zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 30/04/2015 - 06h50

Athayde Nery assume presidência do Geopark Bodoquena-Pantanal




Divulgação

Por Leandro Silva do Notícias MS/ Redação Pantanal News

Com a perspectiva de estar incluído nas metas de gestão da Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei), a primeira reunião, deste ano, do conselho gestor do Geopark Bodoquena-Pantanal foi realizada na manhã de terça-feira (28), em Bodoquena, com a eleição do titular da pasta, Athayde Nery, para a presidência.

O encontro contou com a presença dos prefeitos de Bodoquena, Jun Iti Ada, e de Nioaque, Gerson Garcia; dos presidentes das fundações estaduais de Apoio ao Ensino, Ciência e Tecnologia (Fundect), Marcelo Turine, de Turismo (Fundtur), Nelson Cintra; a reitora eleita da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Liane Maria Calarge, além de professores, universitários e representantes das prefeituras de Ladário, Miranda, Jardim e Bela Vista.

Turine deixa a presidência e agora passa a ser secretário-executivo do conselho. Para o responsável pela Fundect, quanto mais pessoas pensando o Geopark, maiores as possibilidades para o desenvolvimento econômico e científico da região e do Estado.

O secretário Athayde Nery destacou a necessidade da transversalidade das ações apoiadas nos parâmetros governamentais de mudança, gestão e participação. “Vamos construir um arcabouço político e jurídico para que os 13 municípios se desenvolvam” e “que o legado possa ser duradouro”, acrescentou.

Enquanto atrativo turístico, Nelson Cintra, vê no Geopark potencial para criação de novas rotas de interesse para os turistas que visitam Mato Grosso do Sul.

Gestão

O Conselho do Geopark Bodoquena-Pantanal é formado por 13 instituições e 13 prefeituras. As instituições são Fundect, Fundtur, Sectei, Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), Comando Militar do Oeste, Sebrae, Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Universidade Federal (UFMS), UFGD e Instituto Federal.

Patrimônio geológico

O geoparque estadual abrange uma área aproximada de 40 mil quilômetros quadrados alcançando 13 municípios de Mato Grosso do Sul: Anastácio, Aquidauana, Bela Vista, Bodoquena, Caracol, Corumbá, Ladário, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Nioaque, Porto Murtinho, Miranda e Bonito.

A área é considerada patrimônio geológico porque apresenta 54 sítios arqueológicos, demarcados até o momento, de especial valor científico, entre eles fósseis de pegadas de dinossauros que habitaram o planeta há mais de 560 milhões de anos, em Nioaque e a corumbella werneri, em Corumbá.

As áreas consideradas geoparques devem ser estabelecidos estabelecidas sob princípios de desenvolvimento sustentável, fomentar projetos educacionais, de ecoturismo, de geoconservação e de valorização das comunidades locais.

Atualmente, apenas Nioaque possui núcleo regional- espaço físico para o desenvolvimento de atividades pedagógicas- do Geopark Bodoquena-Pantanal. Durante a reunião, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Ladário, Jorge de Castro, anunciou que o município vai implantar, em breve, o núcleo local do Geopark, que estará situado no prédio de um antigo hotel, às margens do Rio Paraguai, na Área de Proteção Ambiental (APA) Baía Negra.

Em todo o mundo existem 111 geoparques apoiados pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura(Unesco), localizados em 32 países. O comitê gestor do geoparque estadual está trabalhando para que o Bodoquena- Pantanal também receba a chancela da Unesco.

Luciana Gabas – Fundect

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/10/2017 - 10h45
MS 40 Anos: O desafio de harmonizar população e natureza nas lagoas
11/10/2017 - 07h05
PMA recolhe tatu de 36 kg atropelado na rodovia
04/10/2017 - 07h02
PMA captura veado atropelado
28/09/2017 - 13h48
Incêndio assusta moradores em Porto Quijarro, na fronteira do Brasil com a Bolívia
22/09/2017 - 14h39
Projeto Florestinha realizou Educação Ambiental para alunos em comemoração ao dia da árvore
 
Últimas notícias do site
16/10/2017 - 16h36
MS terá sistema de aviso de alagamentos por celular a partir de 2018
16/10/2017 - 13h02
Após denúncia, Polícia Militar captura foragido da justiça
16/10/2017 - 11h25
Restituição do IR já está disponível para 31,5 mil contribuintes de MS
16/10/2017 - 10h57
Semana começa com mais de 400 vagas em concursos e salários de até R$ 14 mil
16/10/2017 - 10h55
Ruiter aciona primeiro trecho de iluminação pública com LED
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.