TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Economia - 06/04/2015 - 15h50

Reinaldo recebe pedido para aumentar a competitividade do carvão vegetal




Chico Ribeiro

Por Leandro Silva do Notícias MS/ Redação Pantanal News

Campo Grande (MS) – O governador Reinaldo Azambuja recebeu, nesta segunda-feira (6), representantes do Sindicato das Indústrias e dos Produtores de Carvão Vegetal de Mato Grosso do Sul (Sindicarv) para discutir sobre a abertura de mercado do carvão vegetal produzido no Estado.

De acordo com Marcos Brito, presidente do Sindicarv, hoje mercado do carvão vegetal apresenta uma grande retração no Estado, o que já gerou um desemprego de aproximadamente sete mil pessoas ligadas ao setor. “Antes, o setor empregava cerca de 17 mil trabalhadores, mas hoje com a retração, 7 mil trabalhadores perderam seus empregos”, disse.

Marcos afirmou ainda que Mato Grosso do Sul foi o Estado líder na produção de carvão até o ano de 2008 e hoje, está ocupando apenas a 3ª posição no ranking. Ele diz que toda essa retração no mercado se deve à Lei nº 4.163 de 2012, que determina a cobrança da taxa de movimentação florestal (TMF) no valor de 1,5 Uferms (Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul).

“Nós queremos o fim dessa taxa e a alteração dessa lei, pois com maior competitividade no setor, serão gerados empregos, estímulo à produção e renda para o Estado, e acreditamos que o governador Reinaldo Azambuja vai estabelecer esse novo marco na indústria do carvão vegetal em mato Grosso do Sul”, finalizou Marcos Brito.

Participaram da reunião o Secretário de Estado de Desenvolvimento e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel e o Secretário de Estado de Meio Ambiente, Jaime Verruck, além de representantes dos trabalhadores da indústria de carvão vegetal do Estado.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
28/11/2017 - 10h54
Projeto ferroviário vai expandir fronteira do agronegócio, diz Reinaldo
28/11/2017 - 10h46
Prefeitura vai ajustar gratificações para assegurar salários dos servidores
27/11/2017 - 15h13
Saques da terceira etapa de pagamentos do PIS/Pasep já estão disponíveis
27/11/2017 - 14h12
Cheques de qualquer valor serão compensados em até um dia útil
27/11/2017 - 09h30
Economia deve movimentar R$ 38 milhões com 13° salário em Corumbá e Ladário
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.