zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 08/04/2015 - 06h50

Governo do Estado sofreu calote de R$ 253 milhões, revela auditoria




Chico Ribeiro

Por Bruno Chaves do Notícias MS/ Redação Pantanal News

 Campo Grande (MS) – Auditoria realizada nas contas de Mato Grosso do Sul, nos primeiros meses de trabalho do governador Reinaldo Azambuja, descobriu que, na última gestão, despesas da ordem de R$ 253 milhões sumiram dos registros contábeis do tesouro estadual sem qualquer explicação. A conclusão é da Pricewaterhouse Coopers (PwC), que auditou o orçamento do Estado.

Os detalhes do rombo no cofre de Mato Grosso do Sul foram apresentados pelo governador Reinaldo Azambuja nesta terça-feira (7), em entrevista coletiva à imprensa na governadoria.

Segundo ele, o relatório da auditoria mostra que do calote de R$ 253 milhões, R$ 143 milhões são referentes às dívidas de pessoal – valores que foram descontados da folha de pagamento dos servidores, como empréstimos consignados e previdência, mas não foram repassados às instituições credoras.

Os outros R$ 110 milhões representam o valor total da dívida com fornecedores – empresas diversas de prestação de serviços como manutenção e limpeza de prédios públicos, contratos de publicidade, convênios de mão de obra terceirizada e outros.

Conforme o levantamento da PwC, a despesa de R$ 253 milhões foi apagada do orçamento estadual mesmo sendo comprovada por meio de emissão de notas fiscais e atestados de recebimentos. O mesmo valor levantado pela auditoria da empresa contratada foi confirmado pelo Balanço Geral do Estado, por meio de relatórios de gestão fiscal da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

“Esse cenário nos preocupa muito porque são empenhos liquidados e cancelados depois de executados e comprovados. Por causa disso, tivemos que empenhar a dívida da gestão passada no nosso novo orçamento e liquidar as despesas contraídas no exercício anterior”, explicou o governador.

Intervenção do atual governo para evitar prejuízos

Durante a apresentação dos dados, Reinaldo afirmou que parte do calote dado pela última administração  foi assumido pela atual gestão como forma de evitar prejuízos aos funcionários estaduais. “Acertamos o pagamento das dívidas de pessoal”, pontuou o chefe do Executivo.

Assim que soube da dívida, Reinaldo disse que negociou com os bancos credores para impedir que os servidores tivessem os nomes negativados nas instituições de proteção ao crédito. “Se o governo não tivesse assumido, o servidor, que é detentor do empréstimo, ia ter o nome negativado”, explicou.

Sobre as despesas com fornecedores, o governador disse que os contratos estão sendo analisados um por um para que se encontre a melhor maneira de liquidar os débitos.

Após a explanação do diagnóstico orçamentário estadual, Reinaldo disse que o relatório formatado pela auditoria será enviado ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul (MPE) e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE/MS), órgãos responsáveis pela investigação e fiscalização das ações do governo.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/10/2017 - 09h52
Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE
16/10/2017 - 11h25
Restituição do IR já está disponível para 31,5 mil contribuintes de MS
13/10/2017 - 09h41
Reajustes da Petrobras deixaram gás de cozinha 50% mais caro este ano
10/10/2017 - 10h15
Petrobras eleva preço do botijão de gás em 12,9% a partir desta quarta
02/10/2017 - 14h30
Governo estadual paga salário com reajuste a servidores nesta terça-feira
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.