente. “A FETEMS é reconhecida nacionalmente por suas lutas, sua organicidade e todas as vezes que presencio momentos como este me orgulho de ter saído daqui. Nacionalmente estamos enfrentando um período difícil para a educação brasileira, muita greve nos estados por conta da desvalorização da categoria e em MS esse cenário não é diferente, temos um governo que nos demonstra que a educação pública não é prioridade de suas ações, o que é uma pena e nos leva a ter que nos mobilizarmos e paralisarmos para lutarmos pelos nossos direitos”, ressalta. 

Os profissionais da educação se reuniram na Assembleia Legislativa, lotaram os dois plenários da Casa de Leis, acompanharam pronunciamento do presidente da entidade, Roberto Botareli, durante a sessão da Casa de Leis e seguiram em carreata, passando pela governadoria e pela Secretaria de Educação, para o centro da capital. Ao chegar à Praça do Rádio a caravana se desfez e os profissionais tomaram conta do local e realizaram um grande ato público.

No período da tarde, a partir das 14h, uma comissão da FETEMS seguiu para a governadoria para participar de uma reunião com o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB) e a comissão de educação da Assembleia Legislativa, que foi agendada durante a manifestação dos grevistas na Casa de Leis.

As informações e decisões serão repassadas em Conselho de Presidentes, no período da tarde, após a reunião da governadoria. Nesse mesmo momento o advogado da FETEMS, Ronaldo Franco, também fará o repasse da audiência de conciliação que ocorreu no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), também, na manhã desta terça-feira.

As reivindicações dos trabalhadores em educação de MS são: 

• O reajuste dos administrativos em educação - Além disso, a categoria também reivindica trazer a data base dos funcionários de escola para janeiro, atualmente é em maio, juntamente com a dos professores.

• O pagamento de 10,98% de reajuste dos professores - Referente ao cumprimento da Lei Estadual n° 4.464, de 19 de Dezembro de 2013, que trata sobre o reajuste de 25,42%. No início do ano foi concedido 13,01% de reajuste aos professores, referente ao Piso Nacional, porém ficou 10,98% em pendência de acordo com a Lei Estadual. No acordo firmado até o dia 15 de maio o Governo deveria debater como esse montante seria pago com a comissão de negociação, porém isso não ocorreu. 

• O pagamento de 1/3 de hora-atividade para os professores, referente a 2013 - O pagamento de 1/3 de hora-atividade para os professores da Rede Estadual, equivalente a 2013, a partir de janeiro de 2015, foi acordado no Pacto pela Educação Pública de outubro de 2012 e está consolidado na Lei Complementar 165.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
18/10/2017 - 16h10
Local de prova do Enem será divulgado na sexta a partir das 10h, diz Inep
18/10/2017 - 16h05
Corumbá: Estudantes devem fazer rematrícula para vaga na Rede Municipal de Ensino
23/09/2017 - 14h16
Uems conquista elevação da nota da Capes para o Mestrado Profeduc
22/09/2017 - 15h58
Aquidauana sedia encontro para debater inclusão no IFMS
19/09/2017 - 10h18
Alunos de escolas públicas de Aquidauana assistem a filmes nacionais com recursos de acessibilidade
 
Últimas notícias do site
18/10/2017 - 16h10
Local de prova do Enem será divulgado na sexta a partir das 10h, diz Inep
18/10/2017 - 16h10
Central 0800 permite solicitação de serviços referentes à iluminação pública
18/10/2017 - 16h05
Corumbá: Estudantes devem fazer rematrícula para vaga na Rede Municipal de Ensino
18/10/2017 - 15h40
Casa pega fogo em Marília e bombeiros salvam casal de cães e oito filhotes
18/10/2017 - 10h57
PMA prende foragido da justiça durante fiscalização
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.