zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Cultura - 05/05/2015 - 06h40

30 anos de Rádio: Força do chamamé e da 104 FM lota Colônia Paraguaia




Ronei Souza Ribeiro

Tradicional, cate, sapucay, valsiado e sapatiado: convidados da festa de Orivaldo Mengual mostraram performances do bailado chamamezeiro

Ronei Souza Ribeiro

No Churrasco Dançante, não poderia faltar a principal iguaria paraguaia, o locro.

No Churrasco Dançante, não poderia faltar a principal iguaria paraguaia, o locro.

Por Edmir Conceição dos Santos do Notícias MS/ Redação Pantanal News

Campo Grande  (MS) – O chamamé ditou o ritmo da festa que celebrou os 30 anos de Rádio do produtor, apresentador e comunicador Orivaldo Mengual, titular do programa Hora do Chamamé, transmitido pela FM 104 diariamente entre às 17h e 19h e aos domingos, entre às 11h e 14h. E o ritmo contagiante e da força da Educativa 104 levaram aproximadamente 2 mil pessoas à Colônia Paraguaia, onde aconteceu um grande encontro de gerações chamamezeiras.

O governador Reinaldo Azambuja, que completou 32 anos de casamento com dona Fátima, considerado um dos principais incentivadores da cultura regional e idealizador da Festa da Linguiça de Maracaju, foi homenageado, junto com o jornalista Bosco Martins, diretor-presidente da Educativa 104 FM e TVE, que recebeu menção honrosa, pela contribuição ao resgate de cultura popular. Reinaldo Azambuja e Bosco Martins foram escolhidos como presidentes de honra do Instituto do Chamamé MS, entidade criada para resgatar e preservar a memória do chamamé paraguaio.

Os grandes nomes e grupos do chamamé em Mato Grosso do Sul, Maciel Corrêa, Aral Cardoso (apresentador do Quebra Torto na 104 FM), Gregório e Grupo Fronteira, Laço de Ouro e Chama Campeira animaram o Churrasco Dançante, que teve de entrada o locro, uma saborosa iguaria paraguaia feita com osso de costela, canjica e condimentos.

As apresentações do Grupo Mirim de Dança Folclórica da Colônia Paraguaia e do Grupo de Dança do Instituto do Chamamé MS foram muito aplaudidas.

O chamamé é hoje a principal referência da integração das culturas fronteiriças, e a maior atração da agenda de eventos da Colônia Paraguaia de Campo Grande. O Estado abriga mais de 300 mil paraguaios, dos quais 80 mil concentrados em Campo Grande.

Originário de Corrientes, na Argentina, o chamamé é um ritmo que contagia os bailes e fascina os que a escutam ou que dançam. Na festa dos 30 anos de Rádio de Orivaldo Mengual, além da animação dos grupos musicais, dançarinas fizeram um espetáculo à parte bailando o KM 11, uma das mais tradicionais músicas do chamamé paraguaio que foi gravada pelo Trânsito Cocomarola“Mato Grosso do Sul é o lado mais paraguaio do Brasil e as músicas e ritmos reproduzem muito bem a integração de culturas no Estado. É impossível você ir a uma churrascaria ou a um baile e não ouvir esse ritmo animado”, diz Bosco Martins.

O diretor-presidente das emissoras do Estado ressalta o retorno do programa “Hora do Chamamé” na nova grade de programação da 104 FM. “O chamamé transformou-se em ritmo sul-mato-grossense de enorme popularidade, tanto que o programa do Orivaldo Mengual se consolidou como tradição para os ouvintes da 104. Com a decisão do governador Reinaldo Azambuja de recuperar as emissoras do Estado, o grande público e os ouvintes da 104 FM estão podendo matar as saudades depois de um jejum impositivo e forçado”.

Instituto do Chamamé MS

Na festa de Mengual foi lançado o Instituto do Chamamé MS, entidade idealizada pelo comunicador, que vai garantir a preservação da memória do chamamé, que tem uma data especial instituída em lei estadual. O Dia 19 de setembro é consagrado ao Chamamé em Mato Grosso do Sul.

 

Sobre a origem desse estilo de música tão apreciado em MS, Orivaldo Mengual diz que a literatura da música aponta algumas versões. Maurício Cardoso Ocampo menciona como paraguaia a origem do chamamé, citando a primeira gravação pela RCA Victor do músico Samuel Aguardio. A ideia do Instituto, segundo Mengual, é preservar a memória desse patrimônio imaterial incorporado aos costumes dos sul-mato-grossenses.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
17/11/2017 - 10h18
Fim de semana tem sertanejo, funk, comédia e teatro
10/11/2017 - 13h08
AGENDONA: Fim de semana tem atração internacional, rap, reggae e até grito de carnaval
09/11/2017 - 12h45
Com relíquias no acervo, Arquivo Público guarda detalhes valiosos de MS
03/11/2017 - 09h27
AGENDONA: Fim de semana tem youtubers famosos, Guilherme Rondon e muito mais
03/11/2017 - 07h37
Em clima de quintal, encontros têm samba de gafieira com energia super carioca
 
Últimas notícias do site
20/11/2017 - 15h50
Conab divulga preços de frutas e hortaliças no mês de outubro nos Ceasas
20/11/2017 - 12h50
Laudo descarta que macaco achado morto na Capital teve febre amarela
20/11/2017 - 10h35
Militares de Campo Grande ajudam em buscas a submarino na Argentina
20/11/2017 - 09h13
Sem-terras são autuados em R$ 11 mil por exploração ilegal de madeira
20/11/2017 - 08h50
Terreiros saem pelas ruas com oferendas para lembrar Oxum e pedir respeito
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.